Citas italiano

[WikiPizza] Cap. 1 - La storia della pizza - Ep. 1 - Il termine e i primi cenni storici

2020.11.12 11:05 WikiPizza [WikiPizza] Cap. 1 - La storia della pizza - Ep. 1 - Il termine e i primi cenni storici

IL TERMINE PIZZA
La storia della pizza è una di quelle storie ancora incerte e complesse; ma prima di cercare di analizzare ciò che avvenne, cosa significa il termine pizza? Che cosa dice il vocabolario italiano? Consultando quello online della Treccani, il termine pizza era già presente nel latino medievale, forse derivato dal termine "bizzo" o "pizzo", che significa un boccone, pezzo di pane, focaccia, che poi si è diffusa in epoca più recente attraverso il napoletano.
Nella parte tecnica, viene descritta la preparazione culinaria, a base di farina di grano, impastata con acqua, sale, olio, (mettendo altri ingredienti come latte, burro, strutto), con l'aggiunta di componenti in fase di cottura. Poi cita alcuni gusti e alcune tipologie di pizza.
Google invece la descrive in maniera classica e semplice: una focaccia impastata con farina e acqua, con sopra pomodoro e mozzarella, con l'aggiunta di poco olio ed acciughe e aromatizzata con origano, cotta rapidamente in forno molto caldo.
È una specialità napoletana che oggi è diffusa in tutto il mondo, ma perche' alcuni mettono in dubbio la sua origine?
PRIMI CENNI STORICI
Le origini del pane e della pizza sono antichissime, risalenti addirittura alla preistoria. Le donne, in attesa dell'uomo che tornasse dalla caccia, raccoglievano ciò che la natura offriva; prendevano e pestavano i semi di cereali selvatici e con le lavorazioni che potevano offrire un tempo arrivavano a creare una primitiva schiacciata di pane, anche se risultava un prodotto duro e pesante da digerire.
Il primo cereale usato fu il miglio, poi iniziarono a coltivare altro, come l'orzo, l'avena, il farro, soltanto dopo arriverà il frumento.
Alcuni archeologi hanno trovato tracce di pane infornato in Sardegna risalente al periodo a cavallo tra la preistoria e la storia e secondo alcuni pareri quei popoli potevano essere a conoscenza nell'uso del lievito, anche se probabilmente in una forma primordiale.
Nel prossimo episodio resteremo sempre in età molto antiche, parlando di ciò che sappiamo dal popolo Egizio e soprattutto dai Romani.
submitted by WikiPizza to PizzaITA [link] [comments]


2020.11.06 03:41 futebolstats A Carreira de Achraf Hakimi em Números

Quando cita-se um dos melhores laterais direitos da atualidade, o nome de Achraf Hakimi que atualmente defende a Internazionale da Itália e também atua pela Seleção Marroquina, deve ser levado em conta.
Achraf Hakimi Mouh nasceu em 04/11/1998 em Madri, na Espanha. Antes de chegar ao estrelato, o lateral-direito que optou por jogar pela Seleção Marroquina deu seus primeiros passos no modesto Club Deportivo Colonia Ofigevi e como já do conhecimento de todos, defende as cores da Internazionale neste momento. Porém, o que mais se sabe sobre Hakimi? Por quais clubes atuou até aqui? Quais feitos atingiu na carreira até aqui?

Juvenil

Apesar de ter nascido em solo espanhol, Hakimi é filho de imigrantes marroquinos que chegaram ao país muito antes de seu nascimento. Assim sendo, Achraf possui origens africanas, mas foi criado em solo europeu. Os pais de Hakimi, o mesmo e os 2 irmãos – Nabil e Widad – passaram seus primeiros anos de vida em Getafe, nos subúrbios do sul de Madri.
O jovem Hakimi era um garoto enérgico e sua mãe já estava adivinhando o que iria acontecer, pois o via como um futuro atleta. Apesar das muitas dificuldades que esta família passou, os pais de Hakimi – o pai era vendedor e a mãe era faxineira – ajudaram no que puderam para que o garoto pudesse realizar seu sonho de um dia se tornar jogador de futebol.
Aos 7 anos de idade, em 2005, Achraf Hakimi ingressou nas categorias de base do Ofigevi, clube local deu seus primeiros passos e foi aí que ele encontrou seu propósito e a sua disposição nos treinos e nos jogos fez com que no auge de sua formação no Ofigevi, Hakimi tornou-se um jogador promissor aos olhos de um scout – olheiro – do Real Madrid. Desse modo, aos 8 anos de idade, Hakimi ingressou na academia do time merengue – Real Madrid -, onde começou a treinar em uma das instalações do clube antes de ter idade o suficiente para ser admitido no sistema juvenil do clube, La Fábrica.

A Carreira de Achraf Hakimi em Números

Real Madrid

Categorias de Base

Depois de queimar uma etapa atrás da outra na “Fábrica”, Hakimi chegou ao time sub-20 do Real Madrid e sendo assim, disputou a UEFA Youth League – Liga dos Campeões Sub-20 – na temporada 2015-16. Na edição 2015-16 da UEFA Youth League, o time merengue chegou até a semifinal, sendo eliminado pelo Paris Saint-Germain da França. Dois meses após o término deste torneio, em junho de 2016, Zinedine Zidane – técnico do time principal – o convocou para a pré-temporada do clube nos Estados Unidos.
Posteriormente, Achraf passou a treinar pelo time b – Real Madrid Castilla – sob o comando de Santiago Solari e em 20/08/2016, fez sua estreia na 1ª rodada da 2ªB – 3ª Divisão do Futebol Espanhol – contra a Real Sociedad B, jogo no qual o Castilla venceu por 3-2.
Em 25/09/2016, marcou seu primeiro e único tento pelo time b do Real Madrid no empate em 1-1 com o Fuenlabrada.
Em suma, Achraf Hakimi disputou 28 partidas da 3ª Divisão do Campeonato Espanhol, campeonato no qual o Castilla terminou em 11º lugar. No final da temporada, ele ainda tinha idade o suficiente para retornar às categorias de base para jogar a final da Copa do Rei Juvenil 2017.

2017-18

Em 19 de agosto de 2017, Hakimi foi promovido ao time principal do Real Madrid como reserva de Dani Carvajal e de Nacho Fernández. Além disso, o jovem lateral-direito de apenas 18 anos, recebeu a camisa de número 19.
Em 01/10/2017, em jogo da 7ª rodada da La Liga (Campeonato Espanhol), Zidane escalou Hakimi entre os titulares pela primeira vez e na estreia do jovem lateral-direito pelo time principal do Real Madrid, jogou os 90 minutos da vitória por 2-0 sobre o Espanyol no Santiago Bernabéu (estádio do Real Madrid).
Em 17/10/2017, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da UEFA Champions League (Liga dos Campeões), Hakimi jogou os 90 minutos do empate em 1-1 com o Tottenham da Inglaterra no Bernabéu.
Pela 15ª rodada do Campeonato Espanhol em 15/12/2017, Hakimi ganhou mais uma oportunidade de jogar como titular e fez seu primeiro gol como profissional no triunfo por 2-0 sobre o Sevilla no Santiago Bernabéu.
Em 12 de maio de 2018, em jogo da penúltima rodada (37ª) da La Liga, o camisa 19 do time merengue iniciou entre os titulares e marcou seu 2º e último tento nessa temporada na goleada por 6-0 sobre o Celta de Vigo.
Na UEFA Champions League 2017-18, o lateral-direito de 19 anos fez duas aparições na conquista do título do Real Madrid, a terceira consecutiva e a 13ª no geral. Embora não estivesse no elenco que disputou a final da competição, ele recebeu uma medalha e é creditado como o primeiro jogador marroquino a ter feito parte de uma conquista de título de Liga dos Campeões.
Em suma, em sua única temporada com o time principal dos “Blancos” – Real Madrid -, Achraf Hakimi disputou 17 partidas, fez 2 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Real Madrid, além de ter sido campeão da UEFA Champions League, também sagrou-se campeão do Mundial Interclubes da FIFA, da Supercopa da Uefa e da Supercopa da Espanha; terminou em 3º lugar no Campeonato Espanhol e foi eliminado nas quartas de final da Copa do Rei.
PdGmACACVMj na temporada 2017-18
1721001315
Pd* – Partidas disputadas, Gm – Gols marcados, A – Assistências, CA – Cartões amarelos, CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados
Títulos que conquistou pelo Real Madrid - Copa do Rei Juvenil: 2017 - UEFA Champions League: 2017-18 - Mundial Interclubes da FIFA: 2017 - Supercopa da Espanha: 2017
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Hakimi com a camisa do Real Madrid - Este vídeo foi publicado no YouTube em 7 de fevereiro de 2020por Nino Productions

Borussia Dortmund

2018-19

Hakimi sendo apresentado como novo reforço do Borussia DortmundEm 11 de julho de 2018, o Borussia Dortmund da Alemanha anunciou que havia assinado com Achraf Hakimi um contrato de empréstimo de 2 anos.
No início, Lucien Favre – técnico do Borussia Dortmund – não utilizou o lateral-direito marroquino, pois quem estava jogando nessa posição era Łukasz Piszczek. Em 26/09/2018, em jogo da 5ª rodada da Bundesliga (Campeonato Alemão), Favre escalou Hakimi entre os titulares pela primeira vez e logo na sua estreia pelo novo clube, marcou o terceiro gol da goleada do BVB – Borussia Dortmund – por 7-0 sobre o Nuremberg no Signal Iduna Park (estádio do BVB). Após este jogo, o marroquino não saiu mais do time.
Em 24/10/2018, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Hakimi foi um dos destaques da goleada por 4-0 sobre o Atlético de Madrid da Espanha com 3 assistências; passe para os gols de Axel Witsel, Jadon Sancho e para 1 dos 2 tentos marcados por Raphaël Guerreiro.
Em 26 de janeiro de 2019, em jogo da 19ª rodada da Bundesliga, o lateral-direito marroquino marcou seu 2º tento nessa temporada na goleada por 5-1 sobre o Hannover 96. Além de ter feito 1 gol, contribuiu com assistência para o tento marcado por Marco Reus.
Pelo confronto válido pelas oitavas de final da Copa da Alemanha em 05/02/2019, Hakimi marcou seu 3º e último tento nessa temporada no empate em 3-3 com o Werder Bremen na prorrogação. Com a persistência do empate nessa partida, houve disputa por pênaltis, a qual o Werder levou a melhor e venceu por 4-3.
Em 30/03/2019, em jogo da 27ª rodada da Bundesliga, o camisa 5 do BVB – Hakimi – entrou em campo aos 5 minutos da segunda etapa no lugar de Abdou Diallo, contudo com uma fratura no metatarso, teve de dar lugar a Jacob Bruun Larsen aos 39 minutos do segundo tempo e com isso, fim de temporada para o lateral-direito marroquino. Quanto ao resultado do jogo, vitória do Borussia Dortmund por 2-0 sobre o Wolfsburg no Signal Iduna Park.
Em suma, em sua 1ª temporada na Alemanha, Achraf Hakimi disputou 28 partidas, fez 3 gols e proveu 7 assistências. Quanto ao Borussia Dortmund, foi vice-campeão do Campeonato Alemão e foi eliminado nas oitavas-de-finais da UEFA Champions League e Copa da Alemanha.
PdGmACACVMj na temporada 2018-19
2837502379
3 gols dos quais 2 foram pela Bundesliga e 1 pela Copa da Alemanha

2019-20

Em 3 de agosto de 2019, no primeiro jogo do Borussia Dortmund nessa temporada – decisão da Supercopa da Alemanha -, Hakimi jogou os últimos 15 minutos da vitória por 2-0 sobre o Bayern de Munique e com este resultado, o BVB iniciava essa temporada celebrando a conquista de um título, o primeiro e único que o lateral-direito marroquino conquistou por este clube.
Em 23/08/2019, em jogo da 2ª rodada da Bundesliga, o jovem lateral-direito de 20 anos entrou em campo aos 17 minutos da segunda etapa no lugar de Nico Schulz e 24 minutos depois, fez o segundo gol da vitória por 3-1 sobre o Colônia no RheinEnergie Stadion (estádio do Colônia). Na rodada seguinte do campeonato, iniciou pela primeira vez entre os titulares nessa temporada, contudo os “Schwarzgelben” – Borussia Dortmund – perderam por 3-1 para o Union Berlin.
Pela 2ª rodada da fase de grupos da Champions League em 02/10/2019, Hakimi marcou seu primeiro doblete da carreira – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – e sendo assim, o BVB venceu o Slavia Praga da República Checa por 2-0 fora de casa. Três dias depois, o time de Dortmund estava em campo novamente, desta vez em jogo válido pela 7ª rodada da Bundesliga, atuando como ala esquerdo, o marroquino marcou um dos gols do empate em 2-2 com o Freiburg.
Em 05/11/2019, em partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, o lateral-direito marroquino marcou seu 2º e último doblete nessa temporada no triunfo por 3-2 sobre a Internazionale da Itália no Signal Iduna Park.
Em 1º de fevereiro de 2020, em jogo da 20ª rodada da Bundesliga, Hakimi estabeleceu um novo recorde de velocidade no campeonato ao atingir 36,5 km/h contra o Union Berlin no Signal Iduna Park, jogo no qual o Borussia Dortmund venceu por 5-0. Além disso, o marroquino bateu o antigo recorde da liga que havia estabelecido contra o RB Leipzig três meses antes, quando atingiu a velocidade de 36,2 km/h.
Pela 25ª rodada do Campeonato Alemão em 07/03/2020, atuando como ala direito, o marroquino marcou o gol que fechou o placar da partida; vitória do BVB por 2-1 sobre o Borussia Mönchengladbach fora de casa. Após essa partida, a Bundesliga e a maioria dos campeonatos ao redor do mundo foram paralisados devido à pandemia de COVID-19 (Novo Coronavírus) e após um hiato de 2 meses, o Campeonato Alemão foi retomado em 16/05/2020. No primeiro jogo do BVB após a paralisação, goleada por 4-0 sobre o Schalke 04 no Signal Iduna Park.
Em 31/05/2020, em jogo da 29ª rodada da Bundesliga, Hakimi marcou seu 9º e último tento nessa temporada na goleada por 6-1 sobre o Paderborn em plena Benteler-Arena. Depois de marcar seu gol, ele tirou a camisa do clube, mas havia outra camisa por baixo com a seguinte mensagem “Justiça por George Floyd”, um homem negro de Minneapolis, nos Estados Unidos, que havia morrido na semana anterior depois que um policial manteve seu joelho em um Floyd já imobilizado até que ele parou de respirar. Seu companheiro de equipe, Jadon Sancho, revelou uma camisa semelhante após marcar o último gol desta goleada.
Em 27/06/2020, em partida válida pela última rodada desta edição do Campeonato Alemão, o camisa 5 jogou o segundo tempo do revés por 4-0 ante o Hoffenheim em pleno Signal Iduna Park na sua despedida do clube.
Em suma, na sua 2ª e última temporada na Alemanha, Achraf Hakimi disputou 45 partidas, fez 9 gols e proveu 10 assistências, proveu estas assistências na Bundesliga 2019-20 e isso fez dele o 6º jogador com mais assistências no campeonato, ao lado de Alassane Pléa do Borussia Mönchengladbach e de Serge Gnabry do Bayern de Munique. Quanto ao Borussia Dortmund, foi campeão da Supercopa da Alemanha, vice-campeão do Campeonato Alemão e foi eliminado nas oitavas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa da Alemanha.
PdGmACACVMj na temporada 2019-20
45910503571
9 gols dos quais 5 foram pela Bundesliga e 4 pela UEFA Champions League
Títulos que conquistou pelo Borussia Dortmund - Supercopa da Alemanha: 2019
- O vídeo abaixo mostra todos os gols e assistências de Hakimi com a camisa do Borussia Dortmund na temporada 2019-20 - Este vídeo foi publicado no YouTube em 7 de abril de 2020por RealMadrid.Universe

Internazionale

2020-21

Hakimi sendo apresentado como novo reforço da Inter de MilãoEm 2 de julho de 2020, a Internazionale da Itália anunciou a assinatura de Hakimi em um contrato de 5 temporadas, com uma taxa relatada de 40 milhões de euros (cerca de 264,3 milhões de reais).
Em 26/09/2020, em jogo da 2ª rodada da Serie A (Campeonato Italiano), Antonio Conte – técnico da Inter – promoveu a estreia de Hakimi quando o colocou em campo aos 19 minutos da segunda etapa no lugar de Ashley Young e pouco antes dos acréscimos, deu o passe para o gol de Romelu Lukaku na vitória por 4-3 sobre a Fiorentina no Giuseppe Meazza (estádio da Internazionale). Quatro dias depois, em jogo adiado da 1ª rodada da Serie A, Conte promoveu a estreia do lateral-direito marroquino entre os titulares e na sua estreia como titular, foi um dos destaques da goleada por 5-2 sobre o Benevento com 1 gol e assistência para 1 dos 2 tentos marcados por Lukaku.
Até aqui, Achraf Hakimi fez 1 gol e proveu duas assistências em 8 partidas disputadas pelo novo clube.
PdGmACACVMj na temporada 2020-21
81210586
Gol marcado na Serie A
** a temporada 2020-21 está em andamento


Números de Hakimi na Seleção Marroquina

Marrocos

Seleções de Base

Apesar de ter nascido em Madrid, capital da Espanha, Hakimi era filho de marroquinos e esta foi uma das razões que o levou a escolher a Seleção Marroquina, mas antes de jogar pela seleção principal deste país, ele teve passagens pelas seleções de base; jogou duas partidas pela seleção sub-20 e fez sua estreia pela seleção olímpica – sub-23 – em 5 de junho de 2016, jogo no qual o Marrocos venceu um amistoso sobre Camarões por 1-0.

Seleção Principal

Em 31/08/2016, Achraf Hakimi viu o amistoso contra a Albânia – as duas seleções empataram em 0-0 – do banco. Depois de ficar de fora dos 2 jogos eliminatórios seguintes, em 11/10/2016, Hervé Renard – técnico da seleção do Marrocos nessa época – promoveu a estreia de Hakimi quando o colocou em campo aos 22 minutos da segunda etapa no lugar de Fouad Chafik. Na estreia de Hakimi na seleção principal do Marrocos, goleada por 4-0 no amistoso sobre o Canadá.

Copa do Mundo FIFA de 2018


PdGmACACVMj
30010270

Copa das Nações Africanas de 2019


PdGmACACVMj
40000390

Eliminatórias da Copa das Nações Africanas de 2021


TOTAL

PdGmACACVMj
2925202367
Prêmios individuais - Calouro do Mês da Bundesliga: setembro e novembro de 2018 - Melhor Jogador Sub-21 Africano: 2018 e 2019 - Seleção do Continente Africano de 2019 - Seleção de Jogadores Revelação da UEFA Champions League2018-19

Considerações Finais


O post A Carreira de Achraf Hakimi em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3mWwnhT
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.11.04 03:41 futebolstats A Carreira de Alphonso Davies em Números

Quando cita-se um dos melhores laterais esquerdos da atualidade, Alphonso Davies que atualmente defende o Bayern de Munique da Alemanha e a Seleção Canadense, deve ser levado em conta.
Alphonso Boyle Davies nasceu em 02/11/2000 em Buduburam, em Gana. Antes de chegar ao estrelato e jogar pelo Bayern de Munique, Davies enfrentou muitas adversidades. Porém, o que mais se sabe sobre a vida de Davies? Por quais clubes ele jogou? Quais feitos o jovem lateral-esquerdo atingiu até aqui?

Juvenil

Alphonso Davies é filho de pais liberianos – Libéria, país africano – e nasceu em Buduburam, um campo de refugiados em Gana. Seu pai, Debeah Davies, e sua mãe, Victoria Davies, viviam originalmente em Monróvia, capital da Libéria. Eles fugiram do país durante a Segunda Guerra Civil da Libéria, que deslocou mais de 450 mil liberianos. Quando Alphonso tinha apenas 5 anos de idade, ele e sua família mudaram-se para Edmonton, Canadá. Em 6 de junho de 2017, Davies recebeu a cidadania canadense; até então ele era um cidadão liberiano. Alphonso é o quarto filho mais novo de 6 irmãos.
Davies frequentou St Nicholas Catholic Junior High, um distrito escolar católico de Edmonton. Seu colega de time de futebol da escola, Onesphore Hamis, lembrou: “Futebol era o que ele queria, mas o idioma era um problema.”_Seu colega de classe de teatro, Chernoh Fahnbulleh, emigrado do mesmo país que Davies recordou: _“Ele falava inglês mas era, tipo, um inglês quebrado.”
Nesta mesma época, como já foi dito acima, a paixão de Davies era o futebol e curiosamente, Davies jogou futebol organizado pela primeira vez com a Free Footie, uma liga de futebol pós-escolar para alunos de escolas primárias que não tinham condições de pagar as taxas de inscrição e equipamentos, ou que não tinham transporte para os jogos.
Depois de jogar pelo Edmonton Internationals em 2005, ingressou nas categorias de base do Edmonton Strikers no ano seguinte (2006) e em 2015, Davies se juntou ao Whitecaps FC Residency com a idade de 14 anos e a partir deste ponto, o sucesso do garoto nascido em um campo de refugiados, começou a se desenhar.

A Carreira de Alphonso Davies em Números

Vancouver Whitecaps

Categorias de Base

Depois de ingressar nas categorias de base do Vancouver Whitecaps, durante uma turnê de pré-temporada da MLS 2016 – Principal Campeonato de Futebol dos Estados Unidos e do Canadá -, Davies assinou com o Whitecaps FC 2, time que disputava a USL – 2ª Divisão do Futebol Estadunidense – em 23 de fevereiro de 2016. Na época da sua assinatura, ele se tornou o jogador mais jovem a assinar um contrato com um time da USL; ele tinha apenas 15 anos e 3 meses de idade.
Davies fez sua estreia profissional pelo Whitecaps FC 2 com apenas 15 anos e 5 meses de idade em abril de 2016. Em 15/05/2016, ele marcou seu primeiro gol como profissional, tornando-se o atleta mais jovem da história da USL a marcar um tento, com 15 anos e 6 meses de idade. Este recorde foi mantido por Davies até o ano de 2020. Ele marcou 2 gols em 11 jogos disputados pelo Vancouver Whitecaps FC 2.

2016

Davies foi selecionado para os jogos do time principal do Vancouver Whitecaps para a disputa do Campeonato Canadense de 2016 em um contrato de curto prazo. Em 2 de junho, no primeiro confronto da semifinal do campeonato nacional, Carl Robinson – técnico do Whitecaps nessa época – promoveu a estreia de Alphonso como profissional quando o colocou em campo no lugar de Ben McKendry aos 27 minutos da segunda etapa, contudo esta foi uma estreia para se esquecer, pois o Ottawa Fury venceu o Whitecaps por 2-0. Na semana seguinte, mais precisamente em 09/06/2016, Davies iniciou entre os titulares e o Vancouver Whitecaps conseguiu reverter a desvantagem do jogo de ida e venceu por 3-0.
Posteriormente, o Vancouver Whitecaps enfrentou o Toronto FC na final e após um revés por 1-0 no primeiro confronto, venceu o segundo por 2-1, porém com o critério do gol fora de casa, o Toronto FC se sagrou campeão do Campeonato Canadense de 2016.
Em 15/07/2016, Davies assinou um novo contrato com o Whitecaps, contrato no qual estendia seu vínculo com o clube até o ano de 2018, com opções de renovação para as temporadas de 2019 e de 2020. Na época de sua assinatura, ele era o jogador ativo mais jovem na Major League Soccer – Campeonato que conta com times dos EUA e alguns clubes do Canadá – e o terceiro jogador mais jovem a assinar um contrato com a MLS. Davies fez sua estreia na MLS no dia seguinte, tornando-se o segundo jogador mais jovem a jogar por este campeonato, ficando atrás apenas de Freddy Adu.
Em 14/09/2016, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da CONCACAF Champions League (Liga dos Campeões da CONCACAF), Davies marcou seu primeiro tento como profissional na vitória por 3-1 sobre o Sporting Kansas City dos Estados Unidos.
Com o passar do tempo, o jovem garoto de 15 anos foi se aprimorando e com isso, conquistou seu espaço entre os titulares dos Caps – Vancouver Whitecaps – e consequentemente, se tornou o segundo titular mais jovem da história da MLS quando começou um jogo contra o Colorado Rapids em 25/09/2016.
Em 03/10/2016, em jogo da 32ª rodada da MLS, Davies jogou como titular novamente e sofreu o pênalti que foi convertido por Pedro Morales no revés por 2-1 ante o Seattle Sounders no BC Place Stadium (estádio do Whitecaps).
Em suma, na sua 1ª temporada como profissional, Alphonso Davies disputou 15 partidas, fez 1 gol e proveu uma assistência. Quanto ao Vancouver Whitecaps, foi vice-campeão do Campeonato Canadense, terminou em 16º lugar na Major League Soccer e se classificou para a fase de mata-mata da Liga dos Campeões da CONCACAF.
PdGmACACVMj no ano de 2016
2632101298
Pd* – Partidas disputadas, Gm – Gols marcados, A – Assistências, CA – Cartões amarelos, CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados

2017

Pelo segundo confronto das quartas de final da Liga dos Campeões da CONCACAF contra o New York Red Bulls dos Estados Unidos, em 3 de março de 2017, Davies marcou o primeiro gol da vitória dos Caps por 2-0 sobre o time estadunidense. Com um empate em 1-1 no primeiro confronto, a equipe canadense levou a melhor no placar agregado – 3 a 1 – e com isso seguiu adiante na competição. Posteriormente, o Vancouver Whitecaps foi eliminado pelo Tigres do México na semifinal.
Após o gol marcado contra o New York Red Bulls, o jovem lateral-esquerdo de apenas 16 anos de idade só voltou a balançar as redes em 24/05/2017 no primeiro confronto da semifinal do Campeonato Canadense, ao qual o Vancouver Whitecaps venceu o Montreal Impact por 2-1. Além de ter feito 1 gol, também contribuiu com assistência para o gol de Nicolás Mezquida. No segundo confronto entre as duas equipes na semana seguinte, em 31/05/2017, Davies entrou em campo logo após o intervalo no lugar de Mezquida e marcou o primeiro gol dos Caps no revés por 4-2 ante o Impact. Com o placar agregado de 5-4, o Montreal Impact se classificou para a final.
Em 24/08/2017, em jogo da 26ª rodada da MLS, o camisa 67 dos Caps – Davies – entrou em campo aos 11 minutos da segunda etapa no lugar de Cristian Techera e 8 minutos depois, deu o passe para o tento marcado por Fredy Montero no empate em 1-1 com o Seattle Sounders no BC Place Stadium.
Após suas primeiras aparições na MLS, Davies atraiu o interesse de alguns clubes europeus, tais como Manchester United, Chelsea e Liverpool – equipes inglesas – e também foi eleito um dos 60 melhores jovens talentos do futebol mundial em 2017.
Em suma, em sua 2ª temporada com a camisa dos Caps, Alphonso Davies disputou 33 partidas, fez 3 gols e proveu duas assistências. Quanto ao Vancouver Whitecaps, terminou em 8º lugar na Major League Soccer, foi eliminado nas semifinais da Liga dos Campeões da CONCACAF e do Campeonato Canadense e também caiu nas quartas de final da Copa da MLS.
PdGmACACVMj no ano de 2017
3332201532
3 gols dos quais 2 foram pelo Campeonato Canadense e 1 pela fase mata-mata da Liga dos Campeões da CONCACAF

2018

Na estreia dos Caps nessa edição da MLS em 5 de março de 2018, Davies iniciou entre os titulares e marcou seu primeiro tento neste campeonato no triunfo por 2-1 sobre o Montreal Impact. Além do tento marcado, proveu assistência para o gol de Kei Kamara.
Após o gol marcado contra o Montreal Impacts na 1ª rodada da Major League Soccer, Alphonso só voltou a balançar as redes em 10/06/2018, em jogo da 16ª rodada da MLS, ao qual o Vancouver Whitecaps impôs uma goleada de 5-2 sobre o Orlando City. Além do tento marcado, o camisa 67 dos Caps proveu assistências para os gols de Kei Kamara, Yordy Reyna e de Nicolás Mezquida.
Em 15/07/2018, em partida válida pela 20ª rodada da Major League Soccer, Davies marcou seu 3º tento nessa temporada no revés por 3-1 ante o DC United.
Pela 22ª rodada da MLS em 29/07/2018, o camisa 67 dos Caps marcou seu primeiro doblete – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – como profissional na vitória por 4-2 sobre o Minnesota United. Além dos tentos marcados, contribuiu com assistências para os gols de Reyna e de Kamara.
Em 29 de junho de 2018, Davies foi incluído no elenco da MLS All-Star para a disputa da MLS All-Star Game 2018 que teve início em 1º de agosto e logo de cara, o Vancouver Whitecaps jogou contra a Juventus da Itália. Davies fez uma aparição durante a partida, que terminou com uma derrota nos pênaltis por 5-3 diante do time italiano após um empate por 1-1 no tempo regulamentar.
Posteriormente, Davies foi eleito o “Jogador do Ano” do Vancouver Whitecaps FC em 24/10/2018 e também recebeu o prêmio de Gol do Ano do Whitecaps. No último jogo de Davies com a camisa do Vancouver Whitecaps em 28/10/2018, partida válida pela última rodada (34ª) dessa edição da MLS, ele marcou os gols da vitória por 2–1 sobre o Portland Timbers no BC Place Stadium.
Em suma, em sua última temporada com a camisa dos Caps, Alphonso Davies disputou 33 partidas, fez 8 gols e proveu 10 assistências. Quanto ao Vancouver Whitecaps, foi vice-campeão do Campeonato Canadense e terminou em 14º lugar na Major League Soccer.
PdGmACACVMj no ano de 2018
33810202558
Gols marcados na Major League Soccer

Bayern de Munique

2018-19

Alphonso Davies sendo apresentado como novo reforço do Bayern de MuniqueEm 25 de julho de 2018, o Vancouver Whitecaps anunciou que havia chegado a um acordo com o Bayern de Munique da Alemanha, uma transferência multimilionária de Davies para o clube alemão. Acordou-se que o jovem lateral-esquerdo naturalizado canadense se apresentaria ao Bayern em janeiro de 2019 e com isso, ele jogaria até o fim daquele ano (2018) com a camisa dos Caps. A taxa básica para a transferência foi de 13,5 milhões de dólares (cerca de 77,4 milhões de reais) com bônus relacionados ao desempenho totalizando US$ 22 milhões (cerca de 126,1 milhões de reais), um recorde para a MLS na época, mais tarde o valor desta transferência foi superado pela compra de Miguel Almirón junto ao Newcastle United da Inglaterra.
Davies teve sua primeira sessão de treinos com o Bayern em 21/11/2018 e fez sua estreia pelo novo clube em 12 de janeiro de 2019 contra o Borussia Mönchengladbach na final da Telekom Cup, a qual o time bávaro – Bayern de Munique – venceu nos pênaltis após um empate sem gols no tempo regulamentar e na prorrogação.
Em 27/01/2019, em jogo da 19ª rodada da Bundesliga (Campeonato Alemão), Niko Kovač promoveu a estreia de Davies quando o colocou em campo aos 41 minutos da segunda etapa no lugar de Kingsley Coman de um jogo no qual o Bayern venceu o Stuttgart por 4-1 na Allianz Arena (estádio do Bayern).
Pela 26ª rodada do Campeonato Alemão, em 17/03/2019, o lateral-esquerdo canadense entrou em campo aos 14 minutos da segunda etapa no lugar de David Alaba e 11 minutos depois, fez seu primeiro gol pelo novo clube, um gol que selou o resultado da partida; goleada do time bávaro por 6-0 sobre o Mainz 05. Ao fazê-lo, e com a idade de 18 anos, 4 meses e 15 dias de idade, Davies tornou-se o jogador mais jovem desde Roque Santa Cruz, 20 anos antes, a marcar pelo clube. Ele é o primeiro jogador canadense a marcar um tento com a camisa do Bayern.
Em 18/05/2019, Davies conquistou seu primeiro título da carreira – Bundesliga – com o time bávaro terminando 2 pontos na frente do Borussia Dortmund. Uma semana depois, o canadense conquistou seu segundo título pelo novo clube – Copa da Alemanha – na vitória do Bayern por 3-0 sobre o RB Leipzig. Davies viu o Bayern se sagrar campeão do banco de reservas.
Em suma, em sua 1ª temporada na Alemanha, Alphonso Davies marcou 1 tento em 6 partidas disputadas. Quanto ao Bayern de Munique, além de ter sido campeão do Campeonato Alemão, da Copa da Alemanha e da Supercopa da Alemanha, foi eliminado nas oitavas de final da UEFA Champions League (Liga dos Campeões da Europa).
PdGmACACVMj na temporada 2018-19
111110524
Gol marcado na Bundesliga

2019-20

Em 3 de agosto de 2019, na decisão da Supercopa da Alemanha, Davies entrou no lugar de Thomas Müller aos 21 minutos do segundo tempo, mas ainda assim o Borussia Dortmund foi superior e venceu o Bayern por 2-0 e consequentemente, sagrou-se campeão desta edição da Supercopa da Alemanha.
Em 31/08/2019, em jogo da 3ª rodada da Bundesliga, o camisa 19 do time bávaro – Davies – entrou em campo aos 22 minutos da segunda etapa no lugar de Ivan Perišić e 14 minutos depois, fez o gol que fechou o placar da partida; goleada por 6-1 sobre o Mainz 05 na Allianz Arena.
Pela 9ª rodada do Campeonato Alemão em 26/10/2019, Niko Kovač promoveu a estreia do lateral-esquerdo canadense entre os titulares e no seu primeiro jogo como titular, vitória do Bayern por 2-1 sobre o Union Berlin. Na rodada seguinte, em 02/11/2019, no seu 19º aniversário, Davies proveu assistência para o gol de Robert Lewandowski na derrota por 5-1 contra o Eintracht Frankfurt fora de casa. Este resultado culminou com a demissão de Kovač e com isso, Hans-Dieter Flick, até então técnico auxiliar, assume o comando do time bávaro.
Em 06/11/2019, em partida válida pela 4ª rodada da fase de grupos da Champions League, Flick escalou Davies entre os titulares e na estreia do canadense em um jogo neste torneio, vitória dos bávaros por 2-0 sobre o Olympiacos da Grécia na Allianz Arena. Ao longo desta temporada, o canadense jogou como lateral-esquerdo e em decorrência disso, David Alaba teve de fazer outra função e sendo assim, passou a atuar como zagueiro. Davies recebeu muitos elogios durante seu tempo nessa função, ganhando uma reputação precoce como um dos melhores laterais esquerdos do mundo.

PdGmACACVMj na temporada 2019-20
46310513676
Gols marcados na Bundesliga

2020-21


PdGmACACVMj na temporada 2020-21
80100390
a temporada 2020-21 está em andamento
Títulos que conquistou pelo Bayern de Munique - UEFA Champions League: 2019-20 - Supercopa da UEFA: 2020 - Bundesliga: 2018-19 e 2019-20 - Copa da Alemanha: 2018-19 e 2019-20 - Supercopa da Alemanha: 2020
- O vídeo abaixo mostra todos os gols e assistências de Davies com a camisa do Bayern na temporada 2019-20 - Este vídeo foi publicado no YouTube em 17 de agosto de 2020pela Bundesliga

Números de Davies na Seleção Canadense

Canadá

Seleções de Base


Seleção Principal


Copa Ouro 2017


PdGmACACVMj
43000258

Copa Ouro 2019


PdGmACACVMj
40300320

Liga das Nações da CONCACAF A


PdGmACACVMj
42100325

Prêmios individuais - Chuteira de Ouro da Copa Ouro da CONCACAF de 2017 - Melhor Jogador Jovem da Copa Ouro da CONCACAF de 2017 - Seleção da Copa Ouro da CONCACAF de 2017 - 60 jovens promessas do futebol mundial de 2017 (The Guardian) - Equipe ideal da Liga dos Campeõesda UEFA: 2019–20
Artilharias - Copa Ouro da CONCACAF de 2017 (3 gols)

Considerações Finais


O post A Carreira de Alphonso Davies em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/2TTjBUS
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.10.30 15:35 WikiPizza [WikiPizza] Cap. 1 - La storia della pizza - Ep. 1 - Il termine e i primi cenni storici

Salve a tutti, vorrei portare avanti un progetto a cui tengo tanto per la mia maggior passione, la pizza.
Vorrei portare ad intervalli regolari tutto ciò che è il mio sapere su questo argomento tanto amato da noi italiani ma anche in tutto il mondo, la pizza.
Vorrei cercare di raccontarvi passo per passo tutto ciò che circonda questo mondo, partendo dalla sua storia per poi parlare della farina, di come e cosa e composta, del lievito, della lievitazione, della cottura e di tante altre cose.
Spero vivamente che possa essere di vostro gradimento, che possa essere d'aiuto per i più curiosi e per chi ha voglia di imparare.
Prima di conoscere un prodotto, credo sia d'obbligo conoscere a grosse linee la sua storia, le sue leggende e tutto ciò che è successo negli anni passati.
Direi che possiamo iniziare!
IL TERMINE PIZZA
La storia della pizza è una di quelle storie ancora incerte e complesse; ma prima di cercare di analizzare ciò che avvenne, cosa significa il termine pizza? Che cosa dice il vocabolario italiano? Consultando quello online della Treccani, il termine pizza era già presente nel latino medievale, forse derivato dal termine "bizzo" o "pizzo", che significa un boccone, pezzo di pane, focaccia, che poi si è diffusa in epoca più recente attraverso il napoletano.
Nella parte tecnica, viene descritta la preparazione culinaria, a base di farina di grano, impastata con acqua, sale, olio, (mettendo altri ingredienti come latte, burro, strutto), con l'aggiunta di componenti in fase di cottura. Poi cita alcuni gusti e alcune tipologie di pizza.
Google invece la descrive in maniera classica e semplice: una focaccia impastata con farina e acqua, con sopra pomodoro e mozzarella, con l'aggiunta di poco olio ed acciughe e aromatizzata con origano, cotta rapidamente in forno molto caldo.
È una specialità napoletana che oggi è diffusa in tutto il mondo, ma perche' alcuni mettono in dubbio la sua origine?
PRIMI CENNI STORICI
Le origini del pane e della pizza sono antichissime, risalenti addirittura alla preistoria. Le donne, in attesa dell'uomo che tornasse dalla caccia, raccoglievano ciò che la natura offriva; prendevano e pestavano i semi di cereali selvatici e con le lavorazioni che potevano offrire un tempo arrivavano a creare una primitiva schiacciata di pane, anche se risultava un prodotto duro e pesante da digerire.
Il primo cereale usato fu il miglio, poi iniziarono a coltivare altro, come l'orzo, l'avena, il farro, soltanto dopo arriverà il frumento.
Alcuni archeologi hanno trovato tracce di pane infornato in Sardegna risalente al periodo a cavallo tra la preistoria e la storia e secondo alcuni pareri quei popoli potevano essere a conoscenza nell'uso del lievito, anche se probabilmente in una forma primordiale.
Nel prossimo episodio resteremo sempre in età molto antiche, parlando di ciò che sappiamo dal popolo Egizio e soprattutto dai Romani.
submitted by WikiPizza to italy [link] [comments]


2020.10.23 23:41 futebolstats A Carreira de Fabinho em Números

Quando cita-se um dos melhores volantes brasileiros que atua no futebol europeu, o nome de Fabinho que atualmente joga pelo Liverpool da Inglaterra e também joga pela Seleção Brasileira, deve ser levado em conta.
Fábio Henrique Tavares nasceu em 23/10/1993 em Campinas, interior do estado de São Paulo. Antes de atuar pelo Liverpool, Fábio teve passagens pelas categorias de base do Paulínia e do Fluminense e com apenas 19 anos de idade, saiu do Brasil para jogar na Europa. Porém, o que mais se sabe sobre Fabinho? Por quais clubes atuou? Quais feitos atingiu até aqui?

Juvenil

Filho de João Roberto Tavares e de Rosangela Tavares, Fabinho é o filho mais novo deste casal que além dele, teve mais 2 filhos. Desde a infância, Fábio almejava se tornar um jogador de futebol e a partir dos 7 anos de idade, deu seus primeiros passos rumo ao seu objetivo; ingressou nas categorias de base do Paulínia Futebol Clube.
Erick Martins – técnico das categorias de base do Paulínia nesta época – foi só elogios a Fabinho e disse que o garoto reunia grandes qualidades, tais como: determinação, dedicação, comprometimento, disciplina e versatilidade. Posteriormente, aos 12 anos de idade, Fabinho passou a jogar futsal antes de considerar a ideia de se tornar jogador de futebol profissional e em 2011, próximo de completar 18 anos de idade, foi fazer testes para ingressar nas categorias de base do Fluminense Football Club do Rio de Janeiro.

A Carreira de Fabinho em Números

Fluminense

Categorias de Base

Antes de ser convocado para os treinos com o time principal do Fluminense, Fabinho jogou pela equipe sub-20 do clube carioca em 2011 e em parte do ano seguinte. Logo no início do ano seguinte, Fabinho passou a treinar com o elenco principal do Tricolor Carioca – Fluminense – e em maio do mesmo ano (2012), foi relacionado pela primeira vez para uma partida oficial.
Fabinho sendo apresentado como novo reforço do Fluminense

2012

No dia 20 de maio de 2012, Abel Braga, técnico do Fluminense nesta época, relacionou Fabinho para o jogo contra o Corinthians – válido pela 1ª rodada do Brasileirão (Campeonato Brasileiro) -, ao qual o time carioca venceu por 1-0 no Pacaembu, em São Paulo. Vale ressaltar que Fabinho foi um substituto não utilizado por Abel nessa partida. Posteriormente, ele deixou o clube sem nunca ter entrado em campo pelo time principal do Fluminense.
PdGmACACVMj no ano de 2012
00000000

Real Madrid

2012-13

Em 8 de junho de 2012, Fabinho foi contratado pelo Rio Ave de Portugal, um contrato de 6 temporadas. Na época em que estava treinando pela equipe portuguesa, Fabinho conheceu o agente Jorge Mendes, o mesmo empresário que gerencia as carreiras de Cristiano Ronaldo, David De Gea, José Mourinho, Diego Costa, James Rodríguez e João Félix. Apesar de ser um jogador que acabará de ser contratado por um time profissional, o agente português o aconselhou a jogar pelo Real Madrid Castilla da Espanha – time B do Real Madrid – para que Fabinho pudesse alavancar sua carreira e sendo assim em 19/07/2012, foi anunciado o empréstimo do brasileiro para o Real Madrid Castilla.
Em 17/08/2012, na estreia do Real Madrid Castilla nessa edição da La Liga2 (2ª divisão do Campeonato Espanhol), Alberto Toril – técnico do Castilla nessa época – promoveu a estreia de Fabinho como titular, contudo esta foi uma estreia para se esquecer, pois o time B do Real Madrid foi derrotado por 2-1 pelo Villarreal.
Em 28 de abril de 2013, em jogo da 36ª rodada da La Liga2, Fabinho marcou seu primeiro gol como profissional no empate em 3-3 com o Numancia.
Em 08/05/2013, em partida válida pela 36ª rodada da La Liga (1ª divisão do Campeonato Espanhol), José Mourinho – técnico do time principal do Real Madrid nesta época – promoveu a estreia do então lateral-direito como profissional, quando o colocou em campo no lugar de Fabio Coentrão aos 31 minutos da segunda etapa e 15 minutos depois, deu o passe para Ángel Di María fechar o placar; goleada do Real Madrid por 6-2 sobre o Málaga.
Pela 40ª rodada da 2ª Divisão do Campeonato Espanhol, em 26/05/2013, Fabinho marcou seu 2º e último tento com a camisa do Real Madrid Castilla no empate em 1-1 com o Elche.
Em suma, na sua única temporada com a camisa do Real Madrid, Fabinho disputou apenas uma partida pelo time principal do clube, por outro lado, disputou 30 partidas pelo Real Madrid Castilla, onde fez 2 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Real Madrid Castilla, terminou em 8º lugar na 2ª Divisão do Campeonato Espanhol.
PdGmACACVMj na temporada 2012-13
31221002512
Gols marcados na La Liga2

Monaco

2013-14

Fabinho sendo apresentado como novo reforço do MonacoEm 19 de julho de 2013, Fabinho transferiu-se para o Monaco num empréstimo com de duração de 1 ano.
Em 10/08/2013, na estreia do Monaco nesta edição da Ligue 1 (Campeonato Francês), Claudio Ranieri promoveu a estreia do lateral-direito brasileiro entre os titulares e no primeiro jogo de Fabinho pelo novo clube, vitória por 2-0 sobre o Bordeaux. Na rodada seguinte do Campeonato Francês, em 18/08/2013, o novo camisa 2 do Monaco – Fabinho – proveu assistência para 1 dos 3 gols de Emmanuel Rivière na goleada por 4-1 sobre o Montpellier no Stade Louis II (estádio do Monaco).
O primeiro e único gol de Fabinho pelo Monaco nesta temporada foi o quinto da goleada por 6-0 sobre o Lens nas quartas de final da Copa da França, em 26 de março de 2014. Na fase seguinte deste torneio, em 16/04/2014, o camisa 2 da equipe monegasca – Monaco – deu o passe para o gol de Dimitar Berbatov no empate em 1-1 com o Guingamp no tempo regulamentar, contudo a equipe adversária venceu o Monaco por 3-1 na prorrogação e com isso, o Monaco estava fora da final da Copa da França 2013-14.
Em suma, na sua 1ª temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 31 jogos, fez 1 gol e proveu 4 assistências. Quanto ao Monaco, foi vice-campeão do Campeonato Francês, chegou à semifinal da Copa da França e caiu na 3ª fase da Copa da Liga Francesa.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
3114402420
Gol marcado na Copa da França

2014-15

Após o término da temporada 2013-14, Claudio Ranieri não teve seu contrato renovado e com a saída do técnico italiano, o clube monegasco resolveu apostar suas fichas em um técnico português, trata-se de Leonardo Jardim.
Após o término do vínculo com o Monaco no final da temporada 2013-14, Fabinho voltou em 2 de julho de 2014 ao time em outro empréstimo de uma temporada.
Em 09/12/2014, em partida válida pela última (6ª) rodada da fase de grupos da UEFA Champions League (Liga dos Campeões), o lateral-direito brasileiro marcou seu primeiro tento nesta temporada na vitória por 2-0 sobre o Zenit da Rússia no Stade Louis II. Com um total de 11 pontos somados em 6 rodadas, o Monaco terminou na liderança do grupo C e sendo assim, classificou-se para as oitavas-de-finais deste torneio.
Pela 30ª rodada do Campeonato Francês em 22 de março de 2015, o camisa 2 do time monegasco marcou seu 2º e último tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Stade Reims fora de casa.
Nesta mesma temporada, Leonardo Jardim adiantou Fabinho em algumas partidas. Apesar de ter atuado em boa parte da temporada como lateral-direito, o brasileiro também atuou como volante.
Em suma, na sua 2ª temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 53 partidas, fez 2 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Monaco, terminou em 3º lugar no Campeonato Francês, chegou à semifinal da Copa da Liga Francesa, foi eliminado nas quartas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa da França.
PdGmACACVMj na temporada 2014-15
5321704629
2 gols dos quais 1 foi pela UEFA Champions League e o outro pela Ligue 1

2015-16

No dia 19 de maio de 2015, após duas temporadas emprestado ao Monaco, o clube monegasco e o Rio Ave chegaram a um acordo que selou a transferência definitiva de Fabinho ao clube que disputa a Ligue 1. Também é importante mencionar que o brasileiro assinou um contrato com o Monaco pelas próximas 4 temporadas.
Por ter terminado em 3º lugar na Ligue 1 2014-15, o Monaco teria de disputar a fase pré-eliminatória da Liga dos Campeões e na estreia do time nesta fase, em 28/07/2015, Fabinho foi um dos destaques da vitória por 3-1 sobre o Young Boys da Suíça fora de casa ao dar o passe para o gol de Layvin Kurzawa. No segundo confronto entre as duas equipes, o time monegasco venceu a equipe suíça por 4-0 no Stade Louis II. Posteriormente, o Monaco enfrentou o Valencia da Espanha na última fase pré-eliminatória da Champions League e diferentemente da fase anterior, levou a pior e como consequência, teve de se contentar com uma vaga na fase de grupos da UEFA Europa League 2015-16.
Em 13/09/2015, em jogo da 5ª rodada da Ligue 1, Fabinho marcou de pênalti seu primeiro tento nessa temporada e com isso, o Monaco venceu o Ajaccio fora de casa por 1-0.
Pela 7ª rodada do Campeonato Francês, em 24/09/2015, o camisa 2 do time monegasco marcou de pênalti mais uma vez e com o tento marcado por ele no último minuto de partida, o Monaco venceu o Montpellier por 3-2.
Após o gol marcado contra o Montpellier na 7ª rodada da Ligue 1, Fabinho só voltou a balançar as redes em 13/12/2015, em jogo da 18ª rodada do campeonato nacional, ao qual o time monegasco venceu o Saint-Étienne por 1-0 no Stade Louis II.
Em 3 de janeiro de 2016, em confronto válido pela 1ª fase da Copa da França, o camisa 2 da equipe monegasca marcou de pênalti seu primeiro doblete da carreira – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – na goleada por 10-2 sobre o JS Beaulieu.
Em 20/03/2016, em jogo da 31ª rodada da Ligue 1, Fabinho ganhou a chance de bater um pênalti quando sofreu falta dentro da grande área, o autor da falta foi o compatriota David Luiz, e converteu a penalidade e fechou o placar do jogo; vitória do Monaco por 2-0 sobre o Paris Saint-Germain em pleno Parc des Princes. Vale ressaltar que esta foi a primeira derrota do PSG no seu estádio desde maio de 2014.
Pela última rodada (38ª) desta edição do Campeonato Francês, em 14/05/2016, o camisa 2 do time monegasco encerrou esta temporada marcando o gol que fechou o placar da partida; vitória do Monaco por 2-0 sobre o Montpellier no Stade Louis II.
Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa dos “Rouge et Blanc”, Fabinho disputou 47 partidas, fez 8 gols e proveu 5 assistências. Quanto ao Monaco, terminou em 3º lugar no Campeonato Francês, também terminou em 3º lugar na fase de grupos da UEFA Europa League – como consequência ficou de fora da fase mata-mata deste torneio – e caiu nas oitavas-de-finais da Copa da França e da Copa da Liga Francesa.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
47851404321
8 gols dos quais 6 foram pela Ligue 1 e 2 pela Copa da França

2016-17

Assim como ocorreu na temporada anterior, o Monaco terminou em 3º lugar no Campeonato Francês e com isso, teria de disputar vaga para a fase de grupos da Liga dos Campeões através da fase pré-eliminatória e depois de estrear com derrota por 2-1 ante o Fenerbahçe da Turquia em 27 de julho de 2016, venceu por 3-1 na semana seguinte e garantiu-se na última fase pré-eliminatória da Champions League.
Em 17/08/2016, no primeiro confronto da última fase pré-eliminatória contra o Villarreal da Espanha, atuando como volante, Fabinho marcou seu primeiro tento nessa temporada de pênalti na vitória por 2-1 sobre a equipe espanhola fora de casa. No segundo confronto contra o time espanhol, em 23/08/2016, mais uma vez de pênalti, o camisa 2 do Monaco marcou o único gol da vitória sobre o Villarreal no Stade Louis II. Com um placar agregado de 3-1, o time monegasco se classificou para a fase de grupos da UEFA Champions League 2016-17.
Na estreia do Monaco nesta edição do Campeonato Francês, em 12/08/2016, o volante brasileiro marcou seu 3º gol, de pênalti novamente, no empate em 2-2 com o Guingamp fora de casa.
Em 28/08/2016, em jogo da 3ª rodada da Ligue 1, Fabinho marcou o segundo gol do triunfo por 3-1 sobre o Paris Saint-Germain no Stade Louis II. Na rodada seguinte do campeonato, o camisa 2 do time monegasco marcou seu 5º tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Lille fora de casa.
Pelo primeiro confronto das oitavas de final da Champions League contra o Manchester City da Inglaterra, em 21 de fevereiro de 2017, Fabinho proveu assistências para 1 dos 2 gols marcados por Radamel Falcao e para o gol marcado por Kylian Mbappé na derrota por 5-3 para a equipe inglesa no Etihad Stadium. No segundo confronto entre as duas equipes no Stade Louis II em 15/03/2017, com um cruzamento rasteiro de Benjamin Mendy, o camisa 2 do time monegasco marcou o segundo gol da vitória por 3-1 sobre o time inglês e com o critério do gol fora de casa, os “Rouge et Blanc” seguiram adiante na competição.
Na última rodada desta edição do Campeonato Francês, em 20/05/2017, o volante brasileiro encerrou esta temporada marcando o primeiro gol do triunfo por 3-2 sobre o Rennes fora de casa.
Em suma, em mais uma temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 56 partidas, fez 12 gols e proveu 6 assistências. Quanto ao Monaco, foi campeão do Campeonato Francês, foi vice-campeão da Copa da Liga Francesa e chegou às semifinais da UEFA Champions League e da Copa da França.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
561261504606
12 gols dos quais 9 foram pela Ligue 1, 2 pela fase pré-eliminatória da UEFA Champions League e 1 pela UEFA Champions League

2017-18

Em 27 de agosto de 2017, em jogo da 4ª rodada da Ligue 1, Fabinho converteu um pênalti aos 34 minutos do segundo tempo e fechou o placar do jogo; goleada do Monaco por 6-1 sobre o Olympique de Marselha no Stade Louis II. Além do tento marcado, também sofreu um pênalti que foi marcado por Radamel Falcao.
Pela 12ª rodada do Campeonato Francês em 04/11/2017, o camisa 2 do time monegasco marcou 1 gol de pênalti na goleada por 6-0 sobre o Guingamp.
Em 15/12/2017, em jogo da 18ª rodada da Ligue 1, assistido por Radamel Falcao, o volante brasileiro marcou seu 3º tento nessa temporada na vitória por 4-0 sobre o Saint-Étienne fora de casa. Além do gol marcado, deu o passe para o gol de Keita Baldé.
Em 6 de janeiro de 2018, em confronto válido pela 1ª fase da Copa da França, Fabinho marcou o 4º gol da goleada por 5-2 sobre o AS Yzeure.
Pela 23ª rodada do Campeonato Francês em 28/01/2018, o camisa 2 da equipe monegasca marcou o gol que fechou o placar desta partida; empate em 2-2 com o Olympique de Marselha no Orange Vélodrome (estádio da equipe de Marselha).
Em 12/05/2018, em jogo da penúltima rodada (37ª) desta edição da Ligue 1, o volante brasileiro marcou seu 8º e último tento nessa temporada e sendo assim, o Monaco venceu o Saint-Étienne por 1-0 no Stade Louis II.
Em suma, na sua última temporada com a camisa do time monegasco, Fabinho disputou 46 partidas, fez 8 gols e proveu 5 assistências. Quanto ao Monaco, foi vice-campeão do Campeonato Francês e da Copa da Liga Francesa, caiu na 2ª fase da Copa da França e terminou em último lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões.
PdGmACACVMj na temporada 2017-18
46851304097
8 gols dos quais 7 foram pela Ligue 1 e 1 pela Copa da França
Títulos que conquistou pelo Monaco - Ligue 12016-17
- O vídeo abaixo mostra todos os gols que Fabinho marcou com a camisa do Monaco - Este vídeo foi publicado no YouTube em 21 de julho de 2018por MrBoyWunder

Liverpool

2018-19

Fabinho sendo apresentado como novo reforço do LiverpoolEm 28 de maio de 2018, o Liverpool da Inglaterra anunciou que Fabinho assinaria um contrato de longo prazo com o clube, um contrato por uma taxa inicial de 39 milhões de libras (cerca de 285,5 milhões de reais) a partir de 01/07/2018.
Na estreia dos Reds – Liverpool – na fase de grupos da Champions League, em 18/09/2018, Jürgen Klopp promoveu a estreia de Fabinho quando o colocou no lugar de Sadio Mané a 1 minuto do fim do jogo, ao qual o Liverpool venceu o Paris Saint-Germain por 3-2 no Anfield Road (estádio do Liverpool).
Em 26/09/2018, em confronto válido pela 3ª rodada da Copa da Liga Inglesa, o volante brasileiro fez sua estreia como titular pelo novo clube no revés por 2-1 ante o Chelsea no Anfield Road.
Fabinho fez a sua estreia pela Premier LeagueCampeonato Inglês – no triunfo por 1-0 sobre o Huddersfield Town em 20/10/2018. Ele entrou em campo aos 24 minutos da segunda etapa no lugar de Adam Lallana. Na rodada seguinte da Premier League, em 27/10/2018, o novo camisa 3 dos Reds – Fabinho – fez sua estreia como titular e foi uma estreia em tanto; goleada do Liverpool por 4-1 sobre o Cardiff em Anfield. Fabinho compôs o meio-campo ao lado de Georginio Wijnaldum e teve uma atuação que lhe rendeu muitos elogios da “Sky Sports”.
Em 16/12/2018, em jogo da 17ª rodada da Premier League, o novo camisa 3 dos Reds foi eleito “The man of the Match” – homem da partida – após a grande atuação na vitória por 3-1 sobre o Manchester United. Inclusive, deu o passe para o gol de Sadio Mané no jogo.
Pela 19ª rodada do Campeonato Inglês, em 26/12/2018, Fabinho marcou seu primeiro e único tento nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Newcastle em Anfield.
Em 7 de janeiro de 2019, em confronto válido pela 3ª rodada da Copa da Inglaterra, Klopp escalou o camisa 3 como zagueiro contra o Wolverhampton e apesar do revés por 2-1, o treinador foi só elogios ao jogador brasileiro. Cinco dias depois, em jogo da 22ª rodada da Premier League, o treinador alemão escalou Fabinho como zagueiro novamente e com outra grande atuação dele, os Reds venceram o Brighton por 1-0 no AMEX Stadium. Com suas atuações, Klopp estava feliz, inclusive afirmou que “ganhou uma nova opção para a defesa”.
Em 01/06/2019, o Liverpool enfrentou o Tottenham na final da UEFA Champions League 2018-19 e Fabinho atuou como titular nesse jogo, ao qual os Reds venceram e sagraram-se campeões do torneio pela 6ª vez na sua história. A trajetória do Liverpool rumo ao título foi assim> após o sorteio dos grupos, definiu-se que os Reds integrariam o grupo C ao lado de Paris Saint-Germain da França, Napoli da Itália e Estrela Vermelha da Sérvia. Com um total de 9 pontos somados – 3 vitórias e 3 derrotas -, terminou em 2º lugar no grupo e se classificou para a fase de mata-mata do torneio.
Nas oitavas de final, o Liverpool enfrentou o Bayern de Munique da Alemanha e após um empate em 0-0 no primeiro confronto em Anfield, os Reds venceram a equipe alemã em Munique por 3-1 e seguiram adiante no torneio.
Nas quartas de final, o Liverpool enfrentou o Porto de Portugal e com a vantagem de 6-1 no placar agregado – vitórias por 2-0 e 4-1 respectivamente -, classificou-se para a fase seguinte.
Na semifinal, os Reds enfrentaram o Barcelona da Espanha e após um revés de 3-0 no Camp Nou, o Liverpool se superou, mesmo com desfalques importantes, e venceu o time espanhol por 4-0 e se garantiu na final da UEFA Champions League 2018-19.
Na final, outra equipe inglesa no caminho do Liverpool – o Tottenham – e contando com Fabinho, que jogou os 90 minutos, venceu por 2-0 e com isso, sagrou-se campeão do torneio.
Fabinho e o troféu da UEFA Champions League 2018-19Em suma, na sua 1ª temporada na Inglaterra, Fabinho disputou 41 jogos, fez 1 gol e proveu duas assistências. Quanto ao Liverpool, além de ter sido campeão da Liga dos Campeões, foi vice-campeão do Campeonato Inglês e caiu logo nas primeiras fases de mata-mata da Copa da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra.
PdGmACACVMj na temporada 2018-19
41121002916
Gol marcado na Premier League

2019-20

Em 14 de agosto de 2019, Fabinho jogou os 90 minutos da decisão da Supercopa da UEFA contra o Chelsea, ao qual as duas equipes empataram em 1-1 e posteriormente, o volante brasileiro também jogou a prorrogação e houve um novo empate, desta vez em 2-2 e com isso, houve disputa por pênaltis. Nas penalidades, Fabinho foi o segundo jogador a cobrar pelo Liverpool e também a converter seu pênalti e com isso, os Reds levaram a melhor e venceram por 5-4 na disputa por pênaltis e sagraram-se campeões da Supercopa da UEFA 2019.
Em 27/10/2019, em jogo da 10ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Reds recebeu diversos elogios dos fãs por seu desempenho na vitória por 2-1 sobre o Tottenham em Anfield.
O primeiro gol de Fabinho na temporada foi marcado contra o Manchester City em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Inglês, em 10/11/2019, ao qual os Reds venceram por 3-1 em Anfield.
Em 27/11/2019, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Champions League, Fabinho sofreu uma lesão depois de disputar uma bola no ar com um jogador do Napoli da Itália e em decorrência disso, deixou o campo ainda aos 19 minutos da primeira etapa para dar lugar a Georginio Wijnaldum. Quanto ao resultado do jogo, as duas equipes empataram em 1-1. Dois dias depois, o clube anunciou que a lesão manteria Fabinho fora de ação até o início do ano de 2020 e como consequência, ficou de fora da disputa do Mundial Interclubes da FIFA.
Pela 29ª rodada do Campeonato Inglês, em 7 de março de 2020, Fabinho jogou os 90 minutos da vitória por 2-1 sobre o Bournemouth em Anfield. Após este jogo, a Premier League e a maioria dos campeonatos ao redor do mundo foram paralisados devido à pandemia de COVID-19 – Novo Coronavírus – e após um hiato de 3 meses, o campeonato retornou na segunda quinzena de junho.
Em 24/06/2020, em jogo da 31ª rodada da Premier League, o camisa 3 dos Reds marcou seu 2º e último tento nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Crystal Palace. Além do gol marcado, deu o passe para o gol de Mohamed Salah. Nessa mesma rodada, o Manchester City tropeçou contra o Chelsea e mesmo faltando 7 rodadas para o fim do campeonato, o Liverpool não podia mais ser alcançado e sendo assim, após um jejum de 30 anos, sagrou-se campeão nacional.
Em suma, na sua 2ª temporada na Inglaterra, Fabinho disputou 39 partidas, fez 2 gols e proveu 4 assistências. Quanto ao Liverpool, terminou o Campeonato Inglês, foi campeão do Campeonato Inglês, Supercopa da UEFA e do Mundial Interclubes da FIFA, foi vice-campeão da Supercopa da Inglaterra, chegou às quartas de final da Copa da Liga Inglesa e caiu nas oitavas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa da Inglaterra.
PdGmACACVMj na temporada 2019-20
3924802925
Gols marcados na Premier League

2020-21

Na estreia do Liverpool nesta edição da Premier League em 12 de setembro de 2020, Fabinho não marcou gol e também não proveu assistências na vitória por 4-3 sobre o Leeds United em Anfield, mas acabou sofrendo o pênalti que foi convertido por Salah aos 43 minutos da segunda etapa.
Até aqui, Fabinho proveu uma assistência em 8 partidas disputadas.
PdGmACACVMj na temporada 2020-21
80110616
a temporada 2020-21 está em andamento
Títulos que conquistou pelo Liverpool - Premier League: 2019-20 - UEFA Champions League: 2018-19 - Supercopa da UEFA: 2019
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Fabinho com a camisa do Liverpool - Este vídeo foi publicado no YouTube há cerca de 1 ano atrás por Liverpool Edits

Números de Fabinho na Seleção Brasileira

Brasil

Seleções de Base

Antes de atuar pela seleção principal do Brasil, Fabinho teve passagens pelas seleções sub-20 e sub-23 do Brasil. Em suma, Fábio jogou 5 partidas pela seleção sub-20 e 6 partidas pela sub-23.

Seleção Principal


Copa América 2015


Copa América Centenário 2016


Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2022


TOTAL

PdGmACACVMj
12011603

Considerações Finais


O post A Carreira de Fabinho em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3dRN62E
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.10.16 20:41 futebolstats A Carreira de Luis Alberto em Números

Quando cita-se um dos melhores meias do futebol italiano da atualidade, o nome de Luis Alberto que atua pela Lazio e que também joga pela seleção da Espanha, deve ser levado em conta.
Luis Alberto Romero Alconchel nasceu em 28/09/1992 em San José del Valle, província de Cádiz, na Espanha. Antes de atuar pela Lazio, Alberto iniciou sua carreira como profissional no Sevilla Atlético – time b do Sevilla – e por conseguinte, jogou em mais 4 equipes antes de atuar pelo time italiano. Porém, o que mais se sabe sobre Luis Alberto? Por quais clubes atuou até aqui? Quais feitos atingiu ao longo de sua carreira?

Juvenil

Antes de ingressar nas categorias de base do Sevilla, Luis Alberto deu os seus primeiros passos no futebol no Xerez, clube da cidade de Jerez de la Frontera, comunidade autônoma de Andaluzia, sul da Espanha. Em 2004, ingressou nas categorias de base do Sevilla Fútbol Club.

A Carreira de Luis Alberto em Números

Sevilla

Categorias de Base

Como já foi dito anteriormente, Luis Alberto ingressou nas categorias de base do Sevilla em 2004 e quando completou 17 anos, em 2009, passou a atuar pela equipe C dos Palanganas – Sevilla – onde marcou 7 tentos em 20 partidas disputadas.

Sevilla Atlético

(2010 a 2012)

Luis Alberto na época em que atuava pelo Sevilla AtleticoNa temporada 2010-11, Luis Alberto atuou mais pelo time B do Sevilla – Sevilla Atletico – do que pela equipe principal do clube. Mas, vale ressaltar que atuando pelo Sevilla Atletico na 2ª B – 3ª divisão do futebol espanhol -, Alberto marcou 15 tentos em 38 rodadas e além disso, o Sevilla Atletico terminou em 2º lugar no grupo 4 e com isso, ganhou a chance de disputar os playoffs da La Liga2 (2ª divisão do futebol espanhol).
O primeiro adversário do Sevilla Atletico na fase de playoffs foi o Real Unión. No primeiro confronto entre as duas equipes, vitória do Real Unión por 2-1. No segundo confronto, contando com Luis Alberto, o Sevilla Atletico venceu por 3-0. Inclusive, ele foi o autor do segundo gol da equipe b do Sevilla. Na fase seguinte, enfrentou o CD Guadalajara, que venceu o Sevilla Atletico por 4-1. No segundo confronto, a equipe b do Sevilla venceu por 3-1, mas precisava de um resultado melhor e como consequência, o Sevilla Atletico amargou mais uma temporada na 3ª divisão do futebol espanhol.
Na temporada 2011-12, Luis Alberto ganhou mais minutos no time principal do Sevilla, mas ainda assim jogava mais pelo time b do que pela equipe principal do clube e diferentemente do que ocorreu na temporada anterior, desta vez marcou “apenas” 7 gols em 38 rodadas da 2ª B e também é importante mencionar que o Sevilla Atletico terminou em 10º lugar no grupo 4 e sendo assim, sequer se classificou para a fase de playoffs da 2ª divisão.

Sevilla

2010-11

Em 10 de novembro de 2010, no segundo confronto da 4ª fase da Copa do Rei contra o Real Unión, Gregorio Manzano – técnico do Sevilla nesta época – promoveu a estreia de Luis Alberto como profissional quando o colocou em campo aos 24 minutos da segunda etapa no lugar de Alejandro Alfaro. Na sua estreia como profissional, o Sevilla venceu os Real Unión por 6-1.
Em 16 de abril de 2011, em jogo da 32ª rodada da La Liga (1ª divisão do Campeonato Espanhol), Manzano colocou Luis Alberto em campo aos 17 minutos do segundo tempo no lugar de Rodri, porém esta foi uma estreia para se esquecer de Alberto, pois o Sevilla foi derrotado pelo Getafe por 1-0.
Em 21/05/2011, em partida válida pela última rodada desta edição do Campeonato Espanhol, Manzano promoveu a estreia de Luis Alberto entre os titulares e o jovem meia de 18 anos foi um dos destaques da vitória por 3-2 sobre o Espanyol ao prover assistência para o gol de Frédéric Kanouté.
PdGmACACVMj na temporada 2010-11
30100122
Pd – Partidas disputadas, Gm – Gols marcados, A – Assistências, CA – Cartões amarelos, CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados

2011-12

Após o fim da temporada 2010-11, Gregorio Manzano aceitou a oferta do Atlético de Madrid e sendo assim, o Sevilla teve de ir atrás de outro treinador e com isso, agiu rápido e anunciou Marcelino como novo técnico dos Palanganas para a temporada 2011-12.
Em 25 de outubro de 2011, em jogo da 10ª rodada da La Liga, Marcelino colocou Luis Alberto em campo aos 28 minutos do segundo tempo no lugar de Coke e ele jogou o restante do jogo. Quanto ao resultado da partida, empate em 2-2 com o Racing Santander no Ramón Sánchez Pizjuán (estádio do Sevilla). Posteriormente, Alberto jogou parte do segundo tempo das duas rodadas seguintes – revés por 2-1 ante o Granada e empate em 0-0 com o Mallorca – e depois disso, voltou a atuar pelo Sevilla Atletico.
Em 29 de abril de 2012, em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Espanhol, o jovem meia de 19 anos jogou os últimos 30 minutos da derrota por 3-0 diante do Real Madrid no Santiago Bernabéu. Três dias depois, em jogo adiado da 20ª rodada do Campeonato Espanhol, Luis Alberto jogou os últimos 5 minutos da derrota por 2-1 ante o Real Bétis em pleno Ramón Sánchez Pizjuán. Esta foi a última partida de Luis Alberto como jogador do Sevilla, pois o clube optou por emprestá-lo para um outro time.
PdGmACACVMj na temporada 2011-12
6001089

Barcelona B

2012-13

Em agosto de 2012, Luis Alberto foi emprestado ao Barcelona B por uma temporada, com a equipe catalã – Barcelona – tendo a opção de fazer a mudança permanente no final da temporada.
Em 02/09/2012, em jogo da 3ª rodada da La Liga2 (2ª divisão do futebol espanhol), Eusebio – técnico da equipe b do Barcelona – promoveu a estreia de Alberto quando o colocou em campo aos 30 minutos da segunda etapa no lugar de Sergi Roberto na vitória por 2-0 sobre o CE Sabadell. Na rodada seguinte do campeonato, em 08/09/2012, o novo camisa 9 do Barcelona B – Luis Alberto – fez sua estreia como titular e marcou o único gol da vitória sobre o CD Guadalajara.
Pela 5ª rodada da La Liga2, em 15/09/2012, Luis Alberto marcou seu 2º tento nessa temporada no triunfo por 2-1 sobre o Ponferradina. Além de ter feito 1 gol, proveu assistência para o gol de Cristian Lobato. Na rodada seguinte, em 22/09/2012, o camisa 9 do Barcelona B fez o primeiro gol da vitória por 3-0 sobre o Hércules.
Em 13/10/2012, em jogo da 9ª rodada da La Liga2, Luis Alberto marcou seu 4º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Sporting Gijón no Mini Estadi (estádio do Barcelona B). Na rodada seguinte da 2ª divisão do futebol espanhol, em 31/10/2012, Alberto foi um dos destaques da goleada por 4-1 sobre o Huesca com 1 gol e assistência para o gol de Sergi Gómez.
Em 9 de março de 2013, em jogo da 29ª rodada da La Liga2, o camisa 9 do Barcelona B marcou seu 10º tento nessa temporada no triunfo por 4-3 sobre o Córdoba no Mini Estadi. Além do tento marcado, proveu assistências para os gols de Gerard Deulofeu e de Sergio Araujo.
Pela 33ª rodada da 2ª divisão do Campeonato Espanhol em 06/04/2013, Luis Alberto marcou seu 11º e último tento nessa temporada e sendo assim, o Barcelona B empatou em 1-1 com o Mirandés.
Em suma, na sua única temporada com a camisa do Barcelona B, Luis Alberto disputou 38 partidas, fez 11 gols e proveu 18 assistências e com isso, foi o líder em assistências na La Liga2 2012-13. Quanto ao Barcelona B, terminou em 9º lugar na 2ª divisão do Campeonato Espanhol.
PdGmACACVMj na temporada 2012-13
381118403031
Gols marcados na La Liga2

Liverpool

2013-14

Luis Alberto sendo apresentado como novo reforço do LiverpoolEm 20 de junho de 2013, o Sevilla recebeu uma oferta de 6,8 milhões de libras (cerca de 48,9 milhões de reais) do Liverpool da Inglaterra por Luis Alberto. A assinatura foi concluída dois dias depois.
Em 27/08/2013, em partida válida pela 2ª rodada da Copa da Liga Inglesa, Brendan Rogers – técnico do Liverpool nessa época – promoveu a estreia do jovem meia espanhol como titular na vitória por 4-2 sobre o Notts County no Anfield Road (estádio do Liverpool). Cinco dias depois – 01/09/2013 -, em jogo da 3ª rodada da Premier League (Campeonato Inglês), Luis Alberto entrou em campo aos 38 minutos da segunda etapa no lugar de Philippe Coutinho. Quanto ao resultado do jogo, vitória por 1-0 sobre o Manchester United em Anfield.
Em 17/09/2013, em jogo da 5ª rodada da Premier League Sub-21, o jovem meia espanhol marcou um hat-trick na goleada por 5-2 sobre o Sunderland.
Pela 16ª rodada da Premier League, em 15/12/2013, Luis Alberto entrou em campo aos 34 minutos da segunda etapa no lugar de Lucas Leiva e em apenas 5 minutos em campo, deu o passe para Luis Suárez marcar o 4º gol da goleada por 5-0 sobre o Tottenham em pleno White Hart Lane (estádio do Tottenham).
Em 28 de janeiro de 2014, em partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Inglês, Alberto jogou os últimos 11 minutos do “Meseyside Derby” – nome dado ao clássico entre Everton e Liverpool -, ao qual os Reds – Liverpool – venceram por 4-0 em Anfield.
Em suma, na sua única temporada na Inglaterra, Luis Alberto proveu uma assistência em 12 partidas disputadas. Quanto ao Liverpool, foi vice-campeão do Campeonato Inglês, chegou às oitavas de final da Copa da Inglaterra e caiu na 3ª rodada da Copa da Liga Inglesa.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
133100348
Gols marcados na Premier League Sub-21

Málaga

2014-15

Em 26 de junho de 2014, Luis Alberto foi emprestado ao Málaga da Espanha, um empréstimo de uma temporada.
Na estreia dos Malaguistas – Málaga – nesta edição da La Liga, em 23/08/2014, Javi Gracia – técnico do Málaga nessa época – promoveu a estreia de Alberto entre os titulares e ele não decepcionou, marcou o único gol da vitória sobre o Athletic Bilbao na “La Rosaleda” (estádio do Málaga).
Após o gol marcado contra o Athletic Bilbao na estreia do Málaga nessa edição do Campeonato Espanhol, Luis Alberto jogou mais 4 partidas como titular e depois acabou indo parar no banco. Em 21/12/2014, em jogo da 16ª rodada da La Liga, o jovem meia de 22 anos entrou em campo aos 32 minutos do segundo tempo no lugar de Sergi Darder e logo no seu primeiro toque na bola, fez o gol que selou o resultado do jogo; vitória do Málaga por 2-1 sobre o Elche fora de casa.
Apesar de ter feito o gol que deu a vitória do Málaga sobre o Elche, Luis Alberto ainda era preterido por Javi Gracia e para piorar, sofreu uma lesão no joelho antes do término desta temporada.
Em suma, na sua única temporada com a camisa dos “Albicelestes” – Málaga -, Luis Alberto disputou 20 partidas, fez 2 gols e proveu duas assistências. Quanto ao Málaga, terminou o Campeonato Espanhol em 9º lugar e chegou às quartas de final da Copa do Rei.
PdGmACACVMj na temporada 2014-15
202200846
Gols marcados na La Liga

Deportivo La Coruña

2015-16

Em 5 de julho de 2015, Luis Alberto foi anunciado como novo reforço do Deportivo La Coruña da Espanha. O Liverpool emprestou o jovem meia 22 anos para uma outra equipe espanhola. Lá, ele reencontrou o técnico Víctor Sánchez, que anteriormente era da comissão técnica do Sevilla.
Em 30/08/2015, em jogo da 2ª rodada da La Liga, Alberto fez sua estreia pelo novo clube como titular, contudo teve de dar lugar a Luisinho devido à uma falta que sofreu e ficou sentindo. Mesmo sem seu novo reforço, o La Coruña empatou em 1-1 com o Valencia no Mestalla (estádio do Valencia). Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 14/09/2015, o novo camisa 21 do Deportivo La Coruña – Luis Alberto – marcou seu primeiro tento pelo novo clube na vitória por 3-1 sobre o Rayo Vallecano. Além do gol marcado, também contribuiu com assistência para o tento marcado por Celso Borges.
Pela 4ª rodada do Campeonato Espanhol, em 21/09/2015, Luis Alberto marcou o segundo gol dos “Branquiazuis” – Deportivo La Coruña – no revés por 3-2 ante o Sporting Gijón em pleno Riazor (estádio do La Coruña).
Após o gol marcado contra o Sporting Gijón, Alberto só voltou a balançar as redes em jogo da 18ª rodada da La Liga em 3 de janeiro de 2016, ao qual o Deportivo La Coruña perdeu para o Villarreal por 2-1 no Riazor.
Em 16/01/2016, em partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Espanhol, o camisa 21 dos “Branquiazuis” marcou o único tento do time no empate em 1-1 com a Real Sociedad fora de casa.
Em 06/02/2016, em jogo da 23ª rodada da La Liga, Luis Alberto marcou seu 5º tento nessa temporada no empate em 1-1 com o Sporting Gijón.
Pela 30ª rodada da La Liga, em 19/03/2016, Alberto marcou seu 6º e último tento nessa temporada no triunfo por 2-1 sobre o Levante no Riazor.
Em suma, na sua única temporada com a camisa dos “Branquiazuis”, Luis Alberto disputou 31 jogos, fez 6 gols e proveu 8 assistências. Quanto ao Deportivo La Coruña, terminou em 15º lugar no Campeonato Espanhol – 3 posições acima da zona de rebaixamento – e chegou às oitavas de final da Copa do Rei.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
3168302227
Gols marcados na La Liga

Lazio

2016-17

Luis Alberto sendo apresentado como novo reforço da LazioEm 31 de agosto de 2016, Luis Alberto foi comprado pela Lazio da Itália por um valor próximo de 5 milhões de euros (cerca de 32,8 milhões de reais). Escolheu a camisa de número de 18.
Em 20/09/2016, em jogo da 5ª rodada da Serie A (Campeonato Italiano), Simone Inzaghi – técnico da Lazio – promoveu a estreia do jovem meia espanhol quando o colocou em campo aos 32 minutos da segunda etapa no lugar de Danilo Cataldi, porém esta foi uma estreia para se esquecer, pois a Lazio perdeu para o Milan por 2-0.
Em 15 de abril de 2017, em partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Italiano, Luis Alberto entrou em campo aos 36 minutos da segunda etapa no lugar de Marco Parolo e 10 minutos depois, fez o gol que evitou a derrota da Lazio diante da Genoa; empate em 2-2 entre as duas equipes.
Pela final da Copa da Itália em 17/05/2017, jogou os últimos 20 minutos do revés por 2-0 ante a Juventus.
Em suma, na sua 1ª temporada na Itália, Luis Alberto fez 1 gol e proveu duas assistências em 10 partidas disputadas. Quanto a Lazio, foi vice-campeã da Copa da Itália e terminou em 5º lugar no Campeonato Italiano. Durante a temporada, ele também pensou em se aposentar (principalmente entre fevereiro e março) do futebol.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
101200382
Gol marcado na Serie A

2017-18


PdGmACACVMj na temporada 2017-18
471219503512
12 gols dos quais 11 foram pela Serie A e 1 pela UEFA Europa League

2018-19


PdGmACACVMj na temporada 2018-19
3766612565
6 gols dos quais 4 foram pela Serie A, 1 pela UEFA Europa League e 1 pela Copa da Itália

2019-20


PdGmACACVMj na temporada 2019-20
41717703396
7 gols dos quais 6 foram pela Serie A e 1 pela Supercopa da Itália

2020-21


PdGmACACVMj na temporada 2020-21
30010239
a temporada 2020-21 está em andamento
Títulos que conquistou pela Lazio - Supercopa da Itália: 2017 e 2019 - Copa da Itália: 2018-19
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Luis Alberto com a camisa da Lazio - Este vídeo foi publicado no YouTube em 21 de abril de 2020por AJcompsHD

Números de Luis Alberto na Seleção Espanhola

Espanha

Seleções de Base


Seleção Principal


TOTAL

PdGmACACVMj
1000016
Prêmios individuais - Líder em assistências na La Liga2 2012-13 (18 assistências) - Líder em assistências na Serie A 2017-18 (14 assistências) - Melhor Jogador do Mês de Fevereiro de 2020 da Serie A

Considerações Finais


O post A Carreira de Luis Alberto em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/2T0yJzt
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.10.05 05:43 ArgenCoso Tilingos


Por Arturo Jauretche
CONFIRMADO me propuso este tema. Pensé entonces que era la oportunidad para ofrecer una respuesta, entre las muchas que pueden articularse, a un interrogante que plantea José Luis de Imaz en Los que mandan; "¿Por qué, no obstante su peso económico, su rol en la modernización, y haber sido innovadores tecnológicos, los empresarios no pesan en la vida del país?".
O pesan al revés. Este es el caso de ciertos tipos de grupos económicos capitalistas, adscriptos a la política de la Sociedad Rural, ya consolidados dentro del viejo sistema agro-importador, que prefieren un mercado interno pobre en condiciones de monopolio a un mercado en crecimiento en condiciones de competencia, como los que apoyaron la política de contención del progreso en las Juntas Reguladoras de la Década Infame. Sólo que éstos sí saben lo que quieren.
Pero no voy a hablar de economía, sino del tema propuesto; de la forma en que la tilinguería impone sus pautas, y cómo ellas están perturbando el desarrollo de la inteligencia nacional y sus impulsos creadores.
Y ésta es cosa de que debe tomar cuenta también el político militante, si es que no sabe que el comité ha muerto definitivamente. Porque los estados de opinión, entre los cuales tiene importancia fundamental el slogan que surge de la cuestión de los status, pesan mucho más que una recluta que sólo vale para las elecciones internas.
En el Espasa Calpe se lee tilingo: "Argentinismo: Insustancial, ligero, que habla muchas tonterías". Segovia, en su Diccionario de Argentinismo", expresa: "Dícese de la persona simple y ligera que suele hablar muchas tonterías".
Los paisanos, de un tipo así, dicen; "Hombre sin fundamento".
Don Hipólito -desde luego, Yrigoyen es el Hipólito por antonomasia- decía "palangana". Supongo a esta expresión tradicional y fundada en la poca cosa y mucho ruido de la enlosada al caer retumbante.
Usted lo conoce al tilingo. Y si no lo conoce, ahí lo tiene al lado, en esta mesa de un café céntrico donde se han sentado cuatro o cinco tipos con portafolios. Algún día habrá que escribir la historia del hombre del portafolio. Hubo la etapa de la posguerra con los "ingenieri" italianos recién llegados que escondían bajo el cuero -con una sugestión de planos y patentes de invención- el sandwich de milanesa del almuerzo. Ahora es posible que el portafolio contenga la cuarenta y cinco persuasiva, o la concluyente tartamuda portátil.
Pero esos que están en la mesa de al lado sólo llevan allí sueños, proyectos, hipotéticas transacciones. Andan a la búsqueda de enganchar algo, intermediar en alguna operación cualquiera para ganar una comisión, y muchas veces intermediando entre intermediarios. Generalmente se ayudan con el teléfono de un amigo que tiene escritorio y al que han pedido permiso para que les "dejen dicho". Ese teléfono, la mesa del café y el portafolio constituyen su establecimiento comercial.
Mientras llega "el asunto*', hablan de fútbol, de carreras, de política, de economía.
Cuando tocan estos dos temas últimos, nunca faltará quien diga: "Lo que pasa es que los obreros no producen". Ahí está el tilingo. No se le ha ocurrido averiguar qué es lo que él produce y qué producen todos ellos, puntas sueltas, mallas erradas en la enorme red de intermediación que es Buenos Aires.
Que un tipo que no produce diga, en una reunión de tipos que no producen, que no producen los únicos que producen algo, es tilinguería. En esto de producir, tenemos muchos productores rurales por el estilo que creen que la condición de productor la da la propiedad de una estancia, unos breeches y unas botas de polo, que viven en la ciudad -"porque mi señora dice que hay que educar a los chicos"- y dan una vuelta por el campo cada quince días. Productores rurales son los que trabajan y producen en el campo, que pueden ser patrones o peones, pero no los que no intervienen en la producción sino como propietarios, y que son rentistas aunque no arrienden. Estos también son de los que dicen que los "obreros" no producen. Y ya no desde la posición marginal del tipo del portafolio, sino empinándose como "fuerza viva" sobre la que descansa la economía del país.
Inevitablemente, éstos y otros representantes de la tilinguería son los que, ante la menor dificultad, califican al país: "Este país . de m...", colocándose fuera del mistao a los efectos de la adjetivación. Y la verdad es que el país lo único que tiene de eso son ellos: los tilingos.
El racismo es otra forma frecuente de la tilinguería.
La tilinguería racista no es de ahora y tiene la tradición histórica de todo el liberalismo. Su padre más conocido es Sarmiento, y ese racismo está contenido implícitamente en el pueril dilema de "civilización y barbarie". Todo lo respetable es del Norte de Europa, y lo intolerable, español o americano, mayormente si mestizo. De allí la imagen del mundo distribuido por la enseñanza y todos los medios de formación de la inteligencia que han manejado la superestructura cultural del país.
Recuerdo que cuando cayó Frondizi, uno de esos tilingos racistas me dijo, en medio de su euforia: -¡Por fin cayó el italiano! Se quedó un poco perplejo cuando yo le contesté: -¡Sí!, lo volteó Poggi.
Muchos estábamos enfrentados a Frondizi; pero es bueno que no nos confundan con estos otros que al margen de la realidad argentina, tan italiana en el presidente como en el general que lo volteó, sólo se guiaban por los esquemas de su tilinguería.
Ernesto Sábato, con buen humor, pero tal vez respirando por la herida, ha dicho en Sobre héroes y tumbas más o menos lo siguiente: "Más vale descender de un chanchero de Bayona llamado Vignau, que de un profesor de filosofía napolitano". La cita me chocó en mi trasfondo tilingo (fui a la misma escuela y leí la misma literatura) porque tengo una abuela bearnesa también Vignau, tal vez más que por lo de Bayona, por lo de chanchero (vuelvo a recordar que fui a la misma escuela, etcétera).
La verdad que ni el presidente ni el general son italianos. Simplemente son argentinos de esta Argentina real que los liberales apuraron cortando las raíces.
Pero la idea liberal o sarmientina no era ésa. Ella tenía, y tiene, una escala de valores raciales que se identifican por los apellidos cuando son extranjeros. Arriba están los nórdicos -con escandinavos, anglosajones y germánicos-; después siguen los franceses; y después los bearneses y los vascos; más abajo los españoles y los italianos, y al último, muy lejos, los turcos y los judíos. Cuando yo era chiquilín nunca oí nombrar a un inglés -que generalmente era irlandés, pero la diferencia era muy sutil para entonces- sin decir "Don", aunque estuviera "mamao hasta las patas". El francés, a veces, ligaba el Don; y en ocasiones, el vasco. Jamás el español, que era "gallego de...", lo mismo que el italiano "gringo de...". ¡Para qué hablar del turco y del ruso.'
En La condición del extranjero en América, Sarmiento parece revisar sus tesis sobre la inmigración. Pero no nos engañemos: se sintió defraudado por la misma porque vino del Mediodía de Europa. El hubiera querido una inmigración de arquetipos, y los arquetipos son los que estaban en lo alto de su escalera antiamericana y antiespañola.
Afortunadamente fracasó, y eso es lo que nos ha salvado como nación. En algún lugar he recordado las palabras de Hornero Manzi cuando me dijo: -Lo que nos ha salvado es la actitud del italiano y el turco, que en lugar de proponerse como arquetipos, propusieron como tal al gaucho; así, en el ridículo del cocoliche se nacionalizaron en lugar de desnacionalizarnos. Sólo falta imaginar lo que hubiera ocurrido si las pampas y las aldeas se hubieran poblado de los ejemplares arquetipos deseados por ese racismo, con la actitud de obsecuencia de las generaciones liberales para todo lo foráneo.
Ya se ha dicho que esa tilinguería racista viene de lejos.
Pero se acentúa cuando se producen cambios sociales. Entonces, la tilinguería se exacerba en una peyorativa actitud racista. Pasó con el acceso al poder del radicalismo. Los tilingos de entonces cargaron el acento sobre los apellidos italianos de la nueva promoción política suscitada con el ascenso de la clase media: la pequeña burguesía inmigratoria y los doctores de primera napa nacional.
La oposición conservadora adoptó un aire peyorativo que se tradujo en toda una literatura política, que fue del periódico -La Mañana y La Fronda, sucesivamente, fueron sus expresiones más calificadas- hasta el discurso parlamentario. Se jugaba, por ejemplo, con la equívoca significación de algunos apellidos; así, la triple fórmula Coulom-Coulin-Culacciatti, que integraba, con la igual finalidad peyorativa hacia los criollos desconocidos, don Julio del C. Moreno -un personaje riojano- completaba el ridículo en la imagen anal. Hasta cuando el apellido era patricio se lo modificaba para ponerlo a tono: así, padeciendo Yrigoyen de un posible mal de las vías urinarias, el doctor Meabe, su médico de cabecera, se convertía en el doctor Meabene para adecuarlo a la cita siguiente que era la de un correligionario de la 3a Don Plácido Meo.
En realidad, para los que lo escribían no se trataba de otra cosa que de un recurso humorístico. Pero para el tilingo de entonces el fundamento más real, el que más invocaba, el que más jugaba, era ese de los "gringos", Y lo de "gringos" sólo jugaba para los descendientes de inmigrantes provenientes del Mediodía de Europa. No para los otros.
Pasó mucha agua bajo los puentes, y vino otro movimiento multitudinario: el de 1945. Ya los gringos se habían incorporado y su presencia política no lesionaba a la tilinguería, no sé si es porque de las nuevas promociones ascendentes habían salido también promociones de tilingos. Sólo así puede explicarse que un hijo de italianos -Sammartino- haya hablado despectivamente de los "negros" al referirse al "aluvión zoológico", en una caracterización evidentemente racial y peyorativa, cuando aún estaba fresca la tinta que lo había calificado a él también peyorativamente.
Que "el gringuito" de unos pocos años atrás se sienta vieja clase frente a los descendientes de los conquistadores en la confrontación de sus apellidos no revela simplemente que "el gringuito" se ha incorporado a la tilinguería. Lo grave es que se ha frustrado como guarango. Y la guaranguería es la espontaneidad de las nuevas clases, de las promociones que irrumpen con cada ascenso de la sociedad, porque los dos grandes movimientos populares del siglo -el de 1914-16 y el de 1943-45- han sido la expresión de eso: de ascensos masivos.
No corresponde aquí desentrañar las raíces económico-sociales de los dos hechos históricos; ni siquiera la coincidencia con las dos guerras mundiales que nos aislaron de los países arquetipos en una neutralidad intolerable para los tilingos, pero que dio las bases para una consolidación propia.
Usted puede hacer un fácil test. Yo lo he hecho.
Sé que un fulano se ha gastado 15 millones de pesos en un departamento de la Avenida del Libertador. Nos encontramos y le adivino la intención de informarme de su compra, como corresponde al guarango. Pero yo quiero saber si está frustrado como tal y lo madrugo diciéndole antes de que me dé la noticia:
-Estoy muy afligido por un amigo que se ha gastado más de 10 millones en un departamento de la Avenida del Libertador... -¿Y por qué se aflige? -me pregunta inquieto. Le contesto: -Y... porque la Avenida del Libertador no es "bien"... -Pero entonces..., ¿qué es "bien"? -pregunta desesperado. -"Bien" es de la plaza San Martín hasta la Recoleta, de Santa Fe al Bajo. Y dentro de ese radio. "bien", "muy bien", el codo aristocrático de Arroyo, como dice Mallea: Juncal, Guido, Parera. . .
Le veo en la cara al hombre que está desesperado. Y entonces, lo remato: -La Avenida del Libertador es como tener un leopardo de tapicería sobre el respaldo del asiento trasero del coche.
El leopardo lo tiró a la vuelta. Del departamento no sé.
Pienso que lo hecho es una crueldad, pero la investigación "científica" es así... cruel como la vivisección.
Yo quería saber si el hombre era un burgués con toda la barba o un tímido burguesito en camino de terminar en tilingo. El que es verdaderamente burgués sigue adelante, cumple su gusto, se realiza con la arrogancia del vencedor y compra en la Avenida del Libertador, precisamente porque es caro, porque acredita su victoria y la prestigia ante los burgueses. Si quiere barrio, compra; y si quiere apellido y mujer distinguida, compra también. Podría citar casos. Pero no se achica, se disminuye; no se acomoda a los esquemas y limitaciones de los tilingos.
De aquí que mientras en Europa y en Estados Unidos un banquero o un industrial miran a un ganadero como un "juntabosta", aquí el ganadero lo mira por arriba del hombro al empresario. Y el empresario, que quiere ser "bien", se ve obligado a comprar estancia, a tener cabaña -así sea de perros-, porque sólo por la Rural, y tal vez por el Kennel Club, puede lograr ascenso social que apetece.
Lógicamente esta burguesía, desde que imita a la vieja clase, se somete a todas sus normas y, por consecuencia, también en política. Ese sometimiento y esa adhesión a las viejas clases -incongruente económicamente- no sólo se ejerce verticalmente. También horizontalmente, cuando contemplamos la geografía social del país.
Así, los titulares de los intereses vitivinícolas de Cuyo y los tabacaleros, azucareros y fruticultores del Norte, que necesitan un mercado interno de alto poder de compra -es decir, que el Litoral desarrolle una política de alto nivel de vida-, están ligados políticamente a los conservadores del Litoral, gobernados por cabañeros e invernadores cuya tendencia es producir a bajo costo en un mercado de poco poder adquisitivo para cumplir la función asignada en la división internacional del trabajo como abastecedores ultramarinos de las metrópolis.
Esta incongruencia es difícil de explicar, pero no son ajenos a ella el prestigio social del Litoral y la incapacidad burguesa de los del interior en los respectivos grupos patronales. Esta gente de Cuyo y del Norte es muchas veces portadora de apellidos españoles de abolengo arribeño, de mucho mayor cotización histórica que los abajeños del puerto. Pero queriendo asimilarse a la alta clase del puerto se han sometido a las normas políticas e ideológicas de los principales. De "bien" provincianos, quieren ser "bien" en la Capital. ¿Cómo extrañar entonces que los guarangos frustrados del Litoral se hagan tilingos, si la misma tilinguería la padecen muchos aristocráticos descendientes de la Conquista por el Perú?
La tilinguería cotiza una marca de vino, un tabaco, un pomelo, o una palta, muy por debajo de un toro lleno de medallas. Se entra muy bien en la alta sociedad llevando de la rienda al toro, pero es difícil mostrando una botella de vino por lujosa que sea la etiqueta, por más sugestiones de chateau que evoque, tanto en la presentación como en la exquisita calidad del producto.
A un cuarto de siglo de la entrada del país al capitalismo, debemos recordar que el capitalismo naciente en la Argentina fue ajeno en sus hombres al hecho histórico que lo provocaba, produciéndose la paradoja de que le correspondiese a la clase obrera abrir la etapa del desarrollo económico burgués. Más aún: la nueva burguesía sigue aún incapacitada para jugar su papel, y es precisamente porque en la medida que asciende, pierde conciencia de su propia realidad para hacer suya la imagen de importancia que le presenta el tilingo. Se queda en el "medio pelo" y, rechazando el triunfo burgués, se adecúa al remedo, a la imitación de la alta clase con la que cree tomar contacto cuando se acomoda a la imagen de alta sociedad que le brindan los declasados.
Hubo un tiempo en que los venidos a menos económica y socialmente se jactaban de ser un pequeño sector domiciliado en el "Palacio de los Patos" de la calle Ugarteche. Ahora se han multiplicado. desde detrás de la Recoleta hasta San Fernando, a lo largo de las vías del Central Argentino. (Lo designo así porque la nueva nominación ferroviaria es completamente tilinga, aunque la hayan hecho los guarangos, lo que prueba que, en esta materia, todos tenemos tejado de vidrio.)
Landrú ha identificado perfectamente los personajes describiendo en el "gordi" y el "mersa" la oposición tilinguería-guaranguería. El botellero próspero, con su Valiant resplandeciente, es feliz echándole soda al vino de marca, ocupando las mesas de los restaurantes caros, hablando fuerte de lo que dijo-"su señora", mientras "cena".
Está en el camino de constituir una burguesía. Todavía no tiene conciencia de que constituye un sector de la sociedad correspondiente a una etapa de la economía, y no ha alcanzado a comprender la correspondencia de sus intereses personales con los intereses de su grupo. Hijo de sus aptitudes capitalistas -aunque muchas veces también más de la inflación que de su capacidad, o de equívocas actividades comerciales-, está en el camino de constituir una burguesía. Pero en el momento de definirse como burgués y adquirir la psicología correspondiente, nota el contraste de sus gustos y normas con lo que es "bien".
Desde que se ha mudado al barrio Norte, desde Gerli o Quilmes, y la "señora" ha olvidado la batea deslumbrada por la máquina de lavar, ha hecho nuevos contactos que le dan la idea de una meta social que tiene que alcanzar. Comienza él también a añorar la época en que "el servicio daba gusto" y en que el obrero -el "negro"- se mantenía "donde debe estar". Olvida de inmediato que es precisamente ese cambio el padre de su prosperidad y de su posibilidad de acceso a niveles más altos. Más aún. que el mantenimiento de ese cambio y su profundización es su única garantía. Quiere dejar de ser "mersa" y sólo logra ser "gordi". E inmediatamente tiene el complejo político del "gordi", a quien comienza a imitar.
Y comienza a imitar a una imitación, tomando por modelo las malas copias. Porque la tilinguería constituida por las "gordis" no es ni remotamente la alta clase a la que cree aproximarse.
Desde la época en que los declasados se refugiaban en la calle Ugarteche, todo el "Norte" liminar se ha llenado de falsos declasados. Se ha constituido un sector social entero que vive en la convención de que "todo tiempo pasado fue mejor" en aquella "Jauja" retrospectiva -"cuando la tía Leonor tenía Lando"-; de miles de familias que se aterran al recuerdo de un ascendiente que figuró algo en la segunda y la tercera línea de los amanuenses de la oligarquía, Descendientes de militares -un oficio generalmente despreciado por la alta clase-, de secretarios de juzgados, directores de oficinas, bancarios pueblerinos y hasta de conscriptos de Curu-malal, se han construido imaginativamente un pasado señoril que tratan de revivir en una vida forzada que absorbe casi todos sus recursos en gastos de representación.
Revista Confirmado
submitted by ArgenCoso to RepublicaArgentina [link] [comments]


2020.09.19 23:41 futebolstats A Carreira de Douglas Costa em Números

Quando cita-se um dos melhores jogadores de futebol do Brasil neste momento, o nome de Douglas Costa que atualmente joga pela Juventus da Itália e que também atua pela Seleção Brasileira, deve ser levado em conta.
Douglas Costa de Souza nasceu em 14/09/1990 em Sapucaia do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. Antes de jogar pela Juventus, Douglas Costa iniciou sua carreira como profissional no Grêmio e em seguida, atuou por mais duas equipes antes de jogar pela equipe italiana. Porém, o que mais se sabe sobre Douglas Costa? Por quais clubes atuou? Quais feitos atingiu ao longo de sua carreira?

Juvenil

Antes de jogar pelo Grêmio, Douglas deu os seus primeiros passos no futebol quando ingressou nas categorias de base do clube de sua cidade natal – Sapucaiense – em 1999 e quando completou 11 anos de idade, no ano de 2001, ingressou nas categorias de base do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, clube que é popularmente conhecido como Grêmio.
Douglas Costa na época em que atuava pelo Sapucaiense
A Carreira de Douglas Costa em Números

Grêmio

Categorias de Base

Depois de ingressar nas categorias de base no Grêmio, Douglas Costa foi queimando etapas até chegar ao profissional do clube no ano de 2008, quando Celso Roth – técnico do Grêmio nessa época – o integrou ao time principal do clube.

2008

Em 4 de outubro de 2008, em jogo da 28ª rodada do Brasileirão (Campeonato Brasileiro), Douglas Costa fez a sua estreia como profissional e logo no seu primeiro jogo da carreira, o jovem atacante de 18 anos marcou um dos gols da vitória por 2-1 sobre o Botafogo no Olímpico (antigo estádio do Grêmio). Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 08/10/2008, Douglas Costa foi um dos destaques da vitória por 2-0 sobre o Santos com assistências para os gols de Richard Morales e de Soares respectivamente.
Posteriormente, Douglas Costa jogou mais duas partidas como titular e outras duas saindo do banco de reservas.
Em suma, na sua 1ª temporada como profissional, Douglas Costa disputou 6 partidas, fez 1 gol e proveu duas assistências. Quanto ao Grêmio, foi vice-campeão desta edição do Brasileirão, terminou em 5º lugar no Campeonato Gaúcho, foi eliminado na 2ª fase da Copa do Brasil e caiu na 1ª fase da Copa Sul-Americana.
PdGmACACVMj no ano de 2008
61 2 00397
Pd – Partidas disputadas; Gm – Gols marcados; A – Assistências; CA – Cartões amarelos; CV – Cartões vermelhos e Mj* – Minutos jogados

2009

Em 26 de fevereiro de 2009, na estreia do Grêmio na fase de grupos da Copa Libertadores da América, Douglas Costa entrou em campo aos 34 minutos da segunda etapa no lugar do zagueiro Léo, contudo mesmo com ele em campo, o “Tricolor Gaúcho” – Grêmio – e a Universidad de Chile empataram em 0-0 no Olímpico.
Posteriormente, devido à uma fissura do ligamento intra-articular, o jovem atacante de 18 anos ficou de fora dos gramados por cerca de um mês. Em 05/04/2009, após uma derrota no “Grenal” – nome dado ao clássico entre Grêmio e Internacional – no Campeonato Gaúcho, Celso Roth acabou demitido e com sua saída, o clube resolveu apostar suas fichas em Paulo Autuori. Apesar de jogar os minutos finais do segundo confronto das oitavas de final da Libertadores em 07/05/2009, Douglas Costa voltou a sentir dores e como consequência, ficou de fora dos gramados por mais um tempo.
Em junho, o Manchester United da Inglaterra tentou contratar Douglas Costa por um período de testes de 20 dias, antes de efetivar a compra do atacante. Contudo, o Grêmio rejeitou esta oferta.
Em 02/08/2009, em jogo da 16ª rodada do Brasileirão, livre de lesões, Douglas Costa fez sua estreia como titular no campeonato e contando com o jovem atacante de 18 anos entre os titulares, o Grêmio venceu o Cruzeiro por 4-1 no Olímpico.
Na reta final do Brasileirão, Paulo Autuori passou a escalar Douglas Costa como titular, porém com um empate em 1-1 com o São Paulo no Olímpico em 04/11/2009, em jogo da 34ª rodada do Brasileirão, onde o atacante de 19 anos proveu assistência para o gol de Rafael Marques e a equipe adversária teve 2 jogadores expulsos, chegou-se a um consenso que Paulo Autuori não deveria ser mantido no cargo de treinador, pois Celso Roth conseguiu fazer o time render mais no ano anterior, e em decorrência da demissão de Autuori, Marcelo Rospide comandou o time até o fim do campeonato.
Pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, em 29/11/2009, Douglas Costa marcou seu 1º e último tento nesse ano na vitória por 4-2 sobre o Grêmio Barueri no Olímpico. Na rodada seguinte do campeonato em 06/12/2009, o jovem atacante de 19 anos foi um dos destaques do time no revés por 2-1 ante o Flamengo no Maracanã ao prover assistência para o gol de Roberson.
Em suma, na sua última temporada com a camisa do “Imortal” – Grêmio -, Douglas Costa disputou 31 jogos, fez 1 gol e proveu 4 assistências. Quanto ao Grêmio, terminou em terminou em 8º lugar no Campeonato Brasileiro, foi vice-campeão gaúcho e chegou à semifinal da Copa Libertadores da América.
PdGmACACVMj no ano de 2009
311 4 31253
Gol marcado no Brasileirão

Shakhtar Donetsk

2009-10

Em 10 de janeiro de 2010, Douglas assinou um contrato por 5 temporadas com o Shakhtar Donetsk da Ucrânia. O clube ucraniano desembolsou 6 milhões de euros (cerca de 37,3 milhões de reais) para contar com o futebol do jovem atacante de 19 anos.
A estreia de Douglas Costa pela nova equipe ocorreu em 18/02/2010, no primeiro confronto da fase de 16 avos da Europa League contra o Tottenham da Inglaterra, quando Mircea Lucescu – técnico do Shakhtar nessa época – o colocou em campo aos 30 minutos da segunda etapa no lugar de Jádson, porém esta foi uma estreia para se esquecer, pois a equipe inglesa venceu esse jogo por 2-1. Em 25/02/2010, no segundo confronto contra o Fulham, Douglas entrou em campo aos 8 minutos do segundo tempo no lugar de Willian e mesmo dando o passe para o gol de Jádson, o jogo acabou empatado em 1-1 e consequentemente, a equipe inglesa se classificou para a fase seguinte.
Pela 18ª rodada da Premier Liha – Campeonato Ucraniano – em 28/02/2010, Douglas Costa fez sua estreia como titular na vitória por 1-0 sobre o Vorskla na Donbass Arena (estádio do Shakhtar Donetsk).
Em 14/03/2010, em jogo da 20ª rodada da Premier Liha, o jovem atacante brasileiro de 19 anos marcou seu primeiro tento pelo novo clube no triunfo por 2-1 sobre o Metalist Kharkiv na Donbass Arena. Duas semanas depois – em 28/03/2010 – em jogo da 22ª rodada do campeonato nacional, Douglas Costa entrou em campo aos 20 minutos do segundo tempo no lugar de Jádson e nos acréscimos, fez o gol que fechou o placar do jogo; vitória do Shakhtar Donetsk por 3-1 sobre o Arsenal Kiev.
Após o gol marcado contra o Arsenal Kiev, Douglas Costa só voltou a balançar as redes em 25/04/2010, em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Ucraniano, a qual iniciou entre os titulares e marcou o segundo gol da vitória por 3-0 sobre o Chernomorets Odessa na Donbass Arena. Na rodada seguinte do campeonato nacional, Douglas entrou em campo aos 17 minutos da segunda etapa no lugar de Ilsinho e nos minutos finais, marcou o gol que selou o resultado da partida; vitória do Shakhtar Donetsk por 2-0 sobre o Metalurh Zaporizhya fora de casa.
Em 09/05/2010, em jogo da última rodada (30ª) desta edição da Premier Liha, Douglas Costa atuou como titular e encerrou essa temporada marcando o terceiro gol da vitória por 3-2 sobre o Tavriya Simferopol.
Em suma, na sua 1ª temporada na Ucrânia, Douglas Costa disputou 15 partidas, fez 5 gols e proveu duas assistências. Quanto ao Shakhtar Donetsk, foi campeão do Campeonato Ucraniano, chegou à semifinal da Copa da Ucrânia e caiu na fase de 16 avos da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2009-10
155 2 30630
Gols marcados na Premier Liha

2010-11

No primeiro jogo do Shakhtar Donetsk nessa temporada – decisão da Supercopa da Ucrânia – em 4 de julho de 2010, Douglas Costa iniciou essa temporada como titular do time e nesse jogo, proveu assistência para o gol de Jádson na goleada por 7-1 sobre o Tavriya Simferopol. Com este resultado, o Shakhtar Donetsk iniciava essa temporada celebrando a conquista de um título.
Em 30/07/2010, em jogo da 4ª rodada da Premier Liha, o camisa 20 do Shakhtar – Douglas Costa – marcou seu primeiro doblete – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – da carreira na vitória por 3-1 sobre o Arsenal Kiev. Além de ter feito 2 gols, também proveu assistência para o gol marcado pelo compatriota Luiz Adriano. Na rodada seguinte do campeonato, em 07/08/2010, o jovem atacante de 19 anos marcou seu 3º tento nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o Sevastopol na Donbass Arena.
Em 28/09/2010, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da UEFA Champions League (Liga dos Campeões), Douglas Costa foi um dos principais destaques da vitória por 3-0 sobre o Braga de Portugal fora de casa com 1 gol e assistências para os 2 gols marcados por Luiz Adriano.
Após o gol marcado diante do Braga, o camisa 20 dos “Hinyrky” – Shakhtar Donetsk – só voltou a balançar as redes em 28/11/2010, em jogo da 19ª rodada da Premier Liha, ao qual marcou 1 dos gols da goleada por 4-0 sobre o Arsenal Kiev na Donbass Arena.
Em 16 de fevereiro de 2011, pelo primeiro confronto das oitavas de final da Liga dos Campeões, Douglas Costa foi um dos destaques do triunfo por 3-2 sobre a Roma da Itália fora de casa com 1 gol e assistência para 1 dos 2 tentos marcados por Luiz Adriano. Posteriormente, o Shakhtar Donetsk venceu a equipe italiana na Donbass Arena por 3-0 no segundo confronto e com isso, classificou-se para a fase seguinte do torneio sendo eliminada pelo Barcelona da Espanha.
Pela 23ª rodada do Campeonato Ucraniano, em 01/04/2011, o jovem atacante brasileiro de 20 anos entrou em campo aos 22 minutos do segundo tempo no lugar de Alex Teixeira e nos acréscimos, fez o gol que definiu o resultado da partida; vitória dos “Hinyrky” por 3-1 sobre o Illichivets Mariupol.
Em suma, na sua 2ª temporada na Ucrânia, Douglas Costa disputou 42 jogos, fez 7 gols e proveu 11 assistências. Quanto ao Shakhtar Donetsk, foi campeão de todas as competições nacionais (Supercopa da Ucrânia, Copa da Ucrânia e Campeonato Ucraniano) e chegou às quartas de final da UEFA Champions League.
PdGmACACVMj na temporada 2010-11
427 11 602610
7 gols dos quais 5 foram pela Premier Liha e 2 pela UEFA Champions League

2011-12

Diferentemente da temporada anterior, o Shakhtar iniciou esta temporada com uma derrota por 3-1 ante o Dínamo de Kiev em 5 de julho de 2011 e como consequência, teve de se contentar como vice-campeão da Supercopa da Ucrânia. Vale ressaltar que Douglas Costa jogou os 90 minutos desta decisão.
Em 09/09/2011, em jogo da 9ª rodada da Premier Liha, o camisa 20 dos “Hinyrky” entrou em campo aos 16 minutos da segunda etapa no lugar de Dentinho e nos minutos finais, fez o gol que fechou o placar do jogo; goleada do Shakhtar por 5-1 sobre o Volyn Lutsk na Donbass Arena.
Pela 12ª rodada do Campeonato Ucraniano, em 02/10/2011, o jovem atacante de 21 anos marcou seu 2º tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Zorya Luhansk na Donbass Arena.
Em 06/11/2011, em jogo da 16ª rodada da Premier Liha, Douglas Costa entrou em campo logo após o intervalo no lugar de Dentinho e a partida mal reiniciou e ele marcou um tento, o gol que selou o placar da partida: vitória do Shakhtar Donetsk por 2-0 sobre o Obolon Kiev fora de casa.
Em 27/11/2011, em partida válida pela 18ª rodada do Campeonato Ucraniano, o camisa 20 dos “Hinyrky” marcou seu 4º tento na temporada de pênalti na goleada por 5-0 sobre o Kaparty fora de casa. Posteriormente, nas duas rodadas seguintes do campeonato nacional, mais 2 gols de Douglas: goleadas por 5-0 e 4-0 sobre o Arsenal Kiev e Kryvbas respectivamente.
Em 27 de abril de 2012, em confronto válido pela semifinal da Copa da Ucrânia, Douglas Costa entrou em campo aos 23 minutos do segundo tempo no lugar de Henrikh Mkhitaryan e novamente, marcou nos minutos finais o gol da vitória por 4-3 sobre o Volyn Lutsk. Posteriormente, em 06/05/2012, o camisa 20 do Shakhtar jogou parte da vitória por 2-1 sobre o Metalurg Donetsk na final e com isso, pela 2ª temporada consecutiva, os comandados de Mircea Lucescu sagravam-se campeões da Copa da Ucrânia.
Em suma, na sua 3ª temporada na Ucrânia, Douglas Costa disputou 37 partidas, fez 7 gols e proveu 3 assistências. Quanto ao Shakhtar Donetsk, além de ter sido campeão da Copa da Ucrânia, também foi campeão do Campeonato Ucraniano, vice-campeão da Supercopa da Ucrânia e por ter terminado em 4º lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões, ficou de fora do mata-mata das competições europeias.
PdGmACACVMj na temporada 2011-12
377 3 501986
7 gols dos quais 6 foram pela Premier Liha e 1 pela Copa da Ucrânia

2012-13

No primeiro jogo do Shakhtar Donetsk nessa temporada – decisão da Supercopa da Ucrânia – em 10 de julho de 2012, Douglas Costa marcou o segundo gol da vitória por 2-0 sobre o Metalurg Donetsk e sendo assim, o Shakhtar iniciava essa temporada como o campeão da Supercopa da Ucrânia.
Após o gol marcado contra o Metalurg Donetsk na decisão da Supercopa da Ucrânia, Douglas Costa amargou um “jejum de gols”, ao qual pôs um fim em 03/11/2012, em jogo da 14ª rodada da Premier Liha, ao qual o Shakhtar venceu o Metalurh Zaporizhya por 2-0 na Donbass Arena.
Em 24/11/2012, em jogo da 19ª rodada da Premier Liha, o camisa 20 dos “Hinyrky” saiu do banco para entrar no lugar de Darijo Srna aos 10 minutos do segundo tempo e 7 minutos depois, fez o 4º gol da goleada por 5-1 sobre o Hoverla Uzhhorod.
Durante a fase de grupos desta edição da Liga dos Campeões, Douglas Costa atuou apenas por 3 partidas e vale ressaltar que ele entrou no decorrer destes jogos, totalizando 23 minutos jogados, com o Shakhtar terminando em 2º lugar no grupo E, atrás da Juventus, campeã italiana, enquanto eliminava o Chelsea, atual campeão da competição.
Pelo primeiro confronto das oitavas de final da Champions League, contra o Borussia Dortmund da Alemanha, em 13 de fevereiro de 2013, o atacante brasileiro de 22 anos entrou em campo aos 17 minutos da segunda etapa no lugar de Taison e 6 minutos depois, marcou o segundo gol do Shakhtar no empate em 2-2 com a equipe alemã na Donbass Arena. Posteriormente, o Borussia Dortmund venceu o time ucraniano por 3-0 na Alemanha e deixou o Shakhtar pelo caminho.
Em 01/03/2013, em jogo da 19ª rodada da Premier Liha, Douglas Costa atuou como titular e marcou seu 5º tento na temporada na goleada por 4-1 sobre o Volyn Lutsk.
Em 26/05/2013, em partida válida pela última rodada desta edição do Campeonato Ucraniano, o camisa 20 dos “Hinyrky” encerrou essa temporada com 1 gol e assistência para o tento marcado por Taison na goleada por 4-0 sobre o Metalurg Donetsk na Donbass Arena.
Em suma, em mais uma temporada na Ucrânia, Douglas Costa disputou 36 partidas, fez 7 gols e proveu 3 assistências. Quanto ao Shakhtar Donetsk, foi campeão de todas as competições nacionais (Supercopa da Ucrânia, Copa da Ucrânia e Campeonato Ucraniano) e foi eliminado nas oitavas de final da UEFA Champions League.
PdGmACACVMj na temporada 2012-13
367 3 101575
7 gols dos quais 5 foram pela Premier Liha, 1 pela UEFA Champions League e 1 pela Supercopa da Ucrânia

2013-14

Em 10 de julho de 2013, o Shakhtar Donetsk fez a sua estreia nessa temporada com uma vitória por 3-1 sobre o Chernomorets Odessa na decisão da Supercopa da Ucrânia e assim como ocorreu na temporada anterior, iniciava mais uma temporada como o campeão da Supercopa.
Em 28/07/2013, em jogo da 3ª rodada da Premier Liha, o camisa 20 dos “Hinyrky” marcou seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Chernomorets Odessa na Donbass Arena.
Pelo confronto da 9ª rodada do Campeonato Ucraniano, em 13/09/2013, Douglas Costa marcou seu 2º tento nessa temporada no revés por 3-2 ante o Karpaty fora de casa.
Após o gol marcado contra o Karpaty, o brasileiro só voltou a balançar as redes em 27/11/2013, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, a qual marcou um doblete na goleada por 4-0 sobre a Real Sociedad da Espanha. Além dos 2 tentos marcados, também proveu assistência para o gol de Luiz Adriano.
Em janeiro de 2014, Douglas Costa ajudou o Shakhtar a vencer a Supertaça United 2014, um torneio disputado entre os dois primeiros colocados dos Campeonatos Russo e Ucraniano, tornando-se o artilheiro do torneio ao lado de Darijo Srna.
Em 30/03/2014, em jogo da 23ª rodada da Premier Liha, o camisa 20 dos “Hinyrky” marcou seu 5º tento nessa temporada no triunfo por 4-2 sobre o Metalist Kharkiv fora de casa. Além do gol marcado, também contribuiu com assistências para os gols de Eduardo da Silva e Luiz Adriano.
Em confronto válido pela final da Copa da Ucrânia, em 15/05/2014, Douglas Costa marcou seu último tento nessa temporada no revés por 2-1 ante o Dínamo de Kiev.
Em suma, em mais uma temporada com a camisa dos “Hinyrky”, Douglas Costa disputou 39 partidas, fez 7 gols e proveu 14 assistências, sendo 11 destas na Premier Liha, o que fez dele o jogador com mais assistências no campeonato. Quanto ao Shakhtar Donetsk, além de ser campeão do Campeonato Ucraniano e da Supercopa da Ucrânia, foi vice-campeão da Copa da Ucrânia, terminou em 3º lugar na fase de grupos da UEFA Champions League e sendo assim, herdou uma vaga na fase de mata-mata da UEFA Europa League, onde caiu logo na fase de 16 avos.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
397 14 303043
7 gols dos quais 4 foram pela Premier Liha, 2 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa da Ucrânia

2014-15

Diferentemente das temporadas anteriores, onde atuou nas decisões da Supercopa da Ucrânia, Douglas Costa não jogou na vitória por 2-0 sobre o Dínamo de Kiev.
Em 17 de outubro de 2014, em jogo da 9ª rodada da Premier Liha, Douglas entrou em campo logo após o intervalo no lugar de Marlos e marcou o quinto gol da goleada por 6-2 sobre o Volyn Lutsk e também deu o passe para o gol de Darijo Srna. Quatro dias depois, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da Champions League, o camisa 20 dos “Hinyrky” marcou o terceiro gol da goleada por 7-0 sobre o BATE Borisov de Belarus.
Em 28 de fevereiro de 2015, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Ucraniano, Douglas Costa marcou seu 3º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Vorskla na Donbass Arena.
Pela 19ª rodada da Premier Liha, em 11/04/2015, o camisa 20 do Shakhtar marcou seu 4º tento nessa temporada na goleada por 5-0 sobre o Chernomorets Odessa.
Em 09/05/2015, em partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Ucraniano, Douglas Costa marcou seu último tento na temporada na goleada por 7-3 sobre o Hoverla Uzhhorod em plena Avangard (estádio do Hoverla). Além do gol marcado, também contribuiu com assistência para 1 dos 2 gols marcados por Oleksandr Hladkyy.
Em suma, na sua última temporada na Ucrânia, Douglas Costa disputou 33 partidas, fez 5 gols e proveu 7 assistências. Quanto ao Shakhtar Donetsk, foi campeão da Supercopa da Ucrânia, vice-campeão do Campeonato Ucraniano e da Copa da Ucrânia e foi eliminado nas oitavas de final da UEFA Champions League.
PdGmACACVMj na temporada 2014-15
335 7 502181
5 gols dos quais 4 foram pela Premier Liha e 1 pela UEFA Champions League
Títulos que conquistou pelo Shakhtar Donetsk - Premier Liha2009-10, 2010-11, 2011-12, 2012-13 e 2013-14 - Copa da Ucrânia2010-11, 2011-12 e 2012-13 - Supercopa da Ucrânia2010, 2012 e 2013
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Douglas Costa com a camisa do Shakhtar Donetsk - Este vídeo foi publicado no YouTube em 25 de junho de 2015por BAYERN SERBIA

Bayern de Munique

2015-16

Antes de se transferir para o Bayern de Munique da Alemanha, Douglas Costa recebeu uma ligação surpreendente: do outro lado da linha estava Pep Guardiola, então treinador do Bayern perguntando ao brasileiro se ele estaria “pronto para aprender a jogar futebol” e em 1º de julho de 2015, Douglas foi anunciado como o novo reforço dos bávaros (Bayern de Munique).
Douglas Costa e Joshua Kimmich sendo apresentados como novos reforços do BayernO clube alemão desembolsou 30 milhões de euros (cerca de 187,9 milhões de reais) para contar com Douglas Costa por 5 temporadas. A taxa de transferência de 30 milhões de euros foi a 4ª maior da história do Bayern até então. Ele recebeu a camisa de número 11, anteriormente usada por Xherdan Shaqiri.
Em 01/08/2015, na decisão da Supercopa da Alemanha, Guardiola promoveu a estreia de Douglas Costa como titular e no seu primeiro jogo pelo novo clube, o time bávaro empatou em 1-1 com o Wolfsburg no tempo regulamentar e na prorrogação, este resultado se manteve o mesmo. Na disputa por pênaltis, Douglas Costa foi o última jogador a cobrar e a converter um pênalti pelo time, contudo Xabi Alonso teve seu pênalti defendido e como consequência, o Wolfsburg levou a melhor e venceu por 5-4.
Em 14/08/2015, na estreia do Bayern nesta edição da Bundesliga (Campeonato Alemão), o novo camisa 11 do time bávaro marcou um dos gols da goleada por 5-0 sobre o Hamburgo na Allianz Arena, em Munique. Além do gol marcado, proveu assistência para o 1 dos 2 gols de Thomas Müller. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 22/08/2015, Douglas Costa foi um dos destaques da vitória por 2-1 sobre o Hoffenheim com assistências para os gols de Thomas Müller e de Robert Lewandowski respectivamente.
Pela 2ª rodada da fase de grupos da Champions League em 29/09/2015, o camisa 11 do Bayern marcou o primeiro gol da goleada por 5-0 sobre o Dínamo Zagreb da Croácia e também contribuiu com assistência para 1 dos 3 gols marcados por Lewandowski.
Em 27/10/2015, em confronto válido pela 2ª fase da Copa da Alemanha, o atacante brasileiro marcou seu 3º tento nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Wolfsburg.
Em 07/11/2015, em jogo da 12ª rodada da Bundesliga, Douglas Costa marcou o segundo gol da goleada por 4-0 sobre o Stuttgart na Allianz Arena. Além do tento marcado, contribuiu com assistência para o gol marcado por Arjen Robben.
Pela 5ª rodada da fase de grupos, em 24/11/2015, o camisa 11 do time bávaro marcou seu 5º tento nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Olympiacos da Grécia na Allianz Arena. Após esse jogo, através de exames, constatou-se uma lesão muscular em Douglas Costa e em decorrência disso, ficou de fora dos gramados por cerca de 1 mês.
Vale destacar que Douglas Costa se saiu muito bem na primeira metade desta temporada, onde fez 5 gols e proveu 13 assistências. Porém, após a lesão não conseguiu repetir o mesmo desempenho da 1ª metade desta temporada.
Em 23 de abril de 2016, em jogo da 31ª rodada da Bundesliga, o camisa 11 do time bávaro marcou seu último tento nessa temporada no triunfo por 2-0 sobre o Hertha Berlin fora de casa.
Em 21/05/2016, em confronto válido pela final da Copa da Alemanha, Bayern e Borussia Dortmund empataram em 0-0 no tempo regulamentar e este placar persistiu na prorrogação e com isso, a definição do campeão saiu nos pênaltis, onde Douglas Costa foi o último a cobrar e a converter e sendo assim, definiu o resultado desta disputa: vitória do Bayern nos pênaltis por 4-3.
Em suma, na sua 1ª temporada na Alemanha, Douglas Costa disputou 43 partidas, fez 7 gols e proveu 18 assistências, sendo 9 destas na Bundesliga 2015-16, o que fez dele o 5º jogador com mais assistências no campeonato. Quanto ao Bayern de Munique, além de ter sido campeão da Copa da Alemanha, também foi campeão do Campeonato Alemão, vice-campeão da Supercopa da Alemanha e chegou à semifinal da UEFA Champions League.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
437 18 403408
7 gols dos quais 4 foram pela Bundesliga, 2 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa da Alemanha

2016-17

Após o fim da temporada 2015-16, Pep Guardiola deixou o comando do Bayern para comandar o Manchester City da Inglaterra e com a saída do técnico espanhol, o clube resolveu apostar suas fichas em um técnico italiano, trata-se de Carlo Ancelotti. Como já era de se esperar, o novo treinador fez mudanças no time e dentre estas, deu mais oportunidades a Franck Ribéry do que Douglas Costa.
Devido à uma lesão no tendão, Douglas perdeu alguns jogos do Campeonato Alemão e da Liga dos Campeões e no seu retorno aos gramados, em 22 de outubro de 2016, em jogo da 8ª rodada da Bundesliga, ao qual Ancelotti o escalou como titular e o brasileiro retribuiu essa confiança dada pelo técnico marcando o gol que fechou o placar do jogo; vitória do Bayern de Munique por 2-0 sobre o Borussia Mönchengladbach na Allianz Arena.
Em 23/11/2016, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da Champions League, o camisa 11 do time bávaro marcou seu 2º tento nessa temporada no revés por 3-2 ante o Rostov da Rússia fora de casa.
Em 10/12/2016, em jogo da 14ª rodada da Bundesliga, Douglas Costa entrou em campo aos 32 minutos do segundo tempo no lugar de Ribéry e 9 minutos depois, fez o gol que selou o resultado do jogo; goleada do Bayern por 5-0 sobre o Wolfsburg na Allianz Arena. Na rodada seguinte do campeonato, em 18/12/2016, o camisa 11 do time bávaro marcou o único gol da vitória sobre o Darmstadt fora de casa.

PdGmACACVMj na temporada 2016-17
347 9 201925
7 gols dos quais 4 foram pela Bundesliga, 2 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa da Alemanha
Títulos que conquistou no Bayern de Munique - Bundesliga2015-16 e 2016-17 - Copa da Alemanha2015-16
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores momentos de Douglas Costa com a camisa do Bayern de Munique - Este vídeo foi publicado no YouTube em 11 de julho de 2017por colo99

Juventus

2017-18


PdGmACACVMj na temporada 2017-18
476 13 302912
6 gols dos quais 4 foram pela Serie A e 2 pela Copa da Itália

2018-19


PdGmACACVMj na temporada 2009-10
251 1 21969
Gol marcado na Serie A

2019-20


PdGmACACVMj na temporada 2019-20
293 7 201084
3 gols dos quais 1 foi pela UEFA Champions League, 1 pela Serie A e 1 pela Copa da Itália
Títulos que conquistou na Juventus - Serie A2017-18, 2018-19 e 2019-20 - Copa da Itália2017-18 - Supercopa da Itália2018
- O vídeo abaixo mostra alguns dos melhores lances de Douglas Costa com a camisa da Juventus - Este vídeo foi publicado no YouTube em 23 de agosto de 2020por Real Football

Números de Douglas Costa na Seleção Brasileira

Brasil

Seleções de Base


Seleção Principal


Copa América 2015


PdGmACACVMj
31 0 0075

Copa do Mundo FIFA de 2018


PdGmACACVMj
20 1 0077

Pós-Copa do Mundo


Prêmios individuais - 63º melhor jogador do ano de 2016 (The Guardian) - 74º melhor jogador do ano de 2016 (Marca)

Considerações Finais

O post A Carreira de Douglas Costa em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/35S0npO
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.09.18 07:41 futebolstats A Carreira de Christian Pulisic em Números

Quando cita-se um dos melhores jogadores norte-americanos em destaque no futebol europeu, o nome de Christian Pulisic que atualmente joga pelo Chelsea da Inglaterra e que também joga pela seleção dos Estados Unidos, deve ser levado em conta.
Christian Mate Pulisic nasceu em 18/09/1998 em Hershey, município do estado da Pensilvânia, Estados Unidos. Antes de atuar pelo Chelsea, ele jogou pelo Borussia Dortmund da Alemanha. Porém, o que mais se sabe sobre Pulisic? Quais feitos ele atingiu até aqui? Até onde ele ainda pode chegar?

Juvenil

Apesar de ter nascido em Hershey, Pensilvânia, onde passou a maior parte da sua infância. Kelley e Mark Pulisic – pais de Christian Pulisic – jogavam futebol pela universidade de George Mason. Além disso, o pai de Pulisic também jogou futebol de salão profissional no Harrisburg Heat na década de 1990 e, posteriormente, tornou-se treinador em níveis juvenil e profissional.
Aos 7 anos de idade, Pulisic e a família mudaram-se para a Inglaterra, onde viveram por 1 ano. Quando esteve na Inglaterra, Pulisic jogou pela equipe juvenil do Brackley Town. No ano seguinte, a família Pulisic voltou para os Estados Unidos e assim sendo, o pai de Christian se tornou técnico de um clube de futebol de salão, o Detroit Ignition. Enquanto isso, Christian Pulisic passou a viver em Michigan e com isso, jogou pelo Michigan Rush.
Depois disso, a família voltou para a cidade de Hershey e assim sendo, Pulisic cresceu jogando pelo PA Classics clube local da Academia de Desenvolvimento de Futebol dos EUA (Estados Unidos), e ocasionalmente treinando com o clube profissional local Harrisburg City Islanders, agora conhecido como Penn FC, durante a sua adolescência.

A Carreira de Christian Pulisic em Números

Borussia Dortmund

Categorias de Base

O avô de Pulisic, Mate Pulišić, nasceu na Croácia, na ilha de Olib e assim sendo, Christian se fez valer disso para solicitar a cidadania croata depois de se mudar para a Alemanha, a fim de evitar a necessidade de obter um visto de trabalho alemão.
Em fevereiro de 2015, o Borussia Dortmund – equipe que joga a Bundesliga (1ª divisão do futebol alemão) – contratou Pulisic que tinha apenas 16 anos nessa época, e o clube o designou primeiro para a equipe sub-17 e, no verão do mesmo ano – entre os meses de junho e setembro – o designou para a equipe sub-19. Depois de marcar 10 gols e prover 8 assistências em apenas 15 jogos pelas equipes sub-17 e sub-19 do Borussia Dortmund, Pulisic foi integrado a equipe principal do clube auri-negro após a pausa de inverno da temporada 2015-16.

2015-16

Em janeiro de 2016, enquanto estava treinando com a equipe principal do Borussia Dortmund nas férias de inverno, Pulisic jogou o segundo tempo de 2 amistosos, marcando 1 tento em uma partida e dando passe para gol na outra.
Em 24 de janeiro de 2016, um dia depois de “estrear no banco” do time principal do clube auri-negro, Pulisic jogou os 90 minutos de um amistoso contra o Union Berlim e além disso, fez 1 gol e proveu assistência para um gol.
Em 30/01/2016, em jogo da 19ª rodada da Bundesliga, Thomas Tuchel promoveu a estreia do norte-americano quando o colocou em campo aos 23 minutos da segunda etapa no lugar de Adrián Ramos. Quanto ao jogo, a equipe de Dortmund venceu o Ingolstadt por 2-0.
Em 18/02/2016, no primeiro confronto contra o Porto de Portugal na fase de 16 avos da UEFA Europa League, Pulisic fez a sua estreia em um torneio continental ao substituir Marco Reus aos 42 minutos da segunda etapa. Quanto ao resultado da partida, vitória do Borussia Dortmund por 2-0 no Signal Iduna Park, em Dortmund na Alemanha. Três dias depois, dessa vez em jogo válido pela 22ª rodada do Campeonato Alemão, Pulisic jogou pela primeira vez como titular antes de ser substituído logo após o intervalo de um jogo no qual a equipe auri-negra venceu o Bayer Leverkusen em plena BayArena por 1-0.
Em 10/04/2016, em jogo da 29ª rodada da Bundesliga, pela segunda vez desde que subiu para o time principal do Borussia Dortmund, o norte-americano iniciou entre os titulares no Rieverderby – clássico entre Borussia Dortmund e Schalke 04 -, ficando em campo até os 28 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por İlkay Gündoğan. Quanto ao resultado da partida, empate em 2-2.
Em resposta à atuação de Pulisic contra o Schalke, Thomas Tuchel deu a seguinte declaração: _“Ele é um adolescente e em seu primeiro ano de futebol profissional. Os seus 2 primeiros jogos entre os titulares foram em Leverkusen e aqui hoje em Gelsenkirchen – não é a tarefa mais fácil. Isso mostra a nossa enorme gratidão em vê-lo como jogador em tempo integral em nosso time. Ele foi um valioso substituto contra o Werder Bremen e contra o Liverpool da Inglaterra. Ele parecia muito bem recentemente, o que foi provado hoje. É completamente normal que ele não poderia ter jogado com esse ritmo e essa intensidade por mais de 90 minutos.”_Pulisic marcou o seu primeiro gol como profissional em 17/04/2016 em jogo da 30ª rodada da Bundesliga, ao qual o Borussia Dortmund venceu o Hamburgo por 3-0 e com isso, se tornou o jogador estrangeiro mais jovem a marcar um tento na Bundesliga e além disso, também passou a ser o 4º jogador mais jovem a marcar um gol nessa competição; com apenas 17 anos e 212 dias de idade. Na rodada seguinte do Campeonato Alemão, marcou 1 dos gols do triunfo por 3-0 sobre o Stuttgart fora de casa e com isso, o jovem norte-americano bateu mais um recorde, tornando-se o jogador mais jovem a marcar 2 tentos na Bundesliga. Ainda convém lembrar que na vitória sobre o Stuttgart, ele também recebeu o seu primeiro cartão amarelo como profissional.
Em suma, na sua 1ª temporada como jogador profissional do clube auri-negro, Christian Pulisic disputou 12 partidas e fez 2 gols. Quanto ao Borussia Dortmund, foi o vice-campeão da Bundesliga, terminou em 3º lugar na fase de grupos da Liga dos Campeões e em seguida, chegou até as quartas-de-finais da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
29108101894
Pd* – Partidas disputadas, Gm – Gols marcados, A – Assistências, CA – Cartões amarelos, CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados

2016-17

No primeiro jogo de Pulisic como titular nessa temporada em 14 de setembro de 2016, o camisa 22 da equipe auri-negra deu o passe para Gonzalo Castro marcar o seu único gol na goleada por 6-0 sobre o Legia Varsóvia da Polônia fora de casa e com isso, se tornou o jogador mais jovem da equipe de Dortmund a jogar uma partida de UEFA Champions League (Liga dos Campeões). Três dias depois, em jogo da 3ª rodada da Bundesliga, Pulisic foi escalado entre os titulares novamente e além de marcar o terceiro gol da goleada por 6-0 sobre o Darmstadt, também proveu assistências para 1 dos 2 gols de Gonzalo Castro e para o gol de Emre Mor.
Em 27/09/2016, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da UEFA Champions League, o jovem norte-americano de 18 anos entrou em campo aos 28 minutos do segundo tempo no lugar de Ousmane Dembélé e 14 minutos depois, deu o passe para o gol de André Schürrle evitar a derrota do Borussia Dortmund ante o Real Madrid da Espanha no Signal Iduna Park e assim sendo, as duas equipes ficaram no empate (2-2).
Em 22/10/2016, em jogo da 8ª rodada da Bundesliga, Pulisic entrou em campo no lugar de Ju-ho Park logo após o intervalo e além de marcar 1 dos gols da equipe de Dortmund no empate em 3-3 com o Ingolstadt, também contribuiu com assistência para o gol de Adrián Ramos.
Em 23 de janeiro de 2017, Pulisic assinou um novo contrato com o Borussia Dortmund no qual ele estendeu o seu vínculo com o clube até o ano de 2020.
Em 04/03/2017, em jogo da 23ª rodada da Bundesliga, o camisa 22 da equipe auri-negra marcou o quarto gol da goleada por 6-2 sobre o Bayer Leverkusen e além de ter feito 1 gol, deu o passe para Raphäel Guerreiro fazer o dele nessa partida. Quatro dias depois, o jovem norte-americano marcou o seu primeiro tento em um jogo de Liga dos Campeões, ao qual o Borussia Dortmund venceu o Benfica de Portugal no Signal Iduna Park por 4-0 em partida válida pelas oitavas-de-finais desse torneio e além do gol marcado, deu o passe para 1 dos 3 gols de Pierre-Emerick Aubameyang. Como a equipe de Dortmund havia perdido o primeiro confronto fora de casa por 1-0, o time alemão se classificou para a fase seguinte. Posteriormente, o BVB – Borussia Dortmund – foi eliminado pelo Monaco nas quartas-de-finais.
Em 14/03/2017, em confronto válido pelas quartas-de-finais da Copa da Alemanha, Pulisic marcou o seu 5º e último tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Sportfreunde Lotte e com isso, o Borussia Dortmund seguiu adiante nessa competição.
Em 27/05/2017, em partida válida pela final da Copa da Alemanha, o camisa 22 entrou em campo no lugar de Marco Reus após o intervalo e deu o passe para Aubameyang marcar o gol dele no triunfo por 2-1 sobre o Eintracht Frankfurt e com isso, pela 4ª vez na sua história, o BVB se sagrou campeão de uma edição da DFB Pokal (Copa da Alemanha).
Em suma, na sua 2ª temporada no clube auri-negro, Christian Pulisic disputou 43 partidas, fez 5 gols e proveu 13 assistências. Quanto ao Borussia Dortmund, além de se sagrar campeão da Copa da Alemanha, terminou o Campeonato Alemão em 3º lugar e chegou até as quartas de final da Liga dos Campeões.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
43513202323
5 gols dos quais 3 foram pela Bundesliga, 1 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa da Alemanha

2017-18

Após o fim da temporada 2016-17, Thomas Tuchel deixou o comando do Borussia Dortmund para ser o técnico do Paris Saint-Germain da França e para o lugar de Tuchel, o BVB apostou as suas fichas em Peter Bosz e na estreia do novo treinador em 5 de agosto de 2017, escalou Pulisic entre os titulares e mesmo com o norte-americano não decepcionou e fez 1 dos gols do Borussia Dortmund no empate em 2-2 com o Bayern de Munique na decisão da Supercopa da Alemanha, porém com a persistência desse empate, as duas equipes tiveram de decidir o título nos pênaltis onde o Bayern levou a melhor e venceu por 5-4 e com isso, o Borussia Dortmund teve de se contentar em ser o vice-campeão da Supercopa da Alemanha de 2017.
Em 19/08/2017, o Borussia Dortmund estreou nessa edição da Bundesliga com uma vitória por 3-0 sobre o Wolfsburg em plena Arena Volkswagen e um dos autores dos 3 gols foi o camisa 22 e além do gol marcado nessa partida, também contribuiu com assistência para o gol de Aubameyang.
Em 20/09/2017, em jogo da 5ª rodada da Bundesliga, o jovem norte-americano de 19 anos recém-completados marcou o seu 3º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Hamburgo fora de casa.
Após a derrota por 2-1 ante o Werder Bremen em pleno Signal Iduna Park, chegou-se a um consenso no clube que Peter Bosz não devia permanecer no comando e com a sua saída, em 10/12/2017, Peter Stöger foi anunciado como o novo treinador do Borussia Dortmund.
Em 16/12/2017, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Alemão, Pulisic marcou o segundo gol da vitória por 2-1 sobre o Hoffenheim.
Em 8 de abril de 2018, em jogo da 29ª rodada da Bundesliga, o jovem norte-americano marcou o seu 5º e último tento nessa temporada no triunfo por 3-0 sobre o Stuttgart.
Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa do BVB, Christian Pulisic disputou 42 jogos, fez 5 gols e proveu 7 assistências. Quanto ao Borussia Dortmund, além de ser o vice-campeão da Supercopa da Alemanha de 2017, terminou o Campeonato Alemão em 4º lugar, chegou até as oitavas de final da Copa da Alemanha, terminou em 3º lugar na fase de grupos da UEFA Champions League e posteriormente, foi eliminado nas oitavas de final da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2017-18
4257103038
5 gols dos quais 4 foram pela Bundesliga e 1 pela Supercopa da Alemanha

2018-19

Após o término da temporada 2017-18, Peter Stöger deixou o comando dos Schwarzgelben – Borussia Dortmund – e para o seu lugar, o clube resolveu apostar as suas fichas em Lucien Favre e sob o comando do novo treinador, em 26 de agosto de 2018, na estreia do Borussia Dortmund na Bundesliga 2018-19, Pulisic iniciou a partida entre os titulares. Quanto ao resultado do jogo, vitória por 4-1 sobre o RB Leipzig.
Em 18/09/2018, na estreia do Borussia Dortmund na fase de grupos da UEFA Champions League 2018-19, o camisa 22 celebrou o seu 20º aniversário marcando o único gol da vitória sobre o Club Brugge da Bélgica fora de casa. Quatro dias depois, mas desta vez em partida válida pela 4ª rodada da Bundesliga, o jovem norte-americano marcou o gol da equipe de Dortmund no empate em 1-1 com o Hoffenheim fora de casa.
Após o gol diante do Hoffenheim na 4ª rodada do Campeonato Alemão, Pulisic só voltou a balançar as redes em 31/10/2018 na vitória por 3-2 na prorrogação sobre o Union Berlin na 2ª fase da Copa da Alemanha.
Devido à preferência de Favre por Jadon Sancho, o camisa 22 passou a ficar mais no banco, apesar de ter sido o titular do time em 5 partidas do time na Liga dos Campeões e assim sendo, começou a circular rumores na mídia de que Pulisic queria se transferir para um outro clube e ainda é importante lembrar que o próprio jogador norte-americano expressou publicamente o seu desejo de “jogar em um clube da Premier League (Campeonato Inglês)”.
No início do mês de janeiro de 2019, o Chelsea da Inglaterra fez uma oferta de 64 milhões de euros (o equivalente a 288,3 milhões de reais) por ele e adquiriu os direitos de transferência do jovem jogador norte-americano, que permaneceu até o final da temporada emprestado ao time do Borussia Dortmund.
Em 4 de maio de 2019, em jogo da 32ª rodada da Bundesliga, o camisa 22 da equipe de Dortmund jogou como titular e marcou o primeiro gol do seu time no empate em 2-2 com o Werder Bremen fora de casa. Na rodada seguinte, em 11/05/2019, o norte-americano marcou o seu último tento com a camisa do Borussia Dortmund na vitória por 3-2 sobre o Fortuna Dusseldörf no Signal Iduna Park.
Em suma, na sua última temporada com a camisa do clube auri-negro, Christian Pulisic disputou 30 partidas, fez 7 gols e proveu 6 assistências. Quanto ao Borussia Dortmund, foi o vice-campeão da Bundesliga 2018-19 e chegou até as oitavas-de-finais da Copa da Alemanha e da UEFA Champions League.
PdGmACACVMj na temporada 2018-19
3076201701
7 gols dos quais 4 foram pela Bundesliga, 2 pela Copa da Alemanha e 1 pela UEFA Champions League
Títulos que conquistou no Borussia Dortmund - Copa da Alemanha2016-17
- O vídeo abaixo mostra todos os gols que Pulisic marcou com a camisa do Borussia Dortmund - Este vídeo foi publicado no YouTube há 4 meses atrás por CDNC22

Chelsea

2019-20

Christian Pulisic sendo apresentado como o mais novo reforço do ChelseaEm 2 de janeiro de 2019, Pulisic assinou com o Chelsea da Inglaterra por uma taxa de 64 milhões de euros, em um acordo que o levou a ficar no Borussia Dortmund até o fim da temporada 2018-19. Essa transferência fez de Pulisic o jogador estadunidense mais caro e além disso, a segunda venda mais cara de todos os tempos do clube alemão, atrás apenas de Ousmane Dembélé. Após a sua chegada em julho desse ano (2019), ele falou de seu desejo de repetir as atuações de Eden Hazard e descreveu o atacante belga como um ídolo do futebol. Ainda convém lembrar que Pulisic “abriu mão das férias” após o término da temporada para impressionar Frank Lampard, o atual treinador dos Blues (Chelsea).
Em 11/08/2019, na estreia do Chelsea na atual edição da Premier League, Lampard colocou o norte-americano em campo aos 13 minutos do segundo tempo no lugar de Ross Barkley, mas mesmo com esta e mais outras alterações, os Blues estrearam com uma derrota por 4-0 ante o Manchester United no Old Trafford (estádio do Manchester United). Três dias depois, o Chelsea decidiu o título da Supercopa da UEFA de 2019 contra o Liverpool e diferentemente do jogo anterior, desta vez Pulisic iniciou entre os titulares e deu o passe para Olivier Giroud marcar o primeiro gol dos Blues no empate em 2-2 com os Reds (Liverpool) e com a persistência do empate, o campeão foi conhecido nos pênaltis; vitória dos Reds por 5-4 na disputa por pênaltis.
Pela 10ª rodada do Campeonato Inglês, em 26/10/2019, Pulisic marcou seus primeiros gols com a camisa do Chelsea na vitória por 4-2 sobre o Burnley. O hat-trick – ocorre quando um jogador faz 3 ou mais gols numa mesma partida – foi o primeiro de sua carreira e ele se tornou o segundo jogador estadunidense a conquistar este feito na Premier League depois de Clint Dempsey pelo Fulham em 2012, além disso, também se tornou o jogador mais jovem dos Blues a marcar um hat-trick. Ele também se tornou o primeiro jogador do Chelsea a marcar 3 gols numa partida desde Didier Drogba em 2010. Pulisic marcou gols nas duas rodadas seguintes da Premier League, uma vitória por 2-1 fora de casa contra o Watford e uma vitória por 2-0 no Stamford Bridge sobre o Crystal Palace.
Em 27/11/2019, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Champions League, o estadunidense marcou seu primeiro tento pelo clube nesse torneio no empate em 2-2 com o Valencia da Espanha fora de casa.
Após a 29ª rodada da Premier League, em 8 de março de 2020, devido à pandemia do COVID-19 (Novo Coronavírus), o Campeonato Inglês e a maioria dos campeonatos ao redor do mundo foram paralisados e já recuperado de uma lesão que sofrerá no mês de janeiro, em 21/06/2020, em jogo da 30ª rodada da Premier League, Pulisic entrou em campo aos 10 minutos da segunda etapa no lugar de Ruben Loftus-Cheek e 5 minutos depois, fez o primeiro gol da vitória por 2-1 sobre o Aston Villa. Na rodada seguinte do campeonato nacional, o camisa 22 dos Blues – Pulisic – marcou o primeiro gol da vitória por 2-1 sobre o Manchester City, um resultado que acabou de uma vez por todas com as chances do City na disputa pelo título e confirmou o Liverpool como campeão da Premier League.
Em 01/08/2020, em confronto válido pela final da Copa da Inglaterra, Pulisic inaugurou o placar do jogo, no entanto o Chelsea levou a virada e perdeu por 2-1 para o Arsenal. Apesar de ter se tornado o primeiro jogador estadunidense a marcar na final da competição, mas foi substituído no início do segundo tempo após sofrer uma lesão no tendão.
Em agosto de 2020, Pulisic foi nomeado para a lista de 8 jogadores para o Prêmio de Jogador Jovem da Temporada inaugural da Premier League, que acabou sendo concedido a Trent Alexander-Arnold do Liverpool.
Em suma, na sua 1ª temporada na Inglaterra, Christian Pulisic disputou 34 jogos, fez 11 gols e proveu 10 assistências. Quanto ao Chelsea, além de ter sido vice-campeão da Supercopa da UEFA e da Copa da Inglaterra, terminou em 4º lugar no Campeonato Inglês e foi eliminado nas oitavas-de-finais da UEFA Champions League e da Copa da Liga Inglesa.
PdGmACACVMj na temporada 2019-20
341110002348
11 gols dos quais 9 foram pela Premier League, 1 pela UEFA Champions League e 1 pela Copa da Inglaterra

Números de Pulisic na Seleção Norte-Americana

Estados Unidos

Seleções de Base

Assim como muitos outros grandes jogadores, Pulisic também atuou pelas seleções de base do seu país, no caso jogou pelas seleções sub-15 e sub-17 dos Estados Unidos. Ainda é importante mencionar que ele foi o capitão da seleção norte-americana na Copa do Mundo FIFA Sub-17 de 2015 no Chile, onde marcou 1 tento e proveu uma assistência em 3 jogos. Pulisic fez 20 gols em 34 jogos pela seleção sub-17 dos Estados Unidos durante o seu ciclo de 2 anos com o time.

Seleção Principal

Em 27 de março de 2016, Pulisic foi convocado pelo técnico Jürgen Klinsmann para um jogo de Eliminatória da Copa do Mundo FIFA de 2018 contra a Guatemala. Dois dias depois – em 29/03/2018 -, ele fez a sua estreia na seleção principal dos Estados Unidos em uma partida na qual os EUA venceram a Guatemala por 4-0 no Mapfre Stadium, em Columbus, Ohio. Pulisic entrou em campo aos 36 minutos da segunda etapa no lugar de Graham Zusi. Ainda convém lembrar que Christian Pulisic se tornou o americano mais jovem a jogar uma partida de Eliminatória de Copa do Mundo, mas antes disso, também era elegível para jogar pela seleção da Croácia, mas se recusou a fazê-lo.

Copa América Centenário 2016

Em 21/05/2016, Klinsmann anunciou a lista dos 23 jogadores que iriam disputar a Copa América Centenário e o nome de Pulisic estava nessa lista e uma semana depois – em 29/05/2016 -, em um amistoso contra a Bolívia, ele se tornou o jogador mais jovem a marcar um tento pela seleção estadunidense; entrou em campo aos 18 minutos da segunda etapa no lugar de Gyasi Zardes e 6 minutos depois, marcou o 4º e último gols dos Estados Unidos na goleada por 4-0 sobre a seleção boliviana.
Em 04/06/2016, o Estados Unidos estreou na fase de grupos dessa edição comemorativa da Copa América com uma derrota por 2-0 ante a Colômbia. Pulisic jogou os últimos 25 minutos dessa partida. Na rodada seguinte, Pulisic viu do banco a seleção estadunidense vencer a Costa Rica por 4-0 e por fim, ele viu do banco novamente o Estados Unidos vencer o Paraguai por 1-0 e com isso, os norte-americanos se classificaram para a fase de mata-mata da Copa América Centenário 2016.
Nas quartas-de-finais, o Estados Unidos enfrentou o Equador e venceu por 2-1 sem Pulisic. Na fase seguinte – semifinal -, a seleção estadunidense enfrentou a Argentina e mesmo substituindo Chris Wondolowski logo após o intervalo, a joia do Borussia Dortmund nada pôde fazer e com isso, os Estados Unidos perderam por 4-0 e com isso, teve de se contentar com a disputa do 3º lugar da Copa América Centenário 2016.
Na disputa do 3º lugar, o Estados Unidos enfrentou a Colômbia e perdeu por 1-0. Pulisic jogou os últimos 16 minutos dessa partida. Além disso, esta foi a última vez que Klinsmann comando a seleção norte-americana e com a sua saída, quem assumiu o comando dessa seleção foi Bruce Arena.
PdGmACACVMj
3000085

Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018

Em 02/09/2016, em um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018, Pulisic marcou 2 gols na goleada por 6-0 sobre São Vicente e Granadinas e além dos 2 tentos, deu o passe para o gol de Sacha Kljestan e com isso, Pulisic se tornou o jogador mais jovem a fazer um gol com a camisa da seleção norte-americana em uma partida das Eliminatórias de Copa do Mundo. No jogo seguinte diante de Trinidad e Tobago, Klinsmann escalou Pulisic entre os titulares e assim sendo, o jovem jogador do Borussia Dortmund se tornou o norte-americano mais jovem a ser escalado como titular em uma partida das Eliminatórias da Copa do Mundo. Quanto ao resultado desse jogo, goleada por 4-0 sobre a seleção trinitária.
Em 25 de março de 2017, em mais um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018, Pulisic teve uma grande atuação na goleada por 6-0 sobre o Honduras, ao qual marcou 1 tento e proveu assistências para o gol de Sebastian Lletget e para 2 dos 3 gols de Clint Dempsey nessa partida.
Em 08/06/2017, em outro jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, Pulisic marcou os gols do triunfo por 2-0 sobre Trinidad e Tobago. Posteriormente, a seleção dos Estados Unidos disputou a Copa Ouro de 2017 e mesmo sem Christian Pulisic que estava se recuperando de uma lesão, foi a campeã desse torneio ao bater a Jamaica por 2-1 na final em 27/07/2017. Ainda convém lembrar que mesmo com a conquista do título, Bruce Arena não continuou no cargo de treinador da seleção estadunidense e a “bola da vez” era Dave Sarachan.
Nas duas últimas partidas do hexagonal final que é a última fase das Eliminatórias da Copa do Mundo da CONCACAF – Confederação de futebol responsável pelas seleções da América Central e da América do Norte -, Pulisic marcou 2 gols em cada jogo; gol e assistência na goleada por 4-0 sobre Panamá e o único gol dos Estados Unidos na derrota por 2-1 ante Trinidad e Tobago. Apesar de ter sido o artilheiro do Hexagonal Final, não houve o que comemorar, pois a seleção norte-americana terminou em 5º lugar e com isso, estava fora da Copa do Mundo FIFA de 2018 na Rússia.

Copa Ouro 2019

Em 20 de novembro de 2018, em um amistoso contra a Itália, pela primeira vez desde que passou a atuar pela seleção estadunidense, Pulisic capitaneou o time e apesar da derrota por 1-0 para os italianos, o até então camisa 22 do Borussia Dortmund se tornou o jogador mais jovem a ser o capitão dos Estados Unidos; 20 anos e 63 dias de idade.
A derrota para a seleção italiana causou a demissão de Dave Sarachan e com isso, quem assumiu o comando do time foi Gregg Berhalter e mesmo com a ausência de Pulisic nos amistosos contra Panamá e Costa Rica, a seleção estadunidense venceu os 2 jogos; por 3-0 e 2-0 respectivamente.
Em maio desse ano (2019), Berhalter anunciou a lista final de 23 jogadores convocados para a disputa da Copa Ouro 2019 que realizar-se-ia em 3 países, fase inicial da competição seria sediada na Costa Rica e na Jamaica e posteriormente, os Estados Unidos sediariam a fase final do torneio.
Em 19/06/2019, o Estados Unidos fez a sua estreia nessa edição da Copa Ouro com uma vitória por 4-0 sobre a Guiana. No jogo seguinte, o novo camisa 10 da seleção norte-americana – Christian Pulisic – foi um dos destaques da goleada por 6-0 sobre Trinidad e Tobago ao marcar 1 dos 6 tentos do time e além do gol marcado, proveu assistências para 1 dos 2 gols de Aaron Long e para 1 dos 2 gols de Gyasi Zardes. Por fim, na última rodada da fase de grupos da Copa Ouro 2019, com a vaga para a fase seguinte assegurada, Berhalter optou por descansar alguns atletas, dentre eles, Pulisic que jogou os últimos 25 minutos da vitória por 1-0 sobre o Panamá.
Nas quartas-de-finais, o Estados Unidos enfrentou a seleção de Curação e venceu por 1-0. Pulisic foi o autor da assistência para o gol de Weston McKennie.
Na semifinal, a seleção norte-americana enfrentou a Jamaica e com um doblete – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – do camisa 10, venceu a Jamaica por 3-1 e com este triunfo, os Estados Unidos se classificaram para a final da Copa Ouro 2019.
Na final, o Estados Unidos enfrentou o México no Soldier Field, em Chicago e com um gol de Jonathan dos Santos, a Seleção Mexicana venceu a partida e pela 8ª vez, se sagrou campeã de uma edição da Copa Ouro.
PdGmACACVMj
63300447

Liga das Nações da CONCACAF 2019-20

Na estreia dos Estados Unidos na fase de grupos desta competição recém-criada em 12 de outubro de 2019, Pulisic marcou de pênalti o último gol da goleada por 7-0 sobre Cuba. Na rodada seguinte da fase de grupos, o camisa 10 e capitão da Seleção Estadunidense jogou o primeiro tempo e parte do segundo no revés por 2-0 ante o Canadá.
Com um total de 9 pontos somados em 4 partidas – 3 vitórias e uma derrota -, os Estados Unidos terminaram na liderança do grupo A e sendo assim se classificaram para a fase de mata-mata desta competição. Devido à pandemia do Novo Coronavírus, esse torneio está momentaneamente suspenso.
PdGmACACVMj
21000128
- O vídeo abaixo mostra 9 dos 14 gols de Pulisic com a camisa da Seleção Estadunidense - Este vídeo foi publicado no YouTube há 2 anos atrás por US Soccer Hub

TOTAL

PdGmACACVMj
341410002262
Prêmios individuais - 50 jovens promessas do futebol mundial de 2015 - Seleção das revelações da UEFA Champions Leagueem 2016 - 15º melhor jogador sub-21 de 2016 (FourFourTwo) - 4º melhor jovem do ano de 2017 (FourFourTwo)

Considerações Finais

Com base em todos os números apresentados até aqui pode-se concluir que Christian Pulisic é um dos “famosos camisa 10 do futuro”. O seu baixo centro de gravidade permite-lhe driblar em alta velocidade e devido a isso, é capaz de chegar a área para concluir a gol e/ou para deixar os companheiros em condições de fazer gols.
E para vocês? Pulisic irá se adaptar ao Chelsea? Ele será um dos melhores meio-campistas em breve?
O post A Carreira de Christian Pulisic em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/30QbhX8
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.09.09 04:41 futebolstats A Carreira de Bruno Fernandes em Números

Quando cita-se um dos melhores meias da atualidade, o nome de Bruno Fernandes que atualmente atua pelo Manchester United da Inglaterra e pela Seleção Portuguesa, deve ser levado em conta.
Bruno Miguel Borges Fernandes nasceu em 08/09/1994 em Maia, Portugal. Apesar de ser português, Bruno Fernandes iniciou sua carreira como profissional fora de seu país, no Novara que na época jogava na 2ª divisão do futebol italiano. Porém, o que mais se sabe sobre Bruno Fernandes? Por quais clubes atuou até aqui? Quais feitos atingiu ao longo de sua carreira?

Juvenil

Nascido em Maia, região metropolitana de Porto, Bruno Fernandes é o filho caçula, Ricardo é o irmão mais velho. Sabe-se que Bruno tinha o mesmo sonho de muitas crianças, tornar-se jogador de futebol, mas o curioso disso é que para ele, não havia “plano B”. Aos 8 anos de idade – no ano de 2002 -, Bruno deu o primeiro passo para a concretização de seu sonho, ingressou nas categorias de base do Infesta, clube da cidade de São Mamede de Infesta, concelho de Matosinhos, distrito de Porto.
Aos 11 anos de idade, ingressou nas categorias de base do Boavista e assim que passou a jogar por este clube, Bruno abandonou a escola. Posteriormente, foi emprestado para o Pasteleira e depois de atuar nesse clube, voltou a atuar pelo Boavista, clube pelo qual aperfeiçoou suas habilidades que são características do seu estilo atual de jogo.
Em 2012, surgiu a proposta para jogar num clube de outro país e Bruno Fernandes aceitou o desafio de jogar por uma equipe do futebol italiano.

A Carreira de Bruno Fernandes em Números

Novara

Categorias de Base

Em 27 de agosto de 2012, Bruno Fernandes foi anunciado como novo reforço do Novara Calcio, clube que é popularmente conhecido como Novara. Estima-se que o clube italiano tenha desembolsado 40 mil euros (cerca de 250 mil reais) para ter o jovem meia português em seu plantel. Não demorou muito para Bruno ser promovido ao time principal da equipe italiana, porém passou por muitas dificuldades no novo clube, tais como o idioma, saudades de casa e em decorrência destes e de outros fatores, Bruno Fernandes quase desistiu de se tornar jogador profissional de futebol. No entanto, mais tarde, graças a intervenções de amigos e familiares, particularmente da ida de sua namorada para a Itália, deu forças para Bruno seguir adiante.
Antes de estrear profissionalmente, Bruno Fernandes jogou algumas partidas da Primavera A (Campeonato Italiano Sub-19) e logo na sua estreia, marcou um dos gols da vitória por 2-1 sobre o Livorno. Em 27/10/2012, Bruno marcou os gols do triunfo por 2-1 sobre o Cagliari e pouco tempo depois, passou a treinar com o time principal do Novara.

2012-13

Em 3 de novembro de 2012, em jogo da 13ª rodada da Serie B (2ª divisão do futebol italiano), Giacomo Gattuso – até então técnico do Novara – promoveu a estreia de Bruno como profissional quando o colocou em campo aos 32 minutos da segunda etapa no lugar de Simone Pesce, mas no seu primeiro jogo como profissional, os “azzurri” – Novara – perderam para o Cittadella por 1-0. Duas semanas depois, o clube anunciou que Alfredo Aglietti seria o novo treinador do clube, pois até então, Giacomo Gattuso só estava comandando o time até a contratação de um novo técnico e com isso, voltou a comandar as equipes de base do clube.
Em 26 de janeiro de 2013, em jogo da 23ª rodada da Serie B, Alfredo Aglietti promoveu a estreia de Bruno Fernandes como titular e no seu primeiro jogo entre os titulares, o Novara venceu o Empoli por 2-0.
Em 22/02/2013, em partida válida pela 27ª rodada da 2ª divisão do Campeonato Italiano, o jovem meia português marcou seu primeiro gol como profissional na goleada por 6-0 sobre o Spezia Calcio. Na rodada seguinte do campeonato, em 26/02/2013, o camisa 32 dos “Azzurri” – Bruno Fernandes – marcou o único gol da equipe no empate em 1-1 com o Ternana.
Em 28/03/2013, em jogo da 34ª rodada da Serie B, Bruno Fernandes saiu do banco para substituir Daniele Buzzegoli aos 24 minutos da segunda etapa e antes do fim da partida, fez 1 gol e proveu assistência para o gol de Pablo González na goleada por 6-2 sobre o Cittadella. Na rodada seguinte da 2ª divisão do futebol italiano, em 06/04/2013, o camisa 32 dos “Azzurri” marcou seu 4º e último tento nessa temporada no triunfo por 3-2 sobre o Sassuolo no Silvio Piola (estádio do Novara).
Com o término da fase dos pontos corridos desta edição da Serie B, o Novara terminou em 5º lugar e com isso, disputou a fase de play-off para a Serie A (1ª divisão do futebol italiano), contudo teria de passar pelo Empoli e com um empate em 1-1 no primeiro confronto e um revés por 4-1 no segundo confronto, o Novara não obteve o acesso para a Serie A.
PdGmACACVMj na temporada 2012-13
297 2 401949
Pd – Partidas disputadas; Gm – Gols marcados; A – Assistências; CA – Cartões amarelos; CV – Cartões vermelhos e Mj* – Minutos jogados

Udinese

2013-14

Na janela de transferências de verão – julho de 2013 -, a Udinese anunciou a contratação de Bruno Fernandes. O clube que disputa a 1ª divisão do futebol italiano desembolsou 2,5 milhões de euros (cerca de 15,6 milhões de reais) para contar com o futebol do jovem meio-campista português.
Assim como ocorreu quando atuava pelo Novara, Bruno Fernandes começou atuando pela equipe sub-19 da Udinese, onde fez 1 gol em 3 partidas disputadas. As atuações de Bruno Fernandes pela equipe sub-19 da Udinese fez com que Francesco Guidolin – técnico do time principal da Udinese nessa época – o integrasse ao elenco principal do clube e com isso, em 3 de novembro de 2013, o português fez a sua estreia pelo novo clube quando entrou no lugar de Roberto Pereyra aos 12 minutos do segundo tempo. Contudo, os Friulianos – Udinese – perderam para a Internazionale por 3-0 na estreia de Bruno Fernandes. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 09/11/2013, o jovem meia de 19 anos fez a sua estreia como titular no revés por 1-0 ante o Catania.
Em 07/12/2013, em jogo da 15ª rodada da Serie A, Bruno Fernandes marcou seu primeiro tento pelo novo clube no empate em 3-3 com o Napoli. Além do tento marcado, também proveu assistência para o gol de Thomas Heurtaux.
Em 8 de fevereiro de 2014, em partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Italiano, o jovem meia português entrou em campo aos 22 minutos da segunda etapa no lugar de Maicosuel e 7 minutos depois, marcou seu 2º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Chievo no Stadio Friuli (estádio da Udinese). Além de ter feito 1 gol, também contribuiu com assistência para o gol de Emmanuel Badu. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 16/02/2014, atuou como titular e fez o segundo gol dos Friulianos no empate em 3-3 com o Genoa fora de casa.
Em 19/04/2014, em jogo da 34ª rodada da Serie A, Bruno Fernandes marcou seu 4º e último tento nessa temporada e sendo assim, a Udinese empatou em 1-1 com o Napoli no Stadio Friuli.
Em suma, na sua 1ª temporada com a camisa dos “Friulianos”, Bruno Fernandes disputou 28 partidas, fez 4 gols e proveu 6 assistências. Quanto a Udinese, terminou em 13º no Campeonato Italiano, chegou à semifinal da Copa da Itália e caiu na fase pré-eliminatória da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2013-14
326 6 602071
6 gols dos quais 4 foram pela Serie A, 1 na Fase Final da Primavera B e 1 na Coppa Primavera

2014-15

Após o fim da temporada 2013-14, Francesco Guidolin não teve seu contrato ampliado e com isso, a Udinese resolveu apostar suas fichas em Andrea Stramaccioni.
Depois de iniciar as duas primeiras rodadas da Seria A saindo do banco e entrando no decorrer dos jogos, em 21 de setembro de 2014, confronto válido pela 3ª rodada do campeonato nacional, Bruno Fernandes atuou como titular na vitória por 1-0 sobre o Napoli no Stadio Friuli.
Em 05/10/2014, em jogo da 6ª rodada da Serie A, o jovem meia português marcou seu primeiro tento nessa temporada no empate em 1-1 com o Cesena no Stadio Friuli.
Pelo confronto da 4ª fase da Copa da Itália em 03/12/2014, Bruno Fernandes marcou seu 2º tento nessa temporada no triunfo por 4-2 sobre o Cesena na prorrogação. Além do tento marcado, Bruno também contribuiu com assistência para o gol de Allan. Na fase seguinte, a Udinese foi eliminada pelo Napoli nos pênaltis. Quatro dias após a vitória sobr, desta vez em jogo válido pela 14ª rodada da Serie A, o camisa 8 da Udinese – Bruno Fernandes – marcou o primeiro gol do triunfo por 2-1 sobre a Internazionale em pleno Giuseppe Meazza.
Em 31 de maio de 2015, em partida válida pela última rodada (38ª) desta edição do Campeonato Italiano, o português encerrou essa temporada com 1 gol e assistência para o tento marcado por Rodrigo Aguirre no revés por 4-3 ante o Cagliari fora de casa. Porém, também é importante mencionar que fez um gol contra nesse jogo.
Em suma, na sua 2ª temporada com a camisa dos “Friulianos”, Bruno Fernandes disputou 34 partidas, fez 4 gols e proveu 3 assistências. Quanto a Udinese, terminou em 16º lugar no Campeonato Italiano, duas posições acima da zona do rebaixamento, e chegou às oitavas de final da Copa da Itália.
PdGmACACVMj na temporada 2014-15
344 3 601888
4 gols dos quais 3 foram pela Serie A e 1 pela Copa da Itália

2015-16

Após o fim da temporada 2014-15, Andrea Stramaccioni não permaneceu como treinador da Udinese e com a saída deste técnico, o clube resolveu apostar suas fichas em Stefano Colantuono.
Na estreia da Udinese nessa edição da Serie A em 23 de agosto de 2015, contando com Bruno Fernandes como titular, os Friulianos venceram a Juventus – atual campeã italiana – por 1-0 em pleno Allianz Stadium.
Em 22/09/2015, em jogo da 5ª rodada da Serie A, o português recebeu o seu primeiro cartão vermelho da carreira no revés por 3-2 ante o Milan no Stadio Friuli.
Em 13 de março de 2016, em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Italiano, o camisa 8 da Udinese marcou seu primeiro tento nessa temporada na derrota por 2-1 diante da Roma no Stadio Friuli. Esse revés custou a demissão de Stefano Colantuono e com isso, o clube contratou Luigi De Canio para comandar o time nesse restante de temporada.
Pela 31ª rodada da Serie A, em 03/04/2016, o português marcou seus 2 últimos tentos nessa temporada no triunfo por 3-1 sobre o Napoli no Stadio Friuli.
Em suma, na sua última temporada com a camisa dos “Friulianos”, Bruno Fernandes disputou 33 partidas, fez 3 gols e proveu 4 assistências. Quanto a Udinese, terminou em 17º lugar no Campeonato Italiano, apenas uma posição acima da zona de rebaixamento, e chegou às oitavas de final da Copa da Itália.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
333 4 912300
Gols marcados na Serie A

Sampdoria

2016-17

Bruno Fernandes sendo apresentado como novo reforço da Unione Calcio SampdoriaEm 16 de agosto de 2016, a Udinese fez um empréstimo caro (1 milhão de euros) com uma obrigação de resgate financeiro em 6 milhões de euros (cerca de 37,5 milhões de reais) para a Sampdoria, onde lhe foi dado a camisa de número 10.
Em 28/08/2016, em jogo da 2ª rodada da Serie A, Marco Giampaolo – técnico da Sampdoria nessa época – promoveu a estreia de Bruno Fernandes quando o colocou em campo aos 39 minutos do segundo tempo no lugar de Édgar Barreto na vitória por 2-1 sobre a Atalanta no Luigi Ferraris (estádio da Sampdoria).
Pela 6ª rodada da Serie A em 26/09/2016, o jovem meia português entrou em campo aos 35 minutos da segunda etapa no lugar de Dennis Praet e 6 minutos depois, fez seu primeiro gol com a camisa da Samp, mas ainda assim, derrota por 2-1 ante o Cagliari fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato nacional, em 29/09/2016, o novo camisa 10 da Samp entrou em campo aos 19 minutos do segundo tempo no lugar de Karol Linetty e no apagar das luzes, fez o gol que evitou a derrota para o Palermo no Luigi Ferraris. Em outras palavras, as duas equipes empataram em 1-1.
Em 22/10/2016, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Italiano, Marco Giampaolo escalou Bruno Fernandes pela primeira vez entre os titulares e na sua estreia como titular, a Samp venceu o “Derby della Lanterna” – nome dado ao clássico entre Genoa e Sampdoria – por 2-1. Posteriormente, o jovem meia português voltou a ser reserva depois de 3 jogos.
Em 27/11/2016, em jogo da 14ª rodada da Serie A, o português entrou em campo aos 7 minutos do segundo tempo no lugar de Ricardo Álvarez e 20 minutos depois, fez o gol do time no empate em 1-1 com o Crotone fora de casa. Ora reserva, ora titular, Bruno Fernandes estava cavando o seu espaço entre os titulares.
Após o gol marcado contra o Crotone, Bruno Fernandes passou por um “jejum de gols”, ao qual pôs um fim em 4 de março de 2017 em jogo da 27ª rodada da Serie A, ao qual a Sampdoria venceu o Pescara por 3-1. Além de ter feito 1 gol, o português também proveu assistências para os gols de Fabio Quagliarella e de Patrik Schick.
Pela partida da 31ª rodada do Campeonato Italiano, em 09/04/2017, o camisa 10 da Samp marcou seu 5º e último tento nessa temporada no empate em 2-2 com a Fiorentina no Luigi Ferraris.
Em suma, na sua 1ª e única temporada com a camisa da Samp, Bruno Fernandes disputou 35 partidas, fez 5 gols e proveu 3 assistências. Quanto a Sampdoria, terminou em 10º lugar no Campeonato Italiano e chegou às oitavas de final da Copa da Itália.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
355 3 201845
Gols marcados na Serie A

Sporting

2017-18


PdGmACACVMj na temporada 2017-18
5616 20 1204707
16 gols dos quais 11 foram pela Primeira Liga, 3 pela UEFA Europa League, 1 pela UEFA Champions League e 1 pela Taça de Portugal

2018-19


PdGmACACVMj na temporada 2018-19
5332 18 1604688
32 gols dos quais 20 foram pela Primeira Liga, 6 pela Taça de Portugal, 3 pela UEFA Europa League e 3 pela Taça da Liga

2019-20


PdGmACACVMj na temporada 2019-20
2815 14 1212474
15 gols dos quais 8 foram pela Primeira Liga, 5 pela UEFA Europa League e 2 pela Taça da Liga
Títulos que conquistou no Sporting - Taça da Liga: 2017-18 e 2018-19 - Taça de Portugal: 2018-19
- O vídeo abaixo mostra todos os gols que Bruno Fernandes marcou com a camisa do Sporting - Este vídeo foi publicado no YouTube em 1º de fevereiro de 2020por FOOTBALL GURUS

Manchester United

2019-20


PdGmACACVMj na temporada 2019-20
2212 8 301832
12 gols dos quais 8 foram pela Premier League, 3 pela UEFA Europa League e 1 pela Copa da Inglaterra

Números de Bruno Fernandes na Seleção Portuguesa

Portugal

Seleções de Base


Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016


PdGmACACVMj
30200270

Seleção Principal


Copa do Mundo FIFA de 2018


PdGmACACVMj
20 0 1088

Liga das Nações da UEFA A 2018-19


PdGmACACVMj
30 0 00172

Eliminatórias da Euro 2020


Liga das Nações da UEFA A 2020-21


PdGmACACVMj
20 1 00180

Títulos que conquistou pela Seleção Portuguesa - Liga das Nações da UEFA2018-19

TOTAL

PdGmACACVMj
2124101228
Prêmios individuais - Jogador do Mês da Primeira Liga: Agosto de 2017, Setembro de 2017, Abril de 2018, Dezembro de 2018, Março de 2019 e Abril de 2019 - Equipe Ideal da Primeira Liga: 2017-18 e 2018-19 - Seleção da UEFA Europa League: 2017-18 e 2019-20 - Futebolista do Ano da Primeira Liga: 2017–18 e 2018-19 - Melhor Jogador do Mês da Premier League: Fevereiro de 2020, Junho de 2020
Artilharias - UEFA Europa League 2019–20: 8 gols

Considerações Finais

O post A Carreira de Bruno Fernandes em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3idjJcw
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.09.07 06:41 futebolstats A Carreira de Gabriel Barbosa em Números

Quando cita-se um dos melhores atacantes brasileiros da atualidade, o nome de Gabriel Barbosa que atualmente joga pelo Flamengo e que está no radar de Tite – técnico da Seleção Brasileira -, deve ser levado em conta.
Gabriel Barbosa Almeida nasceu em 30/08/1996 em São Bernardo do Campo, cidade que se localiza na região metropolitana de São Paulo. Gabigol, apelido pelo qual é conhecido, foi artilheiro das duas últimas edições do Campeonato Brasileira e já teve passagem por 2 clubes europeus. Porém, o que mais se sabe sobre Gabigol? Por quais clubes jogou? Quais feitos atingiu ao longo de sua carreira?

Juvenil

Antes de jogar futebol, Gabriel costumava jogar futsal pelo São Paulo e durante um amistoso contra o Santos, ao qual marcou “todos os gols” da vitória do seu time por 6-1, foi descoberto por Zito, ex-jogador do Santos entre os anos de 1955 e 1967 e que também atuou pela Seleção Brasileira.
Depois disso, chegou as categorias de base do Santos quando tinha apenas 8 anos de idade e pouco a pouco, foi queimando etapas até estrear como profissional no ano de 2013.

A Carreira de Gabriel Barbosa em Números

Santos

Categorias de Base

Como foi dito anteriormente, Gabriel chegou às categorias de base do Santos quando tinha apenas 8 anos de idade e virou grande promessa das categorias de base do clube, sendo muito conhecido desde pequeno como joia, marcou mais de 600 gols nas divisões de base e desde os 14 anos, acumulou convocações às seleções de base do Brasil e vendo o potencial do garoto, o Santos elevou a multa dele à 50 milhões de euros (cerca de

2013

Gabriel foi promovido para a equipe principal do Santos em 2013 com apenas 16 anos de idade. Apesar de treinar com o time principal do clube desde o início deste ano, somente em 26 de maio deste ano, na estreia do alvinegro praiano – Santos – nessa edição do Brasileirão (Campeonato Brasileiro), Muricy Ramalho promoveu a estreia da joia quando o colocou no lugar de Henrique Dourado aos 24 minutos do primeiro tempo, mas mesmo com esta e mais duas alterações, o Santos só empatou em 0-0 com o Flamengo na Vila Belmiro (estádio do Santos). Vale ressaltar que esta foi a última partida de Neymar pelo clube, pois o jogador já havia acertado a sua transferência para o Barcelona da Espanha.
Em 29/05/2013, em jogo da 2ª rodada do Brasileirão, Gabriel jogou os últimos 24 minutos do revés por 2-1 ante o Botafogo fora de casa. Dois dias após essa derrota, o Santos anunciou a demissão de Muricy Ramalho e com a saída deste técnico, Claudinei Oliveira, até então técnico das categorias de base do alvinegro praiano, assume o comando do time principal.
Em 21/08/2013, primeiro confronto das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Grêmio, Gabriel entrou em campo aos 23 minutos da segunda etapa no lugar de Neílton e 14 minutos depois, fez o único gol da vitória do Santos nessa partida que ocorreu na Vila Belmiro. Três dias depois, em jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão, Gabigol – apelido pelo qual é conhecido desde as categorias de base – atuou como titular pela primeira vez pelo clube e na sua estreia entre os titulares, marcou seu 2º e último tento nessa temporada no triunfo por 2-0 sobre o Vitória na Vila Belmiro. Posteriormente, o Santos perdeu o segundo confronto para o Grêmio por 2-0 na Copa do Brasil e sendo assim, deu adeus às chances de conquistar o título desse torneio.
Em suma, na sua 1ª temporada como profissional, Gabriel Barbosa disputou 15 partidas, fez 2 gols e proveu duas assistências. Quanto ao Santos, foi vice-campeão do Campeonato Paulista, terminou em 7º lugar no Brasileirão e chegou às oitavas de final da Copa do Brasil.
PdGmACACVMj no ano de 2013
152 2 20512
Pd – Partidas disputadas; Gm – Gols marcados; A – Assistências; CA – Cartões amarelos; CV – Cartões vermelhos e Mj* – Minutos jogados

2014

Logo no início do ano de 2014, o Santos demitiu Claudinei Oliveira e anunciou que Oswaldo de Oliveira seria o treinador do clube nesse ano.
No primeiro jogo do time nessa temporada em 18 de janeiro de 2014 – estreia do time nessa edição do Paulistão -, Gabriel atuou como titular e marcou o único gol da vitória sobre o XV de Piracicaba na Vila Belmiro.
Em 29/01/2014, em jogo da 4ª rodada do Estadual, Gabigol marcou seu 2º tento nessa temporada na goleada por 5-1 sobre o Corinthians. Na rodada seguinte do Estadual, em 01/02/2014, Gabriel marcou seu primeiro doblete – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – da carreira na goleada por 5-1 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto. Nesse jogo contra o Botafogo, Gabriel entrou para a história do Santos marcando o gol número 12 mil da história do clube.
Posteriormente, Gabigol perdeu a titularidade com a chegada do atacante Leandro Damião, a contratação mais cara envolvendo clubes brasileiros e a segunda mais cara do futebol brasileiro. Em 27/02/2014, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Paulista, Gabriel recebeu uma oportunidade de atuar entre os titulares e marcou o 2º gol da goleada por 5-0 sobre o Bragantino na Vila Belmiro. Vale ressaltar que Gabigol foi um dos destaques do time durante a disputa do Paulistão e ajudou o time a chegar à final do campeonato, quando foi vencido pelo Ituano na disputa por pênaltis.
Em 16/04/2014, em confronto válido pela 1ª fase da Copa do Brasil, Gabigol atuou como titular e marcou seu 2º doblete nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Mixto-MT. Quatro dias depois, na estreia do Santos nessa edição do Brasileirão, o camisa 7 do clube – Gabriel Barbosa – marcou o único tento do time no empate em 1-1 com o Sport na Vila Belmiro.
Após uma sequência de maus resultados, em 02/09/2014 o Santos anunciou a demissão de Oswaldo de Oliveira e com a saída dele, Enderson Moreira assume o comando do alvinegro praiano.
Em 19/10/2014, em jogo da 29ª rodada do Brasileirão, Gabigol foi um dos destaques do “Clássico da Saudade” – nome dado ao clássico entre Palmeiras e Santos – e marcou seu 3º e último doblete nessa temporada no triunfo santista por 3-1 no estádio do Pacaembu.
Em 02/11/2014, em partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, o camisa 7 do Santos marcou seu 20º tento nessa temporada no revés por 3-2 ante o Internacional fora de casa. Três dias depois, no segundo confronto da semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, Gabigol marcou seu último tento nessa temporada no empate em 3-3 com a equipe mineira. Como o Cruzeiro havia vencido o primeiro jogo por 1-0 na Vila Belmiro, ficou com a vaga para a final dessa edição da Copa do Brasil. Com esse gol marcado, Gabriel Barbosa foi o artilheiro da Copa do Brasil 2014 ao lado de Bill do Ceará e de Léo Gamalho do Santa Cruz, cada um dos 3 marcou 6 gols.
Em suma, na sua 2ª temporada com a camisa do clube da Baixada Santista, Gabriel Barbosa disputou 56 partidas, fez 21 gols e proveu 10 assistências. Quanto ao Santos, além de ter sido vice-campeão do Campeonato Paulista e de ter chegado à semifinal da Copa do Brasil, o clube terminou em 9º lugar no Brasileirão 2014.
PdGmACACVMj no ano de 2014
5621 10 703846
21 gols dos quais 8 foram pelo Brasileirão, 7 pelo Campeonato Paulista e 6 pela Copa do Brasil

2015

Gabriel Barbosa teve pouco espaço no time titular do Santos no início dessa ano e somente após a demissão de Enderson Moreira em 5 de março, é que Gabigol passou a ter mais espaço entre os titulares, desta vez sob o comando de Marcelo Fernandes.
Em 14/03/2015, em jogo do Campeonato Paulista, o novo camisa 10 do “Peixe” – Santos – marcou seu primeiro tento nessa temporada na goleada por 4-1 sobre o Marília no Bento de Abreu (estádio do Marília).
Em 26/03/2015, em mais uma partida válida pelo Paulistão, Gabigol atuou como titular e fez o único tento do time no revés por 3-1 ante a Ponte Preta. Na rodada seguinte do Estadual, em 29/03/2015, Gabriel marcou o segundo gol do Santos no empate em 2-2 com o São Bento na Vila Belmiro. Posteriormente, Gabigol viu do banco o Santos vencer o Palmeiras nos pênaltis na final do Paulistão em 03/05/2015.
Após o gol marcado contra o São Bento em 29 de março, Gabigol passou por um jejum de gols, ao qual pôs um fim em 10/06/2015 em jogo da 7ª rodada do Brasileirão, quando o Santos empatou em 2-2 com o Atlético-MG na Arena Independência.
Após o revés por 4-1 ante o Goiás na 12ª rodada do Campeonato Brasileiro – em 08/07/2015 -, Marcelo Fernandes foi rebaixado novamente para o cargo de treinador auxiliar e com isso, Dorival Júnior assume o comando do time.
Na estreia do novo técnico em 11/07/2015, confronto válido pela 13ª rodada do Brasileirão, Gabigol atuou como titular e fez o gol que selou o resultado do jogo; vitória do Santos por 3-0 sobre o Figueirense na Vila Belmiro. Além do gol marcado, o camisa 10 do Peixe também contribuiu com assistência para o gol de David Braz.
Em 22/07/2015, no segundo confronto da 3ª fase da Copa do Brasil, Gabriel marcou seu primeiro doblete nessa temporada na vitória por 3-1 sobre o Sport. Com uma vantagem de 4-3 no placar agregado – o Santos perdeu o primeiro confronto por 2-1 -, o Peixe seguiu adiante nesse torneio. Quatro dias depois, em jogo da 15ª rodada do Brasileirão, Gabigol repetiu o desempenho da partida anterior e marcou outro doblete e com isso, o Santos venceu o Joinville por 2-0.
Em 19/08/2015, no primeiro confronto das oitavas de final da Copa do Brasil, o camisa 10 do alvinegro praiano marcou seu 10º tento nessa temporada no triunfo por 2-0 sobre o Corinthians na Vila Belmiro. No segundo confronto entre as duas equipes em 26/08/2015, Gabigol marcou novamente em nova vitória sobre o rival fora de casa; vitória do Santos na Arena Corinthians por 2-1.
Em 16/09/2015, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, Gabriel marcou seu 3º doblete nessa temporada na goleada por 4-0 sobre o Atlético-MG.
Em 25/11/2015, no primeiro confronto da final da Copa do Brasil contra o Palmeiras, Gabigol marcou o único gol da vitória do Santos na Vila Belmiro. No segundo confronto contra o arquirrival no Allianz Parque, o Santos perdeu por 2-1, mas vale ressaltar que na final não há o critério do gol fora de casa e como consequência, o campeão foi definido nos pênaltis onde o rival levou a melhor e venceu por 4-3.
Em 06/12/2015, na última rodada dessa edição do Brasileirão – 38ª rodada do campeonato -, Gabigol encerrou essa temporada marcando 2 gols na goleada por 5-1 sobre o Athletico-PR na Vila Belmiro. Além de ter feito 2 gols, proveu assistência para 1 dos 2 gols de Geuvânio e para o gol de Vitor Bueno. Também é importante mencionar que Gabriel encerrou este ano considerado o jogador mais valorizado do futebol brasileiro, segundo site especializado.
Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa do Peixe, Gabriel Barbosa disputou 56 partidas, fez 21 gols – sendo 8 tentos marcados na Copa do Brasil, o que fez dele o artilheiro isolado – e proveu 11 assistências. Quanto ao Santos, além de ter sido campeão estadual e vice-campeão da Copa do Brasil, terminou em 7º lugar no Brasileirão 2015.
PdGmACACVMj no ano de 2015
5621 11 913358
21 gols dos quais 10 foram pelo Brasileirão, 8 pela Copa do Brasil e 3 pelo Campeonato Paulista

2016

Na estreia do Santos nessa edição do Paulistão, em 30 de janeiro, Gabigol marcou o gol do time no empate em 1-1 com o São Bernardo na Vila Belmiro. Na rodada seguinte, em 03/02/2016, o camisa 10 do Santos fez um dos gols da vitória por 2-0 sobre a Ponte Preta em pleno Moisés Lucarelli, em Campinas.
Em 13/02/2016, em partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Paulista, Gabriel marcou seu 3º tento nessa temporada no empate em 3-3 com o Novorizontino fora de casa.
Após o gol marcado contra o Novorizontino, Gabigol só voltou a balançar as redes em 31/03/2016, em confronto válido pela 12ª rodada do Paulistão, ao qual o Santos venceu a Ferroviária por 4-1 na Vila Belmiro. Na rodada seguinte do estadual, em 03/04/2016, o camisa 10 do Peixe marcou seu 5º tento nessa temporada no triunfo por 5-3 sobre o Capivariano fora de casa.
Em 24/04/2016, em partida válida pela semifinal do Campeonato Paulista, Gabriel marcou os gols do Santos no empate em 2-2 com o Palmeiras. Com este resultado, as duas equipes definiriam o classificado para a fase seguinte nos pênaltis onde o Santos levou a melhor e venceu por 3-2. Posteriormente, o Santos empatou em 1-1 com o Osasco Audax no primeiro confronto e depois venceu o segundo jogo por 1-0 e com isso, o alvinegro praiana se sagrou campeão do Paulistão pelo 2º ano consecutivo.
Em 22/06/2016, em jogo da 10ª rodada do Brasileirão, Gabigol marcou seu último doblete com a camisa do Santos na vitória por 4-2 sobre o Fluminense fora de casa.
Em 16/07/2016, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, Gabriel marcou seu último tento com a camisa do Santos no triunfo por 3-1 sobre a Ponte Preta na Vila Belmiro.
Em 28/08/2016, em jogo da 22ª rodada do Brasileirão, Gabriel entrou em campo logo após o intervalo no lugar de Jonathan Copete e jogou o segundo tempo do revés por 1-0 ante o Figueirense em plena Vila Belmiro. Após o jogo, Gabigol foi oficializado como novo reforço da Internazionale da Itália.
Gabriel Barbosa marcou 13 gols e proveu 5 assistências em 30 partidas disputadas e inclusive, foi o 4º maior goleador do Paulistão 2016 ao lado de Wellington Paulista da Ponte Preta e de William Pottker do Linense e ficando atrás apenas de Roger do Red Bull Brasil (11 gols) e de Alecsandro do Palmeiras e de Rodrigo Andrade do Osasco Audax, cada um dos 2 últimos marcou 8 tentos.
PdGmACACVMj no ano de 2016
3012 5 802310
12 gols dos quais 7 foram pelo Campeonato Paulista e 5 pelo Brasileirão
Títulos que conquistou pelo Santos - Paulistão2015 e 2016
- O vídeo abaixo mostra todos os gols marcados por Gabigol na sua 1ª passagem pelo Santos - Este vídeo foi publicado no YouTube em 29 de agosto de 2016por Football Nation BR

Internazionale

2016-17

Gabriel Barbosa sendo apresentado como novo reforço da InternazionaleEm 26 de agosto de 2016, Gabriel viajou para a Itália para assinar contrato com a Internazionale. O atacante voltou ao Brasil após fazer exames médicos e assinar contrato com o clube italiano para jogar sua última partida pelo Santos, contra o Figueirense na Vila Belmiro dois dias depois de viajar para o país europeu.
Em 30/08/2016, no seu 20º aniversário, Gabriel foi anunciado como o novo reforço da Internazionale, contratado por 27,5 milhões de euros (cerca de 172,5 milhões de reais).
Em 25/09/2016, em jogo da 6ª rodada da Serie A (Campeonato Italiano), Frank de Boer – técnico da Internazionale nessa época – promoveu a estreia de Gabriel quando o colocou em campo aos 29 minutos da segunda etapa no lugar de Antonio Candreva no empate em 1-1 com o Bologna no Giuseppe Meazza (estádio da Inter de Milão).
Após vários jogos no banco de reservas e com a demissão de Frank de Boer, Stefano Pioli assume o comando da equipe nerazzurri – Internazionale – e em 18/12/2016, em jogo da 17ª rodada da Serie A, Gabriel jogou os últimos minutos da vitória por 1-0 sobre o Sassuolo fora de casa.
Em 17 de janeiro de 2017, em confronto válido pelas oitavas de final da Copa da Itália, Gabigol teve sua primeira chance de iniciar entre os titulares no triunfo por 3-2 sobre o Bologna na prorrogação. Apesar de ter começado essa partida como titular, não jogou os 120 minutos, pois acabou sendo substituído aos 27 minutos do segundo tempo por Antonio Candreva.
Em 19/02/2017, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Italiano, o camisa 96 da Inter – Gabriel Barbosa – entrou em campo aos 29 minutos do segundo tempo no lugar de Candreva e 7 minutos depois, marcou o gol da vitória do time sobre o Bologna.
Mesmo com o gol marcado diante do Bologna na 25ª rodada da Serie A, Gabriel ainda não era visto como opção por Pioli e sendo assim, só jogou mais 3 partidas pela Internazionale antes de ser emprestado.
Em suma, na sua única temporada com a camisa da equipe nerazzurri, Gabriel Barbosa disputou 10 partidas e fez 1 gol. Quanto a Internazionale, terminou em 7º lugar no Campeonato Italiano, chegou às quartas de final da Copa da Itália e caiu na fase de grupos da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
101 0 30183
Gol marcado na Serie A

Benfica

2017-18

Em 31 de agosto de 2017, a Internazionale anunciou o empréstimo de Gabriel Barbosa ao Benfica de Portugal.
Em 12/09/2017, na estreia do Benfica na fase de grupos da Champions League (Liga dos Campeões), Rui Vitória – técnico do Benfica nessa época – promoveu a estreia de Gabigol pelo novo time quando o colocou em campo aos 32 minutos do segundo tempo no lugar de Alejandro Grimaldo, mas mesmo com a entrada dele, o panorama do jogo não mudou e a equipe lisboeta – Benfica – perdeu para o CSKA Moscou da Rússia por 2-1.
Em 20/09/2017, na estreia do clube lisboeta na fase de grupos da Taça CTT, Rui Vitória escalou Gabriel como titular pela primeira vez e ele ficou em campo até os 18 minutos da segunda etapa, quando foi substituído por Andrija Živković. Quanto ao resultado do jogo, empate em 1-1 com o Braga no Estádio da Luz (estádio do Benfica).
Em 14/10/2017, em confronto válido pela 3ª fase da Taça de Portugal, Rui Vitória escalou Gabriel como titular pela última vez e ele não decepcionou e fez o único gol da vitória sobre o Olhanense. Apesar de ter feito seu primeiro gol pelo novo clube, Gabigol seguiu sem espaço nos “Encarnados” – Benfica – e como consequência, a Internazionale o emprestou ao Santos até o fim de 2018.
PdGmACACVMj na temporada 2017-18
51 0 00164
Gol marcado na Taça de Portugal

Santos

2018


PdGmACACVMj no ano de 2015
5227 2 1814501
27 gols dos quais 18 foram pelo Brasileirão, 4 pela Copa do Brasil, 4 pelo Campeonato Paulista e 1 pela Copa Libertadores da América

Flamengo

2019


PdGmACACVMj no ano de 2019
5943 11 2534972
43 gols dos quais 25 foram pelo Brasileirão, 9 pela Copa Libertadores da América, 7 pelo Campeonato Carioca e 2 pela Copa do Brasil

2020


PdGmACACVMj no ano de 2020
2014 9 911769
14 gols dos quais 8 foram pelo Campeonato Carioca, 3 pelo Brasileirão, 1 pela Copa Libertadores da América, 1 pela Recopa Sul-Americana e 1 pela Supercopa do Brasil
Títulos que conquistou pelo Flamengo - Copa Libertadores da América2019 - Recopa Sul-Americana2020 - Campeonato Brasileiro2019 - Supercopa do Brasil2020 - Campeonato Carioca2019 e 2020 - Taça Guanabara2020 - Taça Rio2019
- O vídeo abaixo mostra todos os gols de Gabigol pelo Flamengo no ano de 2019 - Este vídeo foi publicado no YouTube em 8 de dezembro de 2019por Mundo Do Futebol

Números de Gabriel Barbosa na Seleção Brasileira

Brasil

Seleções de Base


Seleção Principal


Copa América Centenário 2016


PdGmACACVMj
31000145

Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016


PdGmACACVMj
62010497

Pós-olimpíadas 2016


Títulos que conquistou pela Seleção Brasileira - Medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos2016
- O vídeo abaixo mostra o primeiro gol marcado por Gabriel Barbosa pela seleção principal do Brasil - Este vídeo foi publicado no YouTube há cerca de 4 anos atrás por Canal ADR

TOTAL

PdGmACACVMj
52000198
Prêmios Individuais - Prêmio Bola de Prata (3): 2015 (Revelação do Ano), 2018 (Melhor Centro-Avante), 2019 (“Melhor Centro-Avante”) - Prêmio Bola de Ouro: 2019 - Troféu Mesa Redonda (3): – 2014 (Jogador Revelação do Brasileirão), 2018 (Melhor Centro-Avante), 2019 (Melhor Centro-Avante) - Prêmio Craque do Brasileirão (2): 2018 (Melhor Centro-Avante), 2019[122] (Melhor Centro-Avante) - Seleção do Campeonato Paulista (2): 2016, 2018 - 50 Jovens Promessas do Futebol Mundial: 2016 (La Gazzetta dello Sport) - Seleção do Campeonato Carioca: 2019, 2020 - Melhor Jogador da Final da Copa Libertadores da América de 2019 - Seleção Cartola FC do Campeonato Brasileiro de 2019 – Melhor Centro-Avante - 52º melhor jogador do ano de 2019 (The Guardian) - 49º melhor jogador do ano de 2019 (Marca) - Seleção da Copa Libertadores da América: 2019 - Melhor Jogador da América (Rei da América) – El País: 2019 - Craque do Campeonato Carioca de 2020
ArtilhariasBase - Artilheiro do Torneio Internacionalde COTIF Sub-20: 2014 – (3 gols)
Profissional - Artilheiro da Copa do Brasil: 2014 – (6 gols) - Artilheiro da Copa do Brasil: 2015 – (8 gols) - Artilheiro da Copa do Brasil: 2018 – (4 gols) - Artilheiro do Campeonato Brasileiro: 2018 – (18 gols) - Artilheiro do Campeonato Brasileiro: 2019 – (25 gols) - Artilheiro da Copa Libertadores da América: 2019 – (9 gols) - Prêmio Arthur Friedenreich: 2019 – (43 gols) - Artilheiro da Supercopa do Brasil de 2020 – (1 gol) - Artilheiro do Campeonato Carioca de 2020 – (8 gols)
Recordes e Marcas - Único jogador da história a ser artilheiro da Copa do Brasil (4 gols) e do Campeonato Brasileiro (18 gols) no mesmo ano – 2018 - Segundo jogador (ao lado de Luís Fabiano) a ser artilheiro da Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Libertadores - Doblete mais rápido da história em uma final de Libertadores (2 gols em 3 minutos) - Segundo jogador (ao lado de Riquelme) a marcar em todas as fases da Libertadores (fase de grupos, oitavas de final, quartas de final, semifinal e final) - Gol QatarAirways da Copa Libertadores da América de 2019 – (Prêmio dado ao gol mais bonito da Libertadores) – Contra o Grêmio pela segunda partida da semifinal - Maior artilheiro em uma edição dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro com 20 clubes – (25 gols) - Jogadores com mais gols em uma edição de Campeonato Brasileiro – 8° lugar ao lado de Careca (25 gols) - Maior artilheiro da década (de 2011 até o momento) em uma só temporada no futebol brasileiro – (43 gols, ao lado de Neymar em 2012) - Sétimo jogador a ganhar todos os prêmios (Artilheiro, Bola de Prata e Bola de Ouro) do Prêmio Bola de Prata ESPN em um só ano – ao lado de Zico (1982), Careca (1986), Amoroso (1994), Edmundo (1997), Romário (2000) e Adriano (2009) - Terceiro maior premiado da história do Prêmio Bola de Prata ESPN (6 troféus) – atrás apenas de Zico (9 troféus) e Rogério Ceni (7 troféus) - Quarto jogador a ser artilheiro do Campeonato Brasileiro por dois anos seguidos – ao lado de Bita, do Náutico (1965 e 1966), Dadá Maravilha, do Atlético Mineiro (1971 e 1972) e Túlio Maravilha, do Botafogo (1994 e 1995) - Primeiro jogador a ser artilheiro isolado de dois Brasileirões consecutivos[132] (Bita dividiu a artilharia com Toninho Guerreiro em 1966, Dadá dividiu a artilharia com Pedro Rocha em 1971 e Túlio dividiu com Amoroso em 1994) - Décimo segundo jogador brasileiro a ganhar o prêmio Rei da América – ao lado de Tostão, Pelé, Zico, Sócrates, Bebeto, Raí, Cafu, Romário, Neymar, Ronaldinho Gaúcho e Luan - Segundo jogador do Flamengo a ganhar o prêmio Rei da América – ao lado de Zico (1977, 1981 e 1982) - Maior artilheiro do Flamengo na década (2011–2020) – (54 gols) - Segundo maior artilheiro do Flamengo no Século XXI (54 gols) – atrás de Renato Abreu (73 gols) - Maior artilheiro do “Novo Maracanã” (35 gols)

Considerações Finais


O post A Carreira de Gabriel Barbosa em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3h9e8m2
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.08.22 06:41 futebolstats A Carreira de Lautaro Martínez em Números

Quando cita-se um dos melhores atacantes do futebol sul-americano da atualidade, o nome de Lautaro Martínez que atualmente joga pela Internazionale da Itália e que também atua pela Seleção Argentina, deve ser levado em conta.
Lautaro Javier Martínez nasceu em 22/08/1997 em Bahía Blanca, na Argentina. Antes de jogar na Itália, Martínez jogou por um dos clubes mais populares de seu país e desde cedo, era visto como um jogador promissor. Porém, o que mais se sabe sobre Lautaro Martínez? Quais feitos atingiu até aqui?

Juvenil

Lautaro é o segundo filho do casal Karina Vanessa Gutiérrez e Mario Martínez. Sabe-se que o nome dos outros 2 irmãos são Alan e Jano. Embora Lautaro tenha crescido em uma cidade caracterizada principalmente pelos ricos, era de origem humilde e de uma família que não tinha nada além da carreira de Mario Martínez como jogador de futebol.
Por muitos anos, foi muito difícil para o pai de Lautaro lidar com a aposentadoria do futebol e sendo assim, tudo o que ele queria era viver seus sonhos através de seu filho. No início, Lautaro Martínez passou a receber educação esportiva por seu pai, que o ajudou a definir sua ambição de vida: tornar-se um jogador de futebol profissional.
Lautaro Martínez aos 10 anos de idadeSendo continuamente inclinado ao esporte juntamente com a determinação de ter sucesso, deu a Lautaro o incentivo para começar a participar de testes e com isso, o garoto resolveu se inscrever para testes no Liniers, clube local. Posteriormente, Lautaro Martínez passou nos testes e a partir de então, começou a trilhar o seu próprio caminho para alcançar seus objetivos. Em seus primeiros anos de Liniers, Lautaro tinha que ir de trem e de ônibus para lá e para cá; da sua casa até o CT do clube. O garoto chegava tarde da noite em casa e logo na manhã do dia seguinte, repetia esse trajeto.
Depois de se destacar em todas as categorias pelas quais atuou do Liniers, Lautaro Martínez foi atrás de testes em clubes mais tradicionais do país, contudo sofreu uma grande decepção: foi reprovado nos testes do Boca Juniors e segundo um dos membros do clube, essa recusa deve-se ao fato de Lautaro não ter poder e velocidade e que era para voltar a fazer testes no clube assim que melhorasse nesses 2 quesitos. Porém, isso não fez ele desistir e um ano depois, Lautaro Martínez passou na peneira do Racing Club de Avellaneda, clube que é popularmente conhecido como Racing. [1]

A Carreira de Lautaro Martínez em Números

Racing

Categorias de Base

Depois de despertar a atenção de Fabio Radaelli, treinador interino do Racing, o clube o contratou em janeiro de 2014. Em um ano atuando pelas categorias de base do Racing, Lautaro Martínez marcou 26 gols em 26 partidas disputadas e com isso, passou a treinar com o time principal e sendo assim, sua estreia como profissional era apenas uma questão de tempo.

2014-15

Lautaro Martínez se adaptou muito rápido ao Racing e como já foi mencionado acima, se destacou nas categorias de base do clube. No ano de 2015, deu continuidade à trajetória de gols, o que lhe valeu rendeu uma vaga no elenco principal do time de Avellaneda (Racing). Em 31 de outubro de 2015, em jogo da 29ª rodada da Superliga, Diego Cocca – técnico do Racing naquela época – promoveu a estreia da joia quando o colocou em campo aos 35 minutos do segundo tempo no lugar de Diego Milito e no primeiro jogo de Lautaro como profissional, “La Academia” – Racing – venceu o Crucero del Norte por 3-0.
PdGmACACVMj na temporada 2014-15
1000010
Pd – Partidas disputadas, Gm – Gols marcados, A – Assistências, CA – Cartões amarelos, CV – Cartões vermelhos e Mj – Minutos jogados

2015-16

Após o fim da temporada 2014-15, Diego Cocca não teve seu contrato renovado e com isso, Facundo Sava assume o comando do Racing.
Em 17 de fevereiro de 2016, em jogo da 3ª rodada da Superliga, o novo técnico colocou Lautaro Martínez em campo aos 31 minutos da segunda etapa no lugar de Lisandro López, contudo mesmo com a sua entrada, nada mudou e ainda por cima, o Racing perdeu para o Newell’s Old Boys por 5-0.
Em 17/04/2016, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Argentino, Facundo Sava colocou Lautaro em campo logo após o intervalo no lugar de Rodrigo de Paul, porém com um cartão vermelho aos 22 minutos do segundo tempo, teve de deixar o campo mais cedo no empate em 2-2 com o Argentinos Juniors no Estadio Presidente Perón (estádio do Racing). Duas semanas depois – em 30/04/2016 -, Lautaro Martínez jogou os últimos 11 minutos da vitória por 1-0 sobre o Huracán fora de casa.
Em suma, na sua 2ª temporada como profissional, Lautaro Martínez disputou 4 partidas. Quanto ao Racing, terminou em 6º lugar no grupo 2 do Campeonato Argentino e chegou até as oitavas de final da Copa da Argentina.
PdGmACACVMj na temporada 2015-16
4002154

2016-17

Depois de ganhar mais minutos em campo pelo Racing e de se destacar com a camisa da seleção sub-20 da Argentina, Lautaro Martínez atraiu o interesse de 3 clubes da Espanha: Atlético de Madrid, Real Madrid e Valencia. É importante mencionar que estes não foram os únicos clubes que passaram a monitorar Lautaro.
Antes do início dessa temporada, Facundo Sava foi demitido e enquanto o clube procurava por outro técnico, Claudio Úbeda comandava o time interinamente e na estreia do Racing nessa edição da Superliga em 27 de agosto de 2016, Lautaro jogou os últimos 30 minutos do empate em 1-1 com o Talleres no Estadio Presidente Perón. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 10/09/2016, agora sob o comando de um novo técnico – Ricardo Zielinski -, Lautaro Martínez atuou como titular pela primeira vez e na sua estreia como titular, o Racing venceu o San Martín de Tucumán por 2-0 fora de casa.
Em 20/11/2016, em jogo da 10ª rodada da Superliga, Lautaro Martínez marcou seu primeiro gol como profissional no empate em 1-1 com o Huracán no Estadio Tomás Adolfo Ducó (estádio da equipe adversária).
Após o fim da primeira metade da temporada, Ricardo Zielinski foi demitido do cargo de treinador da “La Academia” e com a saída dele, o clube resolveu apostar suas fichas em um técnico que já havia trabalhado no clube antes, trata-se de Diego Cocca.
Em 12 de março de 2017, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Argentino, Lautaro marcou seu 2º tento nessa temporada na vitória por 3-0 sobre o Lanús no Estadio Presidente Perón.
Em 01/04/2017, em jogo da 17ª rodada da Superliga, o camisa 32 – Lautaro Martínez – da “La Academia” marcou seu 3º tento nessa temporada no triunfo por 3-2 sobre o Quilmes fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 16/04/2017, Lautaro marcou seu primeiro doblete da carreira – ocorre quando um jogador faz 2 gols numa mesma partida – e com isso, o Racing bateu o Sarmiento fora de casa por 2-1.
Em 11/06/2017, em partida válida pela 28ª rodada da Superliga, Lautaro Martínez marcou seu 9º e último tento nessa temporada na vitória por 3-2 sobre o River Plate em pleno Monumental de Nuñez (estádio do River).
Em suma, na sua 3ª temporada com a camisa da “La Academia”, Lautaro Martínez disputou 29 partidas, fez 9 gols e proveu uma assistência. Quanto ao Racing, terminou em 4º lugar no Campeonato Argentino, chegou até as quartas de final da Copa Sul-Americano e caiu na fase de 16 avos da Copa da Argentina.
PdGmACACVMj na temporada 2016-17
2991301471
Gols marcados na Superliga

2017-18

Após as suas boas atuações com a camisa da seleção sub-20 da Argentina no Sul-Americano, ao qual foi o artilheiro da competição, Lautaro Martínez entrou mais uma vez no radar dos time europeus, mais especificamente da Internazionale da Itália dessa vez.
Devido à uma fratura no metatarso, Lautaro não jogou as 6 primeiras rodadas do Campeonato Argentino e sendo assim, na sua estreia nessa temporada, em 28 de outubro de 2017, atuou como titular e fez o único gol da “La Academia” no revés por 3-1 ante o Atlético Tucumán.
Em 19/11/2017, em jogo da 9ª rodada da Superliga, o novo camisa 10 do Racing – Lautaro Martínez – foi o principal destaque na vitória por 2-1 sobre o Boca Juniors na La Bombonera – estádio do Boca – com 1 gol e assistência para o gol de Augusto Solari.
Em 03/12/2017, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Argentino, Lautaro marcou seu 3º tento nessa temporada no empate em 2-2 com o Newell’s Old Boys fora de casa. Na rodada seguinte do campeonato nacional em 10/12/2017, o camisa 10 da “La Academia” foi um dos principais destaques do triunfo por 3-1 sobre o Gimnasia y Esgrima no Estadio Presidente Perón com 1 gol e assistência para 1 dos 2 gols marcados por Lisandro López.
Em 4 de fevereiro de 2018, em jogo da 14ª rodada da Superliga, Lautaro Martínez capitaneou o time pela primeira vez e na sua estreia como capitão, marcou um hat-trick – ocorre quando um jogador faz 3 ou mais gols numa mesma partida – na goleada por 4-0 sobre o Huracán. Além de ter feito 3 gols, sofreu o pênalti que foi convertido por Lisandro López. Nessa mesma partida, Martínez foi observado por um olheiro da Internazionale da Itália e por Jorge Sampaoli, técnico da seleção principal da Argentina, que mais tarde o convocaria para os amistosos que a seleção iria disputar no mês de março.
Em 28/02/2018, na estreia do Racing na fase de grupos da Copa Libertadores da América, o camisa 10 marcou seu 2º e último hat-trick nessa temporada na vitória por 4-2 sobre o Cruzeiro do Brasil no Estadio Presidente Perón.
Em 20/04/2018, em partida válida pela 3ª rodada da fase de grupos da Libertadores, Lautaro Martínez marcou o segundo gol da goleada aplicada por 4-0 sobre um time brasileiro, o Vasco da Gama. Na rodada seguinte da fase de grupos, em 27/04/2018, marcou o gol do time no empate em 1-1 com o Vasco no estádio São Januário, no Rio de Janeiro.
Em 09/05/2018, em jogo da 25ª rodada da Superliga, o camisa 10 da “La Academia” marcou seu último tento pelo clube no triunfo por 2-0 sobre o Arsenal de Sarandí no Presidente Perón.
Em 23/05/2018, em partida válida pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, Lautaro Martínez jogou pela última vez com a camisa do Racing e se despediu com derrota; o Cruzeiro venceu o time argentino por 2-1 no estádio do Mineirão.
Em suma, na sua última temporada com a camisa do time de Avellaneda, Lautaro Martínez disputou 28 partidas, marcou 18 gols – só 13 destes tentos foram marcados na Superliga 2017-18, o que fez dele o vice-artilheiro do campeonato ao lado de Sebastián Ribas do Patronato e atrás apenas de Santiago García do Godoy Cruz – e proveu 5 assistências. Quanto ao Racing, terminou em 7º lugar no Campeonato Argentino, caiu na fase de 32 avos da Copa da Argentina e sem contar com Lautaro, o Racing foi eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores da América de 2018.
PdGmACACVMj na temporada 2017-18
28185702394
18 gols dos quais 13 foram pela Superliga e 5 pela Copa Libertadores da América 2018

Internazionale

2018-19

Lautaro Martínez assinando contrato com a InternazionaleEm 4 de julho de 2018, a Internazionale da Itália anunciou a contratação de Lautaro Martínez. Estima-se que o clube italiano tenha desembolsado 22,7 milhões de euros (cerca de 149,6 milhões de reais) para contar com o atacante argentino por 5 temporadas.
Em 19/08/2018, na estreia da equipe nerazzurri – Internazionale – nessa edição da Serie A (Campeonato Italiano), Luciano Spaletti – técnico da Inter nessa época – promoveu a estreia de Lautaro Martínez como titular, porém foi um jogo para se esquecer, pois o Sassuolo venceu a Internazionale por 1-0.
Em 29/09/2018, em jogo da 7ª rodada da Serie A, o atacante argentino ganhou uma oportunidade de iniciar entre os titulares e marcou seu primeiro tento pelo novo clube na vitória por 2-0 sobre o Cagliari no Giuseppe Meazza (estádio da equipe nerazzurri).
Em 24/11/2018, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Italiano, Lautaro Martínez marcou seu segundo tento pelo novo clube na vitória por 3-0 sobre o Frosinone no Giuseppe Meazza.
Em 26/12/2018, em jogo da 18ª rodada da Serie A, o novo camisa 10 da equipe nerazzurri – Lautaro Martínez – entrou em campo aos 38 minutos da segunda etapa no lugar de João Mário e 8 minutos depois, fez o único gol da vitória sobre o Napoli.
Em 13 de janeiro de 2019, em confronto válido pelas oitavas de final da Copa da Itália, Lautaro Martínez marcou seu primeiro e único doblete nessa temporada na goleada por 6-2 sobre o Benevento. Posteriormente, a Internazionale foi eliminada pela Lazio na fase seguinte.
Em 14/02/2019, no primeiro confronto da fase de 16 avos da Europa League contra o Rapid Viena da Áustria, o atacante argentino marcou seu primeiro tento em competições europeias e com isso, o time italiano venceu a equipe austríaca por 1-0 fora de casa. Após esta partida, ele passou a ser titular, aproveitando-se da abstenção do compatriota Mauro Icardi por motivos pessoais. Posteriormente, a equipe de Milão venceu o segundo confronto por 4-0 e se classificou para a fase seguinte, onde foi eliminada pelo Eintracht Frankfurt da Alemanha.
Em 17/03/2019, em jogo da 28ª rodada da Serie A, o novo camisa 10 da equipe nerazzurri foi o principal destaque da Inter na vitória por 3-2 nesse “Derby della Madonnina” – nome dado ao clássico da cidade de Milão; Internazionale x Milan – com 1 gol e assistência para o tento marcado por Matías Vecino. Este foi o último tento marcado pelo atacante argentino nessa temporada, depois disso ele se lesionou e quando retornou, não marcou mais tentos.
Em suma, na sua 1ª temporada na Itália, Lautaro Martínez disputou 35 partidas, fez 9 gols e proveu uma assistência. Quanto a Internazionale, terminou em 4º lugar no Campeonato Italiano, foi eliminada nas quartas de final da Copa da Itália e caiu nas oitavas de final da UEFA Europa League.
PdGmACACVMj na temporada 2018-19
3591701761
9 gols dos quais 6 foram pela Serie A, 2 pela Copa da Itália e 1 pela UEFA Europa League

2019-20

Após o fim da temporada 2018-19, Luciano Spaletti foi demitido e com a saída deste treinador, o clube trouxe Antonio Conte para comandar a equipe nerazzurri nessa temporada.
Em 1º de setembro de 2019, em jogo da 2ª rodada da Serie A, Lautaro Martínez marcou seu primeiro tento nessa temporada na vitória por 2-1 sobre o Cagliari na Sardegna Arena.
Em 02/10/2019, em partida válida pela 2ª rodada da fase de grupos da Champions League (Liga dos Campeões), o camisa 10 da Inter de Milão marcou seu 2º tento nessa temporada no revés por 2-1 contra o Barcelona da Espanha no Camp Nou (estádio do time espanhol). É importante mencionar que Lautaro se tornou o primeiro jogador desde Roberto Boninsegna em 1970 a marcar gol no Camp Nou para a Inter. Quatro dias depois, em jogo da 7ª rodada da Serie A, marcou seu 3º tento na temporada, mas ainda assim, a Internazionale perdeu para a Juventus por 2-1.
Em 20/10/2019, em jogo da 8ª rodada da Serie A, o atacante argentino marcou seu primeiro doblete nessa temporada no triunfo por 4-3 sobre o Sassuolo fora de casa. Além dos 2 gols, sofreu o pênalti que foi convertido por Romelu Lukaku.
Em 27/11/2019, em partida válida pela 5ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, Lautaro Martínez marcou seu 2º doblete nessa temporada na vitória por 3-1 sobre o Slavia Praga da República Checa e com isso, atingiu duas marcas: ele se tornou apenas o 4º jogador da Inter (após Hernán Crespo em 2002, Christian Vieri em 2003 e Samuel Eto’o em 2010 ) e o 5º jogador argentino (depois de Hernan Crespo em 2002, Lionel Messi em seis ocasiões, Sergio Agüero em 2019 e Ezequiel Lavezzi em 2013) a marcar em quatro 4 consecutivos da Champions League.
Em 01/12/2019, em jogo da 14ª rodada da Serie A, o camisa 10 da equipe nerazzurri marcou seu 3º doblete nessa temporada e sendo assim, vitória por 2-1 sobre o SPAL no Giuseppe Meazza.

PdGmACACVMj na temporada 2019-20
492181113595
21 gols dos quais 14 foram pela Serie A, 5 pela UEFA Champions League e 2 pela UEFA Europa League

Números de Lautaro Martínez na Seleção Argentina

Argentina

Seleções de Base


Seleção Principal


Copa América 2019


PdGmACACVMj
42020297

Pós-Copa América


TOTAL

PdGmACACVMj
1791401016
Prêmios individuais - Jogador Revelação da Superliga da Argentina 2017-18 - Melhor jogador do jogo: Argentina 2-0 Venezuela Copa América 2019
Artilharias - Sul-Americano Sub-20 de 2016 (7 gols) - Sul-Americano Sub-20 de 2017 (5 gols)

Considerações Finais


O post A Carreira de Lautaro Martínez em Números apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/3aJHPJ0
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.08.13 18:28 m4nfrin Estou lendo O homem mais rico da Babilônia e me surgiu algumas duvidas

Saudações amigos!
Alguns meses atrás, conheci um italiano me indicou ler O homem mais rico da Babilônia, que esse livro tinha mudado a filosofia de vida dele e que tinha transformado a forma de poupar dinheiro.
Segui o conselho e comprei o livro, realmente é uma forma simples e didática e aprender a administrar suas próprias finanças. Inclusive, me ajudou bastante a ter êxito em poupar meu salário e não devorar ele por completo.
Mas ainda não entendi como fazer meu dinheiro trabalhar para mim, como é exemplificado no livro, a situação que o personagem investe seu dinheiro em matéria prima e contrata um ferreiro para fazer armas e escudo, resultando num retorno muito maior do que foi investido.
Ele também cita que devemos investir naquilo que conhecemos, também existe o exemplo de quando pagou para um viajante comprar pedras preciosas na persia, mas ele não entendia de jóias, então foi enganado.
Como tenho um conhecimento limitado de mercado, não sei como poderia estar aplicando esse conhecimento após poupar meu dinheiro.
submitted by m4nfrin to investimentos [link] [comments]


2020.07.11 14:03 MacCohen La magia popolare e l'origine del mormonismo

I “money-diggers”
In “History of the Church” Joseph Smith menziona di essere stato un cercatore di tesori solo un paio di volte e sembra vergognarsene a posteriori per il modo in cui taglia corto la discussione e cerca di dissociarsene.
“Nell’anno 1823 la famiglia di mio padre subì un grande dolore per la morte di mio fratello maggiore Alvin. Nel mese di ottobre del 1825 fui assunto da un anziano signore di nome Josiah Stoal, che viveva nella Contea di Chenango, Stato di New York. Egli aveva sentito dire di una miniera d’argento che era stata aperta dagli Spagnoli ad Harmony, Contea di Susquehanna, Stato della Pennsylvania, e prima di assumermi presso di lui aveva scavato, allo scopo di scoprire, se possibile, la miniera. Dopo che andai ad abitare con lui egli mi prese, col resto dei suoi operai, per scavare alla ricerca della miniera d’argento, cosa alla quale continuai a lavorare per circa un mese, senza successo per la nostra impresa, e alla fine persuasi l’anziano signore a cessare di scavare per cercarla. Di qui è nata la diceria assai diffusa che io sia stato un cercatore di tesori [money-digger nell’originale]. Durante il tempo in cui fui impiegato in questo modo, fui messo a pensione presso un certo Signor Isaac Hale, di quel luogo; fu là che vidi per la prima volta mia moglie (sua figlia) Emma Hale. Il 18 gennaio 1827 ci sposammo, mentre ero ancora impiegato al servizio del Signor Stoal.” (Joseph Smith – Storia 1:56-57)
In un monologo che prende la forma di un botta e risposta aggiunge laconicamente: "Non era Joseph Smith un cercatore di tesori [money-digger nell’originale]?” Sì, ma non fu mai un lavoro molto profittevole per lui, visto che con esso ricavò solo quattordici dollari al mese. (History of the Church, vol. III, p. 29)
Letti senza contesto, a un italiano sembra di capire che Joseph fosse stato semplicemente pagato da un uomo che cercava tesori per dargli una mano a dissotterrarli; ma i cosiddetti money-diggers o treasure seekers erano una cosa ben diversa nella cultura statunitense dell’epoca e vedremo che la versione di Joseph Smith nasconde molti punti controversi. Negli Stati Uniti era infatti diffusa la credenza popolare che Spagnoli, pirati o gli antichi abitanti dei luoghi avessero nascosto i loro sterminati tesori nelle colline che costellavano il Nordamerica e che attraverso bastoni da rabdomante (chiamati di solito mineral rods) o pietre magiche (chiamate seer stones o, se erano forate, peep stones) alcune persone potessero trovarli (questi individui venivano chiamati per questo peepers o glass lookers), anche se alla fine lo spirito guardiano del tesoro riusciva ad allontanare le ricchezze facendole sprofondare ulteriormente nel terreno, fuori dalla portata dei cercatori di tesori.
Nel 1729 Benjamin Franklin e Joseph Breintnall scrivono all’American Weekly Mercury le 32 “Busy-Body Letters” (dallo pseudonimo con cui le firmavano) e nell’ottava parlano di questo tipo di attività:
“C’è fra di noi un gran numero di onesti artigiani e uomini industriosi che, alimentati da una vana speranza di diventare ricchi in un batter d’occhio, trascurano i loro affari fino quasi a rovinare loro stessi e le famiglie e sopportano volontariamente grandi fatiche nell’infruttuosa ricerca di immaginari tesori nascosti. Vagano di giorno fra boschi e campagne per scoprire i marchi e i segni: a mezzanotte si danno alla speranzosa attività con pale e picconi; pieni di aspettative, lavorano con veemenza tremando allo stesso tempo in ogni giuntura per paura di certi demoni maliziosi che si dice infestino e sorveglino tali posti. Alla fine viene scavato un enorme buco e si buttano fuori magari anche diverse carrettate; ma ahimè, non si trova nessun barile o contenitore di ferro; nessun baule da marinaio zeppo di dobloni spagnoli o pesanti pezzi da otto! Allora giungono alla conclusione che con qualche errore nella procedura, qualche incauta parola pronunciata o, trascurata qualche regola dell’arte, lo spirito guardiano abbia avuto il potere di affondarlo più profondamente nella terra e metterlo fuori dalla loro portata. Eppure, quando un uomo è stregato in questo modo, è così lungi dall’essere scoraggiato da insuccessi che è invece portato a raddoppiare i suoi sforzi e proverà ancora e ancora in cento diversi posti, nella speranza di avere infine un qualche colpo di fortuna che possa immediatamente ricompensarlo a sufficienza per tutte le sue spese in tempo e lavoro.”
Gerard T. Hurley, nel suo saggio “Buried Treasure Tales in America” (Western Folklore, luglio 1951, p. 203), descrive così la versione più esperta di questi uomini:
“Il cercatore di tesori professionista sa molte cose. Realizza, per esempio, che un sonnambulo può condurre a un tesoro, che i tesori sprofondano nella terra quando qualcosa non va, che i tesori sfuggenti [slippery nell’originale] possono essere legati con un filo bianco di seta e salvati, e che vari momenti del giorno e del mese sono di miglior auspicio di altri per la ricerca. Capisce il complicato scopo di bastoni da rabdomante [divining rods nell’originale] e di altri rituali per la localizzazione di siti di tesori. Sa che il modo più sicuro per perdere un tesoro è di parlare mentre si scava e vi può dire che lo scopo di molti spiriti della terra e spettri è di spaventarvi tanto da farvi violare la regola del silenzio. Sa anche che parlare è permesso in un solo caso -quando uno legge dalla Bibbia, l’innario o il sesto e settimo libro di Mosè, un opuscolo di superstizione, magia nera e altri fini. Che il dio e il rito cristiano siano usati per recuperare il tesoro appare logico per via del fatto che l’origine di molti tesori implica spargimento di sangue e crimini, come è spiegato da un pescatore del South Carolina: “Tesoro sepolto da sprezzante, rancoroso e avido assassinio, furto e omicidio.” Una ricchezza di tale origine può essere ben vista come beni del diavolo. Gli spiriti guardiani del tesoro erano anche loro certamente creature maligne. L’area sotto il suolo -dove era solitamente situato il tesoro- è da tempo considerata il dominio del diavolo. Non è perciò sorprendente che le forze del bene venissero invocate in soccorso nel recupero delle ricchezze sepolte. Alcuni cercatori di tesori per la verità ricorrono all’aiuto del diavolo per localizzare tesori. In un caso, quando un pio cristiano aveva provato a scavare per un tesoro trovato con l’aiuto del diavolo, emersero dalla buca demoni e uccelli dai grandi occhi per schernire tutti i bravi uomini. Nella maggior parte dei racconti, tuttavia, l’evocazione è fatta nel nome del dio cristiano e le precauzioni che si prendono possono essere collegate senza gran difficoltà a riti e credenze cristiani. Oltre a leggere le scritture e l’innario e usare un libro attribuito a Mosè, il più grande di tutti gli evocatori, colui che sorveglia lo spirito osserva altre pratiche. Non andrà a caccia di tesori con nessuno che abbia versato sangue. Può contenersi sessualmente per quattro giorni prima di partire alla ricerca. Ripulisce le tasche dal tabacco.”
Queste stesse credenze di tesori che vengono sepolti e poi scivolano via quando si cerca di recuperarli appaiono anche nel Libro di Mormon, dicendoci qualcosa sulla cultura del suo autore:
“Ed ecco, una maledizione colpirà il paese, dice il Signore degli Eserciti, per colpa del popolo che vi vive, sì, a causa della loro malvagità e delle loro abominazioni. E avverrà, dice il Signore degli Eserciti, sì, il nostro grande e vero Dio, che chiunque nasconderà dei tesori nella terra non li ritroverà più, a causa della grande maledizione del paese, salvo che sia un uomo giusto e lo nasconda per il Signore. Poiché io voglio, dice il Signore, ch’essi nascondano i loro tesori per me; e maledetti sian quelli che non nascondono i loro tesori per me; poiché nessuno nasconde il suo tesoro per me salvo i giusti, e colui che non nasconde il suo tesoro per me è maledetto, e anche il tesoro, e nessuno potrà recuperarlo, a causa della maledizione del paese. […] Oh, se mi fossi pentito e non avessi ucciso i profeti e non li avessi lapidati e scacciati. Sì, in quel giorno direte: Oh, se ci fossimo ricordati del Signore nostro Dio nel giorno in cui ci dette le nostre ricchezze, allora non sarebbero divenute fugaci e non le avremmo perdute; poiché, ecco, le nostre ricchezze se ne sono andate. Ecco, lasciamo qui un attrezzo e l’indomani è sparito; ed ecco, le nostre spade ci sono tolte il giorno in cui le cerchiamo per combattere. Sì, abbiamo nascosto i nostri tesori e ci sono scivolati via a causa della maledizione sul paese. Oh, se ci fossimo pentiti nel giorno in cui ci giunse la parola del Signore; poiché ecco, il paese è maledetto ed ogni cosa è divenuta viscida [slippery nell’originale] e non possiamo trattenerla.” (Helaman 13:17-19, 33-36, profezia di Samuele il Lamanita)
“E quei ladroni di Gadianton che erano fra i Lamaniti infestavano il paese, tanto che i suoi abitanti cominciarono a nascondere i loro tesori sotto terra; ed essi diventarono imprendibili perché il Signore aveva maledetto il paese, cosicché non poterono più custodirli, né ricuperarli. E avvenne che c’erano sortilegi, e stregonerie e magie; e il potere del maligno veniva esercitato su tutta la faccia del paese, fino all’adempimento di tutte le parole di Abinadi ed anche di Samuele il Lamanita.” (Mormon 1:18-19)
Anche gli Smith credevano a queste superstizioni e le praticavano assiduamente, tanto che la matriarca Lucy Mack Smith scrive nella biografia del figlio, per prevenire le accuse di indolenza rivolte spesso ai cercatori di tesori: “Ora cambierò il soggetto per il momento. Ma il mio lettore non immagini, dato che seguirò un altro tema per un po’, che cessammo il nostro lavoro e andammo a provare a ottenere la facoltà di abrac, tracciare cerchi magici o divinare a scapito di ogni attività. Non abbiamo mai permesso durante le nostre vite che un interesse importante inghiottisse ogni altra obbligazione. Ma, mentre lavoravamo con le nostre mani, ci sforzammo di ricordare la cura e il benessere delle nostre anime.” (Lucy Mack Smith, History, 1844-1845, libro 3, p. 10)
Abner Cole, che pubblicava il suo quotidiano a Palmyra, fa diversi riferimenti agli Smith e nel numero del Reflector del 1° febbraio 1831 dice, parlando dei cercatori di tesori della zona:
“Non è inopportuno a questo punto menzionare che la mania di cercar tesori iniziò a diffondersi rapidamente in molte parti di questo paese; uomini e donne senza distinzione di età o sesso divennero meravigliosamente dotti nelle scienze occulte, molti sognavano e altri ebbero visioni che rivelavano loro tesori ricchi e luccicanti nelle profondità della terra e, per facilitare queste vaste operazioni minerarie (il denaro si cercava di solito, se non sempre, nelle tenebre della notte), furono inventate varie tecniche e strumenti e, sebbene lo spirito fosse sempre in grado di trattenere il suo prezioso carico, questi esseri sconvolti e illusi tornavano al lavoro la notte successiva senza dubitare lontanamente che il successo avrebbe infine seguito le loro fatiche.
Bastoni da rabdomante [mineral rods nell’originale] e sfere (com’erano chiamati dagli impostori che ne facevano uso) erano considerati guide infallibili per la fonte delle ricchezze. Pietre divinatorie [peep stones nell’originale] o ciottoli, presi indistintamente da un torrente o un campo, venivano messi in un cappello o un altro posto separato dalla luce; maghi o streghe (poiché queste esibizioni non erano limitate a un solo sesso) vi aderivano gli occhi e, quasi scuotendo via i loro bulbi oculari dalle orbite, dichiaravano di vedere tutte le meraviglie della natura inclusi ovviamente grandi depositi di argento e oro.”
L’umorista Seba Smith, nel suo racconto del 1840 “The Money Diggers: A Down East Story”, spiega il funzionamento di queste mineral rods:
“Ma che cos’è un bastone da rabdomante?” disse Bill. “Ma come, non lo sai? È un ramo verde biforcuto di amamelide, tagliato lungo un piede e mezzo o due piedi. E coloro che hanno il potere di adoperarlo impugnano le estremità del ramo in ciascuna mano e tengono l’altra estremità dove i rami si uniscono puntata verso il cielo. E quando sono vicini a dove ci sono minerali, oro o argento sepolti nel suolo, il bastone si piega in quella direzione; e quando arrivano sul punto esatto, il bastone si piegherà all’ingiù puntando verso il suolo.”
Il 20 marzo 1826 Joseph finirà nei guai quando dei parenti di Josiah Stoal (scritto anche Stowel e Stowell in altri documenti) lo denunciano per essere “una persona molesta e un impostore”. Già nel 1783 una legge di New York aveva definito persone moleste "tutti coloro che sostengono di avere abilità in fisiognomia, chiromanzia o simili scienze capziose o che sostengono di poter predire il futuro o scoprire dove possono essere nascosti beni perduti.” (“Laws of the State of New-York”, vol. I, p. 123)
Gli appunti del giudice Albert Neely (Fraser’s Magazine, febbraio 1873, vol. VII, p. 229-230) contengono una dichiarazione interessante di Joseph Smith (definito glass looker nella nota spese del processo) su una sua certa pietra data durante il processo:
“Il prigioniero è interrogato: dice che viene dalla cittadina di Palmyra e che era stato in casa di Josiah Stowel a Bainbridge per la maggior parte di quel tempo; era stato impiegato per poco tempo nella ricerca di miniere ma era stato impiegato da detto Stowel per lo più alla sua fattoria e ad andare a scuola. Che aveva una certa pietra che aveva scrutato occasionalmente per determinare dove ci fossero dei tesori nascosti nelle viscere della terra; che afferma di dire in tal modo dove ci fossero delle miniere d’oro a una certa profondità sottoterra e che aveva scrutato diverse volte per il signor Stowel e lo aveva informato su dove avrebbe potuto trovare questi tesori e che il signor Stowel era stato occupato a scavare per trovarli. Che a Palmyra rivendicava di poter dire guardando la sua pietra dove fossero sepolte in Pennsylvania monete coniate e che, mentre era a Palmyra, aveva stabilito frequentemente in quel modo dove fossero situati beni perduti di vario genere; che per tre anni aveva avuto occasionalmente l’abitudine di guardare attraverso questa pietra per trovare beni perduti, ma che ultimamente aveva praticamente lasciato perdere in quanto danneggiava la sua salute, specialmente i suoi occhi, facendoglieli dolere; che non sollecitava affari di questo tipo e che aveva invece sempre rifiutato di avere qualcosa a che fare con queste attività.”
Abbiamo anche la testimonianza di un collega:
“Jonathan Thompson dice che al prigioniero fu richiesto di cercare un baule di soldi; guardò e sostenne di sapere dove fosse e che il prigioniero, Thompson e dei lavoratori andarono alla sua ricerca; che Smith arrivò sul luogo per primo; era notte; che Smith guardò nel cappello mentre era lì e, quando fu molto buio, disse com’era disposto il forziere. Dopo aver scavato per diversi piedi colpirono qualcosa che fece un rumore simile ad una tavola o a un’asse. Il prigioniero non guardò di nuovo, sostenendo che era preoccupato in merito alle circostanze in cui era stato sepolto il baule e di cui si era appena ricordato. Che l’ultima volta che aveva guardato aveva visto distintamente i due Indiani che avevano sepolto lo scrigno, che fra i due era seguito un litigio e che uno di questi Indiani era stato ucciso dall’altro e gettato nella fossa di fianco al forziere per fargli, immaginava, la guardia. Thompson dice che crede nelle abilità professate dal prigioniero; che l’asse che aveva colpito con la sua pala era probabilmente il forziere ma che a causa di un incantesimo il cofano continuava ad allontanarsi da sotto di loro mentre scavavano; che ciononostante persistettero continuamente a rimuovere terreno mentre tuttavia il forziere si manteneva pressappoco equidistante da loro.”
Martin Harris conferma questi eventi in un’intervista del 1859 allo spiritualista Joel Tiffany: “In quel vicinato c’era una compagnia che scavava per trovare denaro che era stato nascosto presumibilmente dagli antichi. In questa compagnia c’erano l’anziano signor Stowel -credo che il suo nome fosse Josiah- e anche l’anziano signor Beman, poi Samuel Lawrence, George Proper, Joseph Smith figlio, suo padre e suo fratello Hiram. Scavavano alla ricerca di denaro a Palmyra, Manchester e anche in Pennsylvania e altri luoghi. Quando Joseph trovò questa pietra, c’era una compagnia che scavava a Harmony, in Pennsylvania, e avevano ingaggiato Joseph per guardare nella pietra per loro; e così fece per un po’, ma poi disse loro che l’incantesimo era così forte che non poteva vedere e rinunciarono.” Harris spiega anche nel paragrafo precedente, in cui parla delle tavole d’oro, che “queste tavole vennero trovate nel punto settentrionale di una collina due miglia a nord del villaggio di Manchester. Joseph aveva una pietra che era stata estratta dal pozzo di Mason Chase a 24 piedi sotto la superficie. In questa pietra poteva vedere molte cose, è mia conoscenza certa. Fu attraverso questa pietra che scoprì per la prima volta quelle tavole.”
Gli affidavit di Hurlbut
Dopo essere stato scomunicato nel 1833, Doctor Philastus Hurlbut decide di andare a Palmyra e Manchester per raccogliere degli affidavit (dichiarazioni giurate davanti a un giudice o notaio alla presenza di testimoni) di vicini, compaesani e conoscenti degli Smith, che mettono in luce le loro attività di cercatori di tesori. Di seguito ne sono citati alcuni, che spesso e volentieri erano anch’essi cercatori di tesori ma tenevano a che non si sapesse visto che criticavano gli Smith per fare lo stesso.
Willard Chase era un altro cercatore di tesori e per salvare la faccia nasconde che anche sua sorella Sally era molto famosa per usare una pietra divinatoria verde. Racconta che nel 1822 aveva assunto Joseph Smith e il fratello Alvin per scavare un pozzo (per suo fratello Mason) e che trovò una pietra dall’aspetto particolare, quella che poi userà per cercare i tesori e dettare il Libro di Mormon.
“Joseph la mise nel suo cappello e poi mise la sua faccia nell’apertura del cappello. Smith ha detto che aveva tirato fuori lui la pietra dal pozzo, ma questo è falso: c’ero soltanto io in quel pozzo. La mattina seguente venne da me desiderando ottenere la pietra, dicendo che poteva vederci dentro; gli dissi che non volevo separarmene perché era particolare, ma che potevo prestargliela. Dopo aver ottenuto la pietra cominciò a rendere pubbliche quali meraviglie poteva scoprire guardandoci dentro e creò un tale tumulto fra la parte credulona della comunità che gli ordinai di restituirmela.”
Joseph riuscì comunque a farsi prestare di nuovo la pietra, ma stavolta non gliela restituì. Chase aggiunge poi che nel giugno del 1827 Joseph Smith padre gli aveva raccontato quanto segue sul ritrovamento del Libro di Mormon:
“Alcuni anni fa uno spirito era apparso in una visione a suo figlio Joseph e lo aveva informato che esistevano in un certo posto degli annali su tavole d’oro e che egli era la persona che doveva ottenerli facendolo nel modo seguente: il 22 settembre [n.b. equinozio d’autunno] avrebbe dovuto recarsi nel luogo in cui era deposto questo manoscritto vestito in abiti neri e conducendo un cavallo nero con un frustino, e richiedendo il libro in un certo nome e, dopo averlo ottenuto, avrebbe dovuto andarsene via direttamente senza posarlo a terra né guardando dietro di sé. Pertanto fornirono Joseph di un completo nero e presero in prestito un cavallo nero. Si recò nel luogo di deposito e chiese il libro, che era in una scatola di pietra non sigillata e così vicina alla superficie che poteva vederne un’estremità e, sollevatala, estrasse il libro d’oro. Ma, temendo che qualcuno avrebbe potuto scoprire dove l’avesse preso, lo posò a terra per rimettere a posto il coperchio di pietra così come lo aveva trovato; giratosi, fu sorpreso che non ci fosse nessun libro in vista. Riaprì di nuovo la scatola e ci vide dentro il libro e provò a tirarlo fuori, ma venne ostacolato. Vide nel contenitore una cosa simile a un rospo, che assunse rapidamente le sembianze di un uomo e lo colpì sul lato della testa. Non scoraggiato da una sciocchezza, si piegò di nuovo per cercare di recuperare il libro quando lo spirito lo colpì nuovamente scagliandolo lontano tre o quattro pertiche [una pertica misurava circa 5 metri] e facendogli molto male. Dopo essersi ripreso dallo spavento, chiese perché non potesse recuperare le tavole, al che lo spirito rispose perché non aveva seguito i suoi ordini. Chiese poi come avrebbe potuto averle e gli fu risposto così: vieni fra un anno da oggi, porta con te il tuo fratello maggiore e le avrai.”
Alvin però morì due mesi dopo e, al secondo incontro, lo spirito gli disse di tornare l’anno successivo con un certo uomo, che avrebbe riconosciuto dopo averlo visto. Joseph decise che costui era Samuel T. Lawrence, suo compagno nella caccia a tesori nascosti, e lo portò sulla collina di Cumora. Lì “Gli mostrò dove fosse il tesoro. Lawrence gli chiese se avesse trovato qualcosa assieme alle tavole d’oro; gli disse di no; gli chiese quindi di guardare nella sua pietra per vedere se non ci fosse nulla con esse. Guardò e disse che non c’era nulla; gli disse di guardare di nuovo e di controllare se non ci fosse un grande paio di occhiali assieme alle tavole; guardò e vide un paio di occhiali, gli stessi con i quali Joseph disse di aver tradotto il Libro di Mormon.”
Joseph poi raccontò a Chase che, accompagnato in carrozza dalla moglie Emma ai piedi della collina, aveva recuperato le tavole e le aveva nascoste in un tronco. Qualche giorno dopo, andando a recuperarle per timore che qualcuno le avesse trovate, aveva steso due uomini che lo avevano aggredito mentre le portava a casa avvolte nella sua giacca. “Fece l’osservazione che non avrebbe ottenuto il libro se non fosse stato per quella pietra (che riconobbe essere di mia proprietà).” Poi “Dato che i suoi vicini erano disgustati dalle sue sciocche storie, decise di tornare in Pennsylvania per evitare quella che lui chiamava persecuzione.” Joseph fa la conoscenza del facoltoso fattore Martin Harris, a cui chiede 50 dollari, e “Nella primavera del 1829 Harris andò in Pennsylvania e, al suo ritorno a Palmyra, riportò che la moglie del profeta avrebbe dato alla luce nel mese di giugno un maschietto che sarebbe stato in grado a due anni di tradurre la Bibbia d’oro. Poi disse che avremmo visto Joseph Smith camminare per le strade di Palmyra con sottobraccio una Bibbia d’oro indossando un pettorale aureo e con una spada d’oro sul fianco. Questo tuttavia si rivelò del tutto falso.”
Peter Ingersoll: “Un giorno stavo arando vicino alla casa di Joseph Smith padre verso mezzogiorno e mi chiese di camminare con lui non lontano da casa sua per vedere se un bastone da rabdomante [mineral rod nell’originale] potesse funzionare nelle mie mani, dicendomi anche che era sicuro che sarebbe stato il caso. Dato che i miei buoi stavano mangiando e che io stesso ero libero, accettai l’invito. Quando arrivammo vicino a dove diceva ci fosse il denaro, tagliò un cespuglietto di amamelide e mi spiegò come tenerlo. Si allontanò poi qualche pertica e mi istruì di dire al bastone “vai verso i soldi”, cosa che feci a voce alta. Mi rimproverò severamente di averlo detto forte, dicendo che doveva essere sussurrato. Era un’attività nuova per me. Mentre il vecchio stava a qualche pertica mettendosi in varie pose, gli dissi che il bastone non funzionava. Sembrò molto sorpreso e disse che gli sembrava di averlo visto muoversi nelle mie mani. Era il momento per me di tornare al lavoro. Al mio ritorno raccolsi una piccola pietra lanciandomela noncurante fra una mano e l’altra. Mi disse, sembrando molto serio, cosa pensi di fare con quella pietra? Gli risposi lanciarla agli uccelli. Il vecchio disse no, ha molto valore e quindi gliela diedi. Mi disse se solo sapessi quali ricchezze ci sono dietro casa mia e, indicando un luogo vicino, esclamò laggiù c’è un forziere pieno d’oro e un altro d’argento. Poi mise la pietra che gli avevo dato nel suo cappello, sporgendosi in avanti e piegandosi, facendo varie manovre abbastanza simili a quelle di un’esca per piccioni. Alla fine abbassò il cappello e disse con una voce flebile, del tutto esausto, se sapessi ciò che ho visto, crederesti. […] Poi suo figlio Alvin si diede allo stesso spettacolo, che era ugualmente grottesco.”
Poi cita un altro paio di episodi:
“Un’altra volta Joseph padre mi disse che il miglior momento per cercar tesori era nella calura estiva, quando il caldo faceva risalire i bauli di soldi vicino alla superficie del suolo. Vedi, mi disse, le grosse pietre sul suolo? Le chiamiamo rocce, e ne hanno proprio l’espetto, ma in realtà la maggior parte di esse sono bauli pieni di soldi fatti risalire dal calore del sole. Un’altra volta invece mi disse che gli antichi abitanti di questo paese usavano cammelli invece di cavalli. A prova di ciò disse che in una certa collina nella fattoria del signor Cuyler c’era una grotta contenente un’immensa quantità di oro e argento, panoplie e anche una sella per cammelli appesa a un piolo in un fianco della caverna. Gli chiesi di che tipo di legno fosse il piolo. Non sapeva dirlo, ma disse che era simile a pietra o ferro.”
William Stafford (anche lui proprietario di una pietra divinatoria e cerca di minimizzare la sua partecipazione alla caccia ai tesori): “Gran parte del loro tempo era dedicato a scavare alla ricerca di denaro, specialmente di notte, quando dicevano che il denaro poteva essere ottenuto più facilmente. Li ho sentiti raccontare favole meravigliose in merito alle scoperte che avevano fatto durante le loro bizzarre attività di cercatori di tesori. Dicevano per esempio che in un certo posto, su una certa collina nella fattoria di un certo uomo erano deposte chiavi, botti e barili di monete d’argento e d’oro, lingotti d’oro, icone auree, pentole di rame piene d’oro e d’argento, candelabri d’oro, spade e così via. Dicevano anche che quasi tutte le colline in questa zona di New York erano state innalzate da mano umana e che dentro di loro c’erano grandi caverne che Joseph figlio poteva vedere mettendo una pietra di aspetto particolare nel suo cappello in modo da escludere completamente la luce. All’epoca sostenevano che potesse vedere ogni cosa dentro e sotto la terra, che poteva vedere nelle suddette caverne grossi lingotti d’oro e tavole d’argento e che poteva anche scoprire gli spiriti nelle cui cure erano i tesori, vestiti con abiti antichi. In alcuni momenti questi tesori potevano essere ottenuti molto facilmente; in altri era difficile ottenerli. La facilità a potervisi avvicinare dipendeva in gran parte dalla fase della luna. Credo che il novilunio e il Venerdì santo fossero considerati i momenti più propizi per ottenere quei tesori. Considero immaginarie queste storie.”
“Una notte venne da me Joseph Smith padre dicendomi che Joseph figlio stava guardando nel suo cristallo e aveva visto a non molte pertiche da casa sua due o tre pentole piene d’oro e argento a qualche piede sotto la superficie del terreno e che solo il vecchio Joseph e io stesso avremmo potuto recuperarle. Acconsentii pertanto ad andare e ci recammo la sera presto al luogo del deposito. Joseph padre tracciò dapprima un cerchio del diametro di dodici o quattordici piedi e disse che quel cerchio conteneva il tesoro. Conficcò poi nel suolo una serie di bastoncini di amamelide intorno a detto cerchio allo scopo di allontanare gli spiriti malvagi. All’interno del cerchio ne tracciò un altro di circa otto o dieci piedi di diametro. Camminò intorno all’estremità di questo cerchio per tre volte sussurrando fra sé qualcosa che non riuscivo a capire. In seguito piantò una verga di ferro al centro dei cerchi e ci venne imposto un totale silenzio, altrimenti avremmo risvegliato lo spirito maligno che aveva la custodia di questi tesori. Dopo aver scavato una fossa profonda circa cinque piedi attorno alla verga, il vecchio chiese il permesso di andarsene con segni e gesti e andò a casa a chiedere al giovane Joseph il motivo del nostro fallimento. Tornò poco dopo e disse che Joseph era rimasto tutto quel tempo in casa guardando nella sua pietra e sorvegliando i movimenti dello spirito maligno, che aveva visto lo spirito risalire fino al cerchio e che non appena aveva visto il cono che avevamo creato attorno alla verga aveva fatto sprofondare il denaro. Andammo quindi in casa e il vecchio disse che avevamo fatto un errore all’inizio dell’opera; non fosse stato per quello, disse, avremmo potuto recuperare il denaro.”
“Il vecchio Joseph e uno dei ragazzi venne da me un giorno e disse che Joseph figlio aveva scoperto dei tesori davvero notevoli e di valore che potevano essere recuperati in un solo modo. Il metodo era il seguente: si doveva portare una pecora nera nel luogo in cui erano nascosti i tesori e, dopo averle tagliato la gola, la si doveva trascinare in cerchio mentre sanguinava. Fatto questo, la collera dello spirito maligno si sarebbe placata: si sarebbe perciò potuto recuperare il tesoro e la mia parte sarebbe stata un quarto. Gli lasciai prendere una pecora grande e grassa per appagare la mia curiosità. In seguito mi informarono che la pecora venne uccisa secondo comandamento ma che, essendoci stato un errore nel processo, non sortì l’effetto desiderato.”
Joseph Capron: “La famiglia Smith aveva moltissima considerazione per Joseph figlio a motivo di qualche potere sovrannaturale che diceva di possedere. Sosteneva che questo potere gli veniva per mezzo di una pietra con caratteristiche peculiari. La pietra veniva messa in un cappello in modo da escludere completamente la luce eccetto quella emanata dalla pietra stessa. Diceva che la luce di questa pietra gli permetteva di vedere ogni cosa che desiderava. Pertanto scopriva fantasmi, spiriti infernali, montagne di oro e argento e molti altri tesori inestimabili deposti nel suolo. Diceva spesso ai suoi vicini delle sue incredibili scoperte e li esortava a imbarcarsi nell’attività di cercatori di tesori. A chiunque avesse seguito i suoi consigli sarebbero toccati lusso e ricchezza. Si riunì presto una banda: alcuni di loro erano spinti da curiosità, altri erano esaltati nelle loro aspettative di guadagno immediato. Racconterò un episodio in modo che un non iniziato sappia come la compagnia scavava alla ricerca di tesori. Il sapiente Joseph scoprì a nordovest di casa mia un baule pieno di orologi d’oro ma, essendo possesso di uno spirito malvagio, ci volevano abilità e uno stratagemma per recuperarli. Pertanto si diede ordine di infilarci intorno un carico di grossi pali nel suolo in forma circolare per molte pertiche. Questo doveva essere fatto direttamente sopra il punto in cui il tesoro era sotterrato. Si mandò un messaggero a Palmyra per recuperare una spada lucidata; dopodiché Samuel F. Lawrence, spada sguainata in mano, marciò intorno per fare la guardia da un qualsiasi assalto che sua maestà satanica avrebbe voluto fare. Nel frattempo il resto della compagnia era alacremente occupato a scavare per trovare gli orologi. Lavorarono, come al solito, fino a essere esausti ma, nonostante il coraggioso difensore Lawrence e il loro bastione di pali, il diavolo l’ebbe vinta e si portò via gli orologi.”
La famiglia di Eldred G. Smith (pronipote di Hyrum Smith nonché ultimo patriarca presiedente), morto nel 2013 alla veneranda età di 106 anni, ha tre fogli di carta con disegnati sopra simboli magici e custoditi in una borsetta in cotone che si appendeva al collo, usati presumibilmente dai suoi antenati durante le ricerche di tesori.
A questo punto è possibile vedere che la storia di Joseph Smith che trova le tavole d'oro con la pietra divinatoria e lo spirito di Moroni che gli impedisce di recuperarle perché non ha seguito le istruzioni rientra nel filone delle favole raccontate dai money diggers. La pietra divinatoria di Joseph, che è un ovale marrone con strisce più scure, sarà protagonista della storia ancora per un po'.
[Prosegue nei commenti]
submitted by MacCohen to Exmormoni [link] [comments]


2020.05.15 06:47 DanteNathanael Nelkenherz: parte 1/2

NELKENHERZ


Las escaleras están frescas con heridas mientras sube escalón a escalón, poco a poco la obscuridad esclareciendo en sus viñetas oculares, volviendo a respirar con tranquilidad. Y aunque presentemente se encuentre solo, en su corazón lleva la compañía de todo el mundo.
La encuentra limpiando claveles en el estanque del jardín. Se pone de puntitas y trata de evadir las recientes flores y frutos caídos de las jacarandas que cubren la casa de la extraña lluvia tardía. Las obscuras ramas dibujan hipotrocoides en el aíre. Gorriones con la cabeza rojiza surfean el flujo etéreo que pasea sobre la ciudad, hacía el moribundo sol, la niebla ascendente pintada más y más de naranja en el horizonte hasta esfumarse en espirales concéntricos. . . . Pero antes de llegar a ella, ve la suavidad y lentitud con la que lava cada pétalo—del rojo pasan al rosa dentro del agua. A su lado apenas queda un par. Acercándose un poco más, las pieles de los irregulares pétalos revelan haber sido artificialmente teñidos con un rojo escarlata. Lentamente, todavía de puntitas, la abraza por detrás, un beso en la mejilla, un silencioso “ya estoy en casa, cuéntame.”
Termina de lavar los últimos claveles, los amarra en un ramo con la liga de su cabello, exdorado y cayendo en gravedad disminuida, seguramente por la presión atmosférica, y por fin le deja ver sus ojos, su mirada decaída. Una serie de jalones cardiacos le hacen instantáneamente besarle la frente y abrazarla. Pequeñas aglomeraciones de tristeza liquida empiezan a bajar por sus mejillas. Ambos se paran al mismo tiempo, petricor acercándose cada vez más. Deja que ella tome el ramo. Lo sostiene cerca de su pecho, manchando su azul uniforme. Caminan hacía la puerta trasera, entrando silenciosamente a casa.
La luz permanece apagada. A través del estudio hay veladoras que él empieza a encender, mientras ella regresa del almacén con un jarro acampanado de vidrio. Dentro de él coloca las flores, agua y unas cuantas lágrimas. Cuando la ultima veladora ha sido despertada, el pequeño cofre, Cuauhxicalco—que le sorprende aún funcioné después de tanto tiempo, especialmente al ser su primer proyecto de carpintería, regalo de su primer aniversario—ya descansa en sus blancas y temblorosas manos. Se acerca y le desabrocha el pequeño collar de oro del cual pende una pequeña llave con las letras vanvda en el cuerpo de esta, que ahora va clink, clink, para abrir y revelar múltiples chalchihuites, jades y serpentinas. De su bolsillo saca 3 jades. Las lágrimas dentro de él no pueden ser contenidas por mucho más tiempo, pero da su todo para seguir mirando en silencio. Ella toma un pétalo de clavel y envuelve una de las piedritas en él. Tan pronto como introduce las tres piedritas se deja caer, él apenas si la alcanza.
La sienta en el sillón de vinilo negro, su favorito, en la esquina del estudio. Toma otra silla y se sienta frente a ella. Después de un minuto, comienza a hablar.
“No fueron 3.”
“Oh. Gracias a Dios. . . .” La tristeza viene ahora a ser reemplazada por curiosidad. “¿Entonces por qué pusiste tres piedritas dentro del cofre?”
La lluvia llega al techo sobre sus cabezas. Su pequeño entra a la habitación, buscando a sus padres, extrañado de no haber escuchado el usual tumulto en la puerta delantera.
“Cuando me llamaste y dijiste que quizás tardarías un poco más, no pensé que fuera tan grave, Cariño.”
Las manitas del pequeño toman otra silla y la arrastra hasta quedar entre ellos. Despeja el cabello de sus ojos y se amarra su casi dorado cabello con una liga que siempre lleva en la muñeca. Su mirada revela entender lo que está pasando. Coloca una de sus manitas de porcelana en la pierna de mamá y la otra en la pierna de papá, y asiente gravemente, pidiendo que continúe.
Und ich gehör dir nicht zu.
Beide klagen wir nun.
¿Dijiste algo, Preciosa?” dice mientras pasea su trapo de derecha a izquierda sobre la blanca superficie moteada del mostrador, dejando un rastro húmedo—susurros narcolépticos de caracol. “¿Has estado leyendo tus poemarios de nuevo?”
“¡Yia! Pfugeljin.”
“¿Vögelchen?” una pequeña risa. “¿Y ahora por qué soy una pequeña ave? ¿Qué hice ahora?”
“Eeeees—“ acercándose hacía él, hasta dejarse caer sobre sus hombros, rodeándolo con sus suaves y cansados brazos, recostando su cabeza en palpitante pecho de su amado, para continuar “—porque eres el que me lleva al cielo en tus alas.”
Las ultimas tormentas han dejado de caer, aunque el hombre del clima, Don Eladio, alias “Hieladio,”avisó de un frente frío que llegaría del Norte por la tarde. El un poco oxidado gallo de los vientos, siempre anunciando en sutil canción la víspera del amanecer sobre el letrero de la florería, Nelkenherz en grandes letras serif rojas sobre un fondo blanco, avisa que el viento se acerca no desde el Norte, pero del Este.
En el encuadre se puede ver la parte baja del letrero de la tienda, del cual cuelgan cuatro bulbos geométricos, uno parpadeando, a punto de morir; ambos ventanales llenos de flores por detrás. Y la gran puerta de cristal-madera obscura, de la cual sale jovial, suelta y sonriendo naturalmente a quien pase Maxine Boan. La florería le pertenece a ella y a su esposo, Kelvin Antares. Las piernas del lucero de la calle Aloe se mueven de un lado para otro por debajo de su danzante vestido mientras recoge las restantes mesas que por la mañana estaban llenas de amapolas, lirios, petunias, girasoles, rosas, margaritas, geranios, hortensias, petunias, begonias, gitanillas, azucenas, nomeolvides y claveles—los primeros del año. La cámara no puede captar muy bien todo el rango de colores por la mañana, pero ya que es tarde, bajo la luz monótona, nublada, saturada, ella brilla en el centro de la película.
Un pequeño beep avisa que ya ha terminado de grabar. La guarda dentro de los tantos bultos de su chaqueta y se levanta de la silla frente a la florería. Todos esperan ya la lluvia, pero no viene . . . espera pacientemente en las alturas para dejarse caer.
La cita es alas 19:30, en la entrada a la Posada del Sol.
Realmente no sabe lo que está haciendo. Un amigo le había recomendado trabajar con Tomas Villacorta Jr. Desde hace un año. Era un trabajo simple como este: ir y tomar video de un grupo de amigos que siempre se reunía cerca de Plaza San Pedro. Cuando la noche caía, bajo el manto matrimonial del sol y la luna, de las estrellas y el smog, se acercaban más, pagándole a alguien en la iglesia para subir a la azotea, al Hospital Juárez. Allí llevaban un tipo de ritual para comunicarse con la Planchada. Habiendo contactado previamente a la Quemada unos días antes, que había revelado el nombre de aquel malvado italiano, pidiendo que le hicieran pagar por lo que hizo, pues así lo quería la Tierra.
“Deste gafe ni la Llorona sabe. Su crimen castigado verlo he. ¿Encontréis vosotros a V.? Diz que Planchada en vida fuera duno de su cuna amante.”
“¿Eulalia ‘La Planchada’ del Hospital Juárez?”
“Con ella averar.”
Así que lo hicieron. . . . Un poco.
La Planchada estaba demasiado cansada después de la pandemia que ocurrió hace unos años. Los pacientes necesitaban demasiada atención. Incluso tuvo que ir de paso a otros hospitales para suplir con la carga a los enfermeros espectrales que allí laboraban. En sus aventuras fuera del Juárez se encontró a varios fragmentos del alma de Nightingale trabajando horas extra. Historias fueron intercambiadas y pronto Eulalia se dio a conocer en todo el mundo fantasmal benigno. (Algunos dicen que incluso el maligno, pues se apareció el fantasma de un criminal, herido, una noche en la explanada del Juárez. Eulalia lo curo y lo cuidó sin dirigirle la palabra.) Esto hizo que se arreglara de nuevo el cabello y lavara sus ropas, por lo que cuando finalmente apareció, casi no la reconocieron. Era 12 de mayo. Se sentó con ellos.
Eulalia reveló el nombre de aquel muchacho que la engaño, dejándola atrás, sola. Huyendo con aquella que finalmente llamaría esposa . . . Teodoro V.
Los chicos desaparecieron uno a uno después de eso. Él nunca lo supo.
Pero el dinero escaseaba, y el trabajo del magnate transnacional era demasiado fácil como para que pagara $10000 . . . solamente por filmar por una semana a una reconocida pareja que vendía flores y nunca daño a nadie. Demonios, incluso él mismo había ido a comprarle flores ahí a ella . . . a ella . . . varias veces. . . . ¿Qué podría pasar?
En las puertas de la Posada del Sol lo esperaba un agente vestido de basurero—es eso . . . sí, dice “prohibido penetrar a personas no autorizadas:” nice—naranja como el metro, como el cuerpo de una pluma, estoico, llenando botes despintados y oxidados de una cantidad exagerada de basura para un disfraz. Le hizo una señal de que echará el instrumento en la basura.
Bajo la acera, dando la mejor impresión de desinterés que pudiera, y aventó todo junto dentro del bote de basura orgánica. El hombre le maldijo.
Antes de llegar a casa, por curiosidad pasó de nuevo por la florería. Maxine ya había recogido todo y se encontraba dentro. En su mano una taza que al beber de ella empeñaba sus lentes. Kelvin estaba terminando de merodear en la caja, un último click antes de acercarse a Maxine, quien instantáneamente sonríe viéndole a los ojos . . . ¿fue eso una patada? No puede ver muy bien desde ahí.
Recuerda que todavía lleva puesta el arrugado disfraz, desparramándose a los lados como una masa viscosa dejada mucho tiempo sobre la mesa. Se la quitó y la desechó en el cubo más cercano. Finalmente se arma de valor para ir a saludar a la pareja, que ya van un paso afuera de la florería. El cielo aún está gris, pero ni el viento ni la lluvia tienen la presencia que se esperaba. Cuando Kelvin apaga las luces, todos los colores de la calle Aloe se dispersan a los vientos como motas de polvo. Ni una herida traería un poco de color de vuelta.
“¡Memo!” salta Maxine. Su negro cabello lacio se alza y cae lentamente en ritmo con su vestido, resaltando la luminosidad de sus dientes, rodeados de un rojo natural. Se acuerda de ella. “¿Cómo has estado? Hace mucho que no pasas por la tienda. ¿Las cosas siguen mal?”
“Si. . . . No la he vuelto a ver desde el invierno. Navidad fue la última vez que estuvimos verdaderamente juntos, desde ahí he estado estático. No sé si—“
“Memo,” interrumpe Kelvin.
“Señor,” haciendo un pequeño saludo japones, sincero y automático, con los ojos fijos en el suelo.
“Me pareces un excelente chico, Memo. Desde que venías a comprarle ramos personalizados, desde la primera hasta la penúltima vez que entraste en esta tienda, pude ver en tus ojos cuanto la amabas. Ah, no solo en tus ojos, todo tu ser rebosaba de amor, de energía.” Una pequeña pausa, sus pupilas brillantes, buscando qué decir, le dan la vuelta al mundo.
“Es repentino,” voltea a ver a su esposo, que le da el si con la cabeza. “¿No gustarías acompañarnos un poco a la casa? Me gustaría saber qué está pasando contigo y con . . . ella.”
“No se preocupe, puede nombrarla.”
“—con Claire.”
“Por supuesto, no tengo nada más que hacer por hoy.”
Después de 5 calles y 2 vueltas, subiendo las escaleras verdeas, las que si tienen barandal, llegan a una grandiosa reja que tiene las letras A&B en la cúspide, sobre las cuales descansa una corona de flores. Todo el trabajo de hierro parece estar hecho a base de gigantes flores petrificadas.
Guillermo mira su reloj . . . se le hunde el pecho. Ya es un poco tarde, pero ya no hay una razón por la cual llegar a casa lo antes posible. Comprará la cena en el camino de vuelta . . . y una botella de ron.
Adentro va Maxine, luego Guillermo y finalmente Kelvin, quien cierra la puerta tras de sí. Dentro de los umbrales de la casa, Guillermo puede ver claramente una distinción entre aquel lugar y el mundo exterior. Todo huele a paz, el peligro ya no sabe en su boca. ¿Es esto lo que es un hogar? Su pecho se hunde todavía más. Trata de que los recuerdos de un futuro imposible ahora no le llenen los ojos, desbordando todo aquello que no dice, el dique de su escasa seguridad llevado a un punto crítico. La humedad derrumbándose lentamente sobre su cara lo llevará de nuevo a la orilla del mar donde la conoció. Sabe que cada vez que lo hace, la brisa de barre su corazón con bruma algún día lo convertirá completamente en un bloque de sal, uno que todas las empresas que lucran con la insoportable inaceptabilidad de una partida, esperando en los valles emocionales donde la obscuridad es más densa, más pesada, que se pega a la piel, exprimirle todo hasta convertirle en un fantasma que recurre a la pornografía, el alcoholismo, la putería, para seguir huyendo . . . pero nunca podrá huir de nada. Y lo sabe. La promesa de amanecer en otro día más brillante, apenas consciente, con la boca seca y una resaca, siempre termina por llevarlo a un día todavía mas obscuro, donde el sol sigue brillando igual pero lo siente cada vez menos. Los horizontes a los que quiere llegar son solo los bordes de su tumba, y cada vez que cierra los ojos, la única luz que hubo en su vida, la única que dejó entrar, va rondando en el laberinto de su tragedia, sin parpadear . . . ni sus parpados lo protegen de notar su ausencia. . . .
. . . y Maxine lo abraza sin dudar. Finalmente llora. Kelvin entra para preparar la sala.
En los lapsos que puede abrir los ojos, un poco distorsionadas por el mas acuoso, puede ver muchas flores y cajas, cajas grandes, apiladas por doquier.
Maxine lo sienta a su lado en el sillón más largo, dando de frente a la apenas usada chimenea. “Deja salir todo,” le dice.
Kelvin cena solo. Deja preparados otros 2 platos y sube a realizar una llamada. Aún cuando Guillermo ya ha dejado de llorar, La voz, con un tono de emoción igual al que cuando empezó, puede oírse todavía.
“Así que eso paso. . . .”
“Ya han pasado tantos días y todavía la extraño.”
“No importa,” Maxine con una sonrisa. “La verdad solo la extrañas porque le daba estabilidad a tu vida. Desde que se fue, nada ha sido lo mismo—¿cierto?—pero no tiene que serlo. Las cosas deben de mejorar. Y todo, especialmente el amor, se da de forma natural. Me contaste que incluso has rechazado a algunas personas por ella. Bueno, me parece que es porque crees que no eres digno de nadie, le tienes miedo a demostrarle a otras personas lo que realmente eres. Pero dime, ¿te has sentido mejor por rechazarlas? Quizás sientas que estás siendo responsable al no entrar en una relación, pero, querido, no lo estás siendo. Vales muchísimo como para que sigas huyendo de tomar responsabilidad de ti mismo, Sabes que tu corazón quiere amar, pero lo único que haces cuando se presenta ese amor es huir, llenándote la cabeza de mil cosas. No retrases lo inevitable, no quiero que te hagas daño.
“Pero ah, hermoso, mírate. Realmente mírate. Estás así por alguien que ya no está. Tu amor es muy grande. Tiene una fuerza inmensa. Ocúpalo en ti mismo y en alguien que realmente quiera lo mejor para ti. Quizás pienses que no es así, pero encontrarás a alguien que te ame, que pueda ver a través de todo lo que escondes, directo al tesoro de tu alma. Y ni tu pasado ni tus miedos le van a importar, por que está ahí no solo para amarte, también para enseñarte todas las cosas que hay por amar en ti: cuando la veas sonreír, cuando le haya contado a alguien de ti y al presentártelos digan ‘¡Memo! es un placer conocerte,’ cuando duerma tranquilamente en tu pecho y te diga con toda seguridad que tú eres lo que ella quiere. Y cuando menos te des cuenta, tu corazón habrá sanado, y ella te tratará igual, pero ahora estará aliviada de que puedes por fin verte como ella te ha visto desde el principio. Y no es que no vea toda la obscuridad en tu corazón, no es que sea ciega a ella, a veces, cuando no la veas, tendrá miedo, pero sus ojos brillarán de nuevo, pues sabe que eres realmente aquél que brilla por debajo de toda esa obscuridad.”
Antes de que la sonrisa de Memo se transformara en llanto, Kelvin baja al fin, sus pasos resonando en la escalera, pues baja dando brinquitos.
“¿Ya?” le pregunta a Maxine. Ella asienta. “Bueno, toma,” le dice a Guillermo, alargando el teléfono del cual ya cuelga una pila portátil.
“Amm . . . ¿yo?”
“¿Quién más, campeón?”
“Ah, uhhh, ahhhh . . . okay . . .” se pega el teléfono a la oreja. “¿Bueno?”
“Holaaa, ¿Memo?” Al oír aquella voz, el corazón de Guillermo empieza a latir de otra manera, no con ansiedad, pero con emoción.
“S-s-¿si?”
“Un placer Memo. Me llamo Eurus y—“
“¿Crees que estará bien? Eurus lleva mucho tiempo queriendo conocerlo.”
“Lo hará. Nuestra niña es la mejor.”
Cuando bajan de nuevo, la llamada todavía sigue su curso.
“—si solamente la buscas cuando estás triste, no la amas. Definitivamente extrañas la seguridad que te daba. Es más fácil regresar a lo que eras antes, porque así ya nadie podrá juzgarte por lo que eres realmente, temes abrirte con alguien más, porque como dijo mamá, crees que no te amaran. Bueno, Cariño, la realidad es que muchos y muchas te han amado, pero en tu necedad, has cerrado la puerta por un amor oxidado, que ya ni es cenizas, es carne muerta, y te vas a pudrir con ella si sigues aferrado.”
Al llegar a casa, ya muy de madrugada, Guillermo. . . . Bueno, la conclusión lógica entonces es que realmente amas a quien buscas cuando estás feliz, ¿no? . . . Guillermo estaba muy feliz. Y no podía dejar de pensar en Eurus.
. . .
submitted by DanteNathanael to DanteNathanael [link] [comments]


2020.05.07 20:02 RedditItalyBot Blob - di tutto, di più * 07/05/20

Blob è una rubrica di italy: ogni sera postiamo un mix di thread diversi.
Ci troverai: thread rimossi nella giornata che magari sono interessanti, i principali contenuti da altri sub in lingua italiana, i thread del passato.
Vuoi saperne di più? Consulta la spiegazione.

Hai qualche considerazione sulla scelta di cancellare qualcosa?

Contatta i mod o consulta le FAQ specifiche.

I top thread di alcuni degli altri sub italiani

Da polliceverde

Da italianlearning

Da ITAGLIA

Da ItaliaPersonalFinance

Da AnimeItaly

Da ItalyInformatica

Da Italia

I top thread di alcuni degli altri sub locali

Da bologna

Da Venezia

Da napoli

I thread recuperati di oggi

Articoli di interesse locale o di nicchia

Foto "lancia e dimentica"

Meme e altre cose divertenti, più adatte per il Caffè Italia

Temi per i quali c'era già un altro thread simile aperto o un megathread

Link per cui è richiesta un'introduzione del contenuto

Thread con un titolo da cambiare

L'anno scorso, parlavamo di:

I più apprezzati erano:
submitted by RedditItalyBot to italy [link] [comments]


2019.12.09 13:29 HDfueltech Cita de Mirko Badiale en el Día Internacional de la Dignidad de las niña, niños y adolescentes trabajadores

Cita de Mirko Badiale en el Día Internacional de la Dignidad de las niña, niños y adolescentes trabajadores

https://preview.redd.it/0dci2geunl341.jpg?width=1080&format=pjpg&auto=webp&s=6735bb117c6939b02e657ae5242f1974e48615d5
#FelizLunes 09 de Diciembre. Que sea éste un excelente día para todos.
Hoy se celebra el Día Internacional de la Dignidad de las niñas, niños y adolescentes trabajadores. Un día como hoy 9 de Diciembre de 1996, representante de los movimientos de Niños, Niñas y Adolescentes Trabajadores de África, Asia y América Latina se encontraron por primera vez en la ciudad de Kudapur, India para intercambiar experiencia y propuestas para hacer valer sus derechos y así, recordar y reafirmar la lucha de millones de Niños, Niñas y Adolescentes Trabajadores del mundo entero.
Así mismo, hoy se celebra el Día Internacional contra la Corrupción.
Y compartimos una frase del filósofo y escritor de aforismos italiano, autor de ‘Tagliando Corto’, Mirko Badiale.
«En cada niño se debería poner un cartel que dijera: Tratar con cuidado, contiene sueños.» – Mirko Badiale
#HDfueltech #Citas #Frases #Corrupccion #velitas #MirkoBadiale #Bogotá #Colombia #Latinoamérica
https://www.facebook.com/hdfueltech/
submitted by HDfueltech to Citaseimagenes [link] [comments]


2019.08.21 18:32 MacCohen Traduzione e autenticità storica del Libro di Abrahamo

L'egittologo Robert K. Ritner ha ribattuto al saggio sul Libro di Abrahamo pubblicato su lds.org nel 2014.
Per iniziare fa notare che, nonostante la conclusione del saggio dica che “la veridicità e il valore del libro di Abrahamo non possono essere determinati dal dibattito accademico relativo alla traduzione e all’autenticità storica del libro”, cercano comunque di dimostrare le loro tesi proponendo un dibattito accademico molto parziale visto che la maggior parte delle note si rifanno a pubblicazioni legate a studiosi o apologeti impiegati alla BYU.
Ritner fa una rassegna delle critiche mosse al Libro di Abrahamo dagli egittologi:
In seguito Ritner ricorda che la traduzione del Libro di Abrahamo è stata confutata dagli egittologi fin dal 1861, quindi oggi la Chiesa ricorre a varie scuse per spiegare come Joseph Smith abbia ricavato il testo del libro dai papiri: la parola “traduzione” non vorrebbe dire davvero traduzione, il papiro magari è incompleto e così via. Il Libro di Abrahamo stesso ha però il sottotitolo “tradotto dal papiro, da Joseph Smith.”
Quando il saggio dice che “alcuni hanno ritenuto che i geroglifici posti accanto e intorno al facsimile 1 debbano costituire una fonte del testo del libro di Abrahamo, ma questa opinione si basa sul presupposto che tra un’immagine e il testo ad essa adiacente esista un legame in termini di significato” Ritner ricorda che è il libro stesso a confermarlo (Abrahamo 1:12-14).
Il fatto che per Smith il processo fosse una traduzione è chiaro leggendo i manoscritti dettati da Smith agli scrivani, in cui si vedono singoli caratteri ieratici tratti dal Libro del respirare di Horo su una colonna a sinistra e la relativa traduzione in inglese, corrispondente al testo del Libro di Abrahamo, sulla destra.
Anche se il saggio sostiene che Joseph Smith non rivendicasse di parlare l'egiziano, si contraddice da solo dicendo che “Phelps considerava Joseph Smith l’unico in grado di comprendere i caratteri egizi: 'Poiché nessuno era in grado di tradurre questi scritti', disse Phelps a sua moglie, 'essi furono mostrati al presidente Smith, il quale capì subito di che cosa si trattasse'” e Smith sostenne più volte di parlare l'egiziano fornendo il significato di parole a suo dire egiziane come “su e-eh-ni”; oltre all'esempio di Ritner, ho anche trovato “mon” (Times and Seasons, 15 maggio 1843), "Jah-oh-eh, Enish-go-on-dosh, Flo-ees-Flos-is-is" (Times and Seasons, 13 novembre 1843) e un elenco di numeri egiziani; tutti questi termini sono inventati e non hanno senso in egiziano, men che meno le traduzioni fornite da Smith.
Da una parte il saggio sostiene che “non esiste più alcuna testimonianza diretta relativa alla loro traduzione, il che rende impossibile ricostruirne il processo”, però si contraddice ancora da solo alla nota 31, che dice: “'Mi sono seduto a fianco a lui e ho trascritto la traduzione dei geroglifici egizi così come egli affermava di riceverla mediante ispirazione diretta del cielo', scrisse Warren Parrish, lo scrivano di Joseph Smith.” Oltre a questo ci sono i già citati manoscritti del Libro di Abrahamo che mostrano chiaramente che il processo di traduzione è da prendere alla lettera: ai vari caratteri tratti dai papiri Joseph Smith accosta il significato in inglese, identico all'attuale testo del Libro di Abrahamo con alcune correzioni a mano a mano che la traduzione procedeva. In questo documento si vede addirittura che una singola frase tradotta dagli egittologi come “grande lago di Khonsu [e Osiride Horo il giustificato], nato da Taikhibit la giustificata, ugualmente” ha dato origine all'intero Abrahamo 1:4-31 e 2:1-2
Per un altro approfondimento, rimando alla pagina su smormoni
submitted by MacCohen to Exmormoni [link] [comments]


2019.07.30 15:15 HDfueltech Frases HD Fueltech, hoy del periodista y escritor Alberto Moravia

Frases HD Fueltech, hoy del periodista y escritor Alberto Moravia

https://preview.redd.it/1n6mjeievfd31.png?width=1080&format=png&auto=webp&s=13e3d18147db1c12ab757d9de3235babb3e3926e
Muy buen día a [email protected]

Hoy se celebra el Día Internacional de la Amistad, es un día festivo dedicado a la celebración de la amistad. El inicio de esta celebración se remonta a una reunión de amigos realizada para conmemorar el Día del Árbol el 20 de junio de 1958, en Puerto Pinasco, Paraguay.

¿Saben? Hoy también se celebra el Día Mundial contra la Trata de Personas. El cual busa concienciar sobre la situación de las víctimas del tráfico humano y para promocionar y proteger sus derechos.

Y bueno, finalmente compartimos una cita del periodista y escritor italiano, Alberto Moraiva.
“La amistad es más difícil y más rara que el amor. Por eso, hay que salvarla como sea”

#HDfueltech #Citas #DíaInternacinalDeLaAmistad #DíaMundialContraLaTrataDePersonas #AlbertoMoraiva #Bogotá #Colombia

https://www.instagram.com/hdfueltech/
submitted by HDfueltech to Citaseimagenes [link] [comments]


2019.07.18 10:38 lostorico Recensione a Philipp Blom: La grande frattura. L'Europa tra le due guerre (1918-1938), Marsilio, 2019.

Recensione a Philipp Blom: La grande frattura. L'Europa tra le due guerre (1918-1938), Marsilio, 2019.

https://preview.redd.it/f2f05jmjx0b31.jpg?width=411&format=pjpg&auto=webp&s=179782a71284cb94237cc818df4734e824e9820b

Nel dire qualcosa su questo libro comincerei con tre osservazioni. La prima: è un libro scritto in modo estremamente avvincente. La narrazione è fluida e Blom riesce a tenere incollato il lettore alle pagine con un sapiente dosaggio di narrazione, sintesi ed esempi insoliti. La seconda: La grande frattura non è una storia d’Europa, ma essenzialmente è una storia culturale dell’Europa tra le due guerre comparata agli Stati Uniti. La terza: il libro ha un’impostazione decisamente originale. Ogni capitolo corrisponde ad un anno. Per ogni anno Blom ha scelto un evento o un personaggio significativo e a partire da quello ha allargato lo sguardo e ampliato il panorama delle osservazioni offerte al lettore.
Hobsbawm ha definito il trentennio 1914-1945 “Età della catastrofe”: la prima guerra mondiale seguita dalla più grande crisi economica che il mondo avesse conosciuto e da una seconda guerra mondiale sono sufficienti a giustificare la definizione. Se c’è stato un periodo nella storia contemporanea in cui vivere era per la maggioranza delle persone una faccenda complicata, quel trentennio occupa probabilmente il primo posto.
Anche La grande frattura di Blom restituisce il clima di incertezza, sacrifici e angoscia che imperversò in quel trentennio. Ma il suo sguardo è allo stesso tempo più articolato e più semplificato. Per lui i processi e i fenomeni che contraddistinguono i decenni tra le due guerre erano già presenti e attivi prima della Grande Guerra. La prima guerra mondiale ne accelerò bruscamente la maturazione e li impose. Da questo punto di vista Blom ha ragione: la tecnologia, il rinnovamento delle scienze, i partiti di massa, le ideologie (o almeno una di esse, il socialismo) erano già presenti e cominciavano a muovere i primi passi. Li avremo conosciuti compiutamente dopo la prima guerra mondiale. In effetti, giustamente, la prima guerra mondiale è l’elemento fondante del libro. Lo shell shock – i traumi psichici di guerra che colpiscono i soldati devastandone la mente – diventa metafora di un’epoca che resta irrimediabilmente orfana delle coordinate precedenti e non riesce a maturane di proprie: “molti aspetti caratteristici del ventennio tra le due guerre – osserva giustamente Blom – si spiegano solo a partire dal trauma, dalla sensazione di tradimento e dalla delusione” (p. 59).
I giovani che erano partiti per la guerra cantando, fiduciosi di poter dimostrare il proprio valore e immaginando avventure, restano avvinghiati in un mare di fango, immobilizzati in trincee che rendono il tempo monotono e vengono falcidiati da armi anonime e lontane: per loro si concretizza un inferno che è l’opposto dell’eroismo che avevano immaginato. La guerra rende queste sterminate masse d’uomini cinici, spaesati e brutali (si veda la testimonianza di Breton a p. 187). La spaventosa fornace della guerra, alimentata a carne umana, ha in sé il trinomio che caratterizzeranno i decenni successivi: violenza, macchine e decadenza.
Il capitolo dedicato a Magnitogrsk (corrispondente al 1929) incarna alcuni aspetti della prima e, soprattutto, della seconda. Che l’Unione Sovietica sia stato un posto tremendo in cui vivere è fuori discussione, ma l’aver iniziato a parlarne dopo il 1917 e a partire dalla rivolta di Kronstadt del 1923, intesa come prova del sogno di una società equa annegato nel sangue, pongono l’Autore in una prospettiva in parte distorta. Restano escluse dall’analisi il crollo dell’impero zarista e la guerra civile; resta fuori la NEP (cioè la consapevolezza che la spietatezza del “comunismo di guerra” doveva essere accantonato a data da destinarsi): Lenin era un uomo capace di decisioni drastiche, ma non era necessariamente una matrioska dalla quale, per forza, doveva venir fuori un Stalin. Ciò nulla toglie alla spietatezza del regime e ai costi umani spaventosi richiesti dall’industrializzazione forzata, illustrati egregiamente nei capitoli dedicati a Magnitogorsk e alla carestia che mise in ginocchio l’Ucraina nel 1932. (Blom però dimentica una “profezia” illuminante di Stalin: la sua affermazione del 1930 secondo la quale “tra dieci anni ci sarà una guerra e noi dobbiamo industrializzarci per essere pronti” riportata in uno dei libri che cita nella bibliografia).
Le macchine che divorano l’uomo non sono una prerogativa dell’Unione Sovietica. Con processi completamente diversi se ne rendono conto anche gli americani. Negli anni del dopoguerra, negli USA, l’industria automobilistica era stato il motore trainante dell’intera economia (p. 288 ss.). L’automobile aveva aperto orizzonti infiniti (incentivando la costruzione di strade), ampliato a dismisura la libertà dei giovani e, con la garanzia di avere un po’ di privacy (magari non proprio comoda), rivoluzionato i costumi e i rapporti di coppia. Ma la crisi del ’29 spezza bruscamente il sogno di una società inondata da macchine che semplificano la vita dell’uomo diminuendo la fatica e garantendo maggior tempo libero: i quattro anni di carestia che devastano l’Oklahoma nei primi anni Trenta (descritta stupendamente da Steinbeck in Furore) sono il frutto anche della meccanizzazione introdotta dai trattori. In Tempi moderni il genio di Chaplin si incaricherà di mostrare gli effetti di una società che trasforma gli uomini in schiavi di macchine (p. 26). Gli Stati Uniti sono un paese troppo vasto e variegato per essere ritratti in un’unica immagine. C’è l’America delle grandi città dove il proibizionismo (espressione di una lotta tra la tradizione e il progresso) ha trasformato in fungaie di locali illegali che fanno la fortuna di jazzisti di talento e di mafiosi come Al Capone; c’è la profonda America del sud, nella quale le teorie di Darwin potevano ancora scatenare risentimenti profondi e processi in tribunale; ci sono le università e Hollywood che accolgono a braccia aperte i talenti in fuga dal nazismo (quelli affermati e conosciuti, per gli altri, giovani ricercatori, gli spazi sono minori); c’è l’America che rinnega se stessa cercando di bloccare l’immigrazione. Nel descrivere questi e altri fenomeni Blom è maestro. Qui li ho elencati, ma con grande finezza ne illumina i chiaro-scuri, le ambiguità e la forza: nei primi anni Venti, col jazz, gli Stati Uniti sono già in grado di esportare sul continente europeo una musica fino a poco prima relegata ai ghetti dei neri. Una musica accolta benevolmente dalle élites colte di Parigi e Londra, ma avversata da una Vienna socialista e progressista e ormai orfana di un impero, capitale di un piccolo trancio di terra popolato da contadini di sentimenti tradizionali e cattolici; tollerata da una inquieta e inquietante Berlino, paradiso della prostituzione (soprattutto maschile), calamita per artisti disillusi dal ripiegarsi su se stessa di un’Austria smarrita e confusa e da una Londra dalla rigida legislazione in materia di morale.
Scrivere una storia culturale significa scrivere una storia di città. Una città come Berlino, ad esempio, non può ridursi a semplice capitale di ogni eccesso; attirava artisti da ogni dove e gli anni venti furono un decennio dorato (p 305). Vienna, sebbene disorientata dalla perdita dell’Impero, era stata capace di progettare il più grande quartiere popolare integrato dell’epoca: il Karl-Marx-Hof, costruito tra il 1927 e il 1930 e fiore all’occhiello dell’amministrazione socialista della città (p. 265 ss.) Parigi restava pur sempre Parigi e, grazie al franco debole, attirava artisti dagli USA a frotte. Erano artisti stanchi o insofferenti del proibizionismo, attratti dalla grandeur che la capitale francese aveva goduto prima della guerra. Americani e non solo trovano riparo nella capitale francese – talvolta grazie alla protezione di qualche munifico mecenate. Qui matura il dadaismo, un movimento dedito allo sberleffo e al non-senso che ha il suo corrispettivo dorato nei “flappers” londinesi (tra i quali spiccavano donne emancipate e che destavano scandalo). Dadaisti e “flappers” sono l’espressione di una “generation perdue” dalla guerra che rifiuta più o meno consapevolmente di fare i conti con la realtà durissima di quegli anni terribili. Agli occhi della generazione più giovane quella di coloro che avevano sciupato la propria giovinezza nel fango delle trincee era stata una generazione tradita dai padri, i cui valori non avevano più alcun senso. L’etica protestante del duro lavoro, di una morale un poco bigotta e del sacrificio era sentita come ridicola in tempi in cui tutto veniva percepito come provvisorio: meglio spassarsela come i “flappers” che potevano permetterselo (facendo la fortuna dei primi giornali di gossip) o andare fieri di un’arte che diventava la bandiera del disinteresse per quel che accadeva per le strade delle città italiane, insanguinate dalle squadracce fasciste, o, poco più tardi, di Berlino, da quelle brune.
Se l’onda d’urto della Rivoluzione russa aveva rischiato di travolgere il continente, Blom vede nel fascismo la contro-risposta della reazione, ma nelle pagine che dedica al fascismo la sua posizione è comunque molto diversa da quella di un Nolte. La sua chiave di lettura non è prettamente politica. Dedica spazio a Michele Schirru, l’anarchico sconfitto dal sogno americano che torna in Italia per per uccidere Mussolini, e il duce come uomo capace di dominare gli istinti e le aspettative delle masse anche attraverso i Patti Lateranensi che, garantendogli l’appoggio della Chiesa, gli conferiscono anche un’aureola di sacralità (non a caso qui l’A. si appoggia a Duggan). Questa impostazione serve all’A. anche per indicare le differenze tra fascismo e nazismo. L’Italia era un Paese povero e agricolo, la Germania, benché in ginocchio per le riparazioni e la crisi economica era la massima potenza industriale d’Europa. Il nazismo non cercò il sostegno della Chiesa come il fascismo italiano o austriaco dopo il 1934. A una tradizione completamente inventata popolata di Nibelunghi e affini i nazisti affiancarono e proposero una religione totalitaria che mescolava versioni volgarizzate del pensiero di Nietzsche, un antisemitismo diffuso nell’Europa centro-orientale che oltre ad avere connotazioni religiose e sociali (gli ebrei ricchi, installati nei posti di comando) trasformarono in razzismo biologico, razziale.
Nelle illusioni distopiche delle religioni totalitarie, di destra o di sinistra, furono in molti a cadere, anche ingegni di prim’ordine – che poi di solito si sarebbero disillusi anche con conseguenze tragiche. Blom ne individua la forza nella loro capacità di offrire qualcosa in cui credere, “qualcosa di più grande e sublime dell’individuo, una legalità storica” (p. 370). Sono affermazioni corrispondenti al clima di quei decenni. Il successo clamoroso dell’oscuro libro di Spengler, Il tramonto dell’Occidente sarebbe inconcepibile al di fuori di quel contesto (vedi p. 70 e ss.). Ma da questo punto di vista vi erano profonde differenze tra il comunismo e i movimenti nazi-fascisti. La rivoluzione russa sembrava concretizzare un sogno di giustizia sociale antico almeno quanto la rivoluzione francese e che una generazione ha creduto possibile realizzare; il fascismo offriva caso mai la garanzia di appartenere alla razza giusta, ariana, prediletta, destinata a grandi cose. (Non a caso le Olimpiadi del 1936 diventano un miracolo di propaganda di un regime che ha ricacciato indietro i soldati sfigurati dalla Grande Guerra e ridotti alla miseria più nera e presenta atleti dalla muscolatura statuaria). Ma sono orizzonti completamente diversi, che infatti, nella seconda guerra mondiale saranno contrapposti. Il libro di Blom si ferma alla vigilia della catastrofe della seconda guerra mondiale, un incubo che ha aleggiato per tutti gli anni precedenti dopo la prima e si chiude con una serie di considerazioni molto assennate e condivisibili sui lasciti della Grande Guerra e sulle differenze tra “la crisi sistemica” del ’29 e quella di oggi. Vi sono pagine illuminanti. Tra le molte e a solo titolo di esempio, alcune relative all’immigrazione negli Stati Uniti illustrano molto bene lo stato d’animo di coloro che in qualche modo sono – o si sentono – già integrati e il disprezzo e il rigetto che provano e manifestano verso i nuovi arrivati o coloro che cercano di entrare nel Paese (p. 359 e ss.)
La grande frattura di Blom è una splendida introduzione alla storia dell’età della catastrofe. Anche se la storia dell’economia, centrale per la comprensione di quel periodo, resta in qualche modo sullo sfondo, i riferimenti sono puntuali, precisi e affidabili. Il libro è ricchissimo di informazioni e di percorsi originali. Ed è un libro che consiglio davvero con piacere.
submitted by lostorico to u/lostorico [link] [comments]


2019.04.17 10:51 Wongfeihong Createvi dei Throwaway! Progetto Thread Controversi

Salve Redditaliani,

Invito tutti a crearsi un account throwaway da usare prossimamente. Grazie al totale anonimato possiamo creare e partecipare a thread controversi.
Colgo l'occasione per invitare gli utenti a postare qui idee per questi post che necessiterebbero di partecipazione con throwaways.

In mente avevo post tipo:
- Confessione Proibita: taglio nettamente Serio. No robe tipo "sono tentato dalla pasta al ketchup", bensi' "ho fantasticato su mia madre" o fatti accaduti tipo "ho ucciso un cane per vendetta". O robe ancora peggiori che rabbrividisco a pensare.
Potremmo fare due thread separati, uno per Fantasie e uno per Confessioni ("reati" commessi). Si puo' aggiungere la regola "NO JUDGEMENT", dove non si puo' bollare con "sei uno schifoso" ma gli interventi devono essere costruttivi/esploraviti. Tipo "come mai senti questo impulso?" o "sei stato vittima di questo abuso per primo oltre che a perpetrarlo?".

- Chi banneresti dal Sub? Esperimento populista: si cita un utente e si spiega il motivo per cui merita di essere bannato. Gli upvote funzionano da voto. Eventuali commenti devono aggiungere altri motivi per cui merita il ban.
EDIT: Questo non vuol dire che sia un invito o imposizione ai Mod di esiliare assecondando la folla inferocita. E' esattamente un esperimento populista con chiara ispirazione ostracista.

-"Se io fossi LVI": la (fanta)politica piace tanto al sub. IMHO potenziale thread ma per mio gusto il piu' noioso. Solita cazzata: se potessi decidere tu, cosa faresti per questa Italia?

Avete altre idee per altri post? Miglioramenti e suggerimenti per impostare/regolamentizzare (e' italiano?) meglio i potenziali post che ho proposto?
Fate sentire la vostra!
EDIT1: Non e' obbligatorio usare un throwaway. Se non ve ne frega o non correte rischi, usate pure il vostro user standard.
submitted by Wongfeihong to italy [link] [comments]


2019.03.01 15:13 bujiastorch Cita Bujías Torch. Hoy del Filósofo Nicolás Maquiavelo

Cita Bujías Torch. Hoy del Filósofo Nicolás Maquiavelo
Muy buen día amigos de Bujías Torch, se acerca el #FelizFinde así que disfruten las fiestas carnestolendas, con paciencia y #AnimoVenezolano
Hoy se celebra el Día de la Cero Discriminación, ante la necesidad de actuar ante las leyes discriminatoria.
Nos gustaría compartir una cita del diplomático, funcionario, filósofo político y escritor italiano, Nicolás Maquiavelo. La cual dice:
"Todos ven lo que aparentamos, pocos ven lo que somos."
#BujiasTorch #DiadelaCerodiscriminacion #Citas #Autos #Cars #Motor #Repuestos #Venezuela
https://www.facebook.com/bujiastorch
https://preview.redd.it/3b2nueenmij21.png?width=1080&format=png&auto=webp&s=12afdae03c92e46aafbf617fb6ca086ed06337aa
submitted by bujiastorch to Citaseimagenes [link] [comments]